Usuário:
 
  Senha:
 
 

Walther Morais:
Pra ser feliz no Sul

 

19/04/2010 16:21:45
O CARANCHO E O TÁXI
............................................................................

 

 

Lá em Dom Pedrito-RS, na Praça Marechal Osório, existe um ponto de táxi. Antigamente,
havia ali um taxista chamado Seu Xeirinho. O vivente tinha um TL verde-bandeira, e não fazia
fiado de jeito nenhum. Certa feita o Carancho– xiru por demais conhecido na cidade, e que
andava, sempre bem pilchadito, com um baita rádio na garupa de sua bicicleta, escutando a
Upacaraí – convenceu o taxista a fazer um corrida para o interior do município. Ao chegar à
fazenda de seu pai, o Carancho perguntou ao Seu Xeirinho:  – Quanto ficou a corrida, chê?
O taxista respondeu: – Cem cruzeiros. E o nosso amigo Carancho, então, lascou essa: – Chê!
Seu Xeirinho! Dá uma ré de quarenta, pois eu só tenho sessenta pila no bolso, chê!
............................................................................
  Autor: Domínio Público
Causo enviado Por: Marlon Soares Garcia - Campo Grande / MS
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
 
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document