Usuário:
 
  Senha:
 
 

Paixão Côrtes:
Chico do Porrete

 

12/01/2008 13:50:26
O CONTINENTE: A GUERRA - DE ÉRICO VERÍSSIMO
............................................................................

Livro do Mês - O continente

5. A guerra

Substrato histórico: a Guerra do Paraguai

Duração: 1869-1870

Argumento

Semi-inválido, Florêncio retorna da guerra quase em seu final. Através do Dr. Winter sabe do confronto entre Bibiana e Luzia, dentro do Sobrado. Sabe também que Luzia tem um tumor maligno no estômago e que cada mulher espera a morte da outra. Enquanto isso, na fazenda do Angico, o adolescente Licurgo Cambará efetiva sua educação à maneira rio-grandense, guiado por Fandango. Típico gaúcho fanfarrão, exímio contador de histórias, conhecedor de casos e lendas, expressando-se por ditados, tendo apurada memória por quadras, trovas e modinhas, dono, por fim, de grande sabedoria campeira, Fandango é o professor do seu futuro patrão. A partir dessas experiências gratificantes, - e tendo como contraponto, na cidade, a sombria doença da mãe - Licurgo só se sentirá à vontade no campo, desenvolvendo uma primitiva identificação com as lides pastoris e as coxilhas.

No Sobrado, Bibiana consegue afastar os pretendentes de Luzia, revelando-lhes pormenores da "loucura" da nora. Seu objetivo é impedir um novo casamento da jovem viúva porque assim Licurgo herdará sozinho todas as propriedades da mãe. O Dr. Winter acompanha a luta entre as duas, mas não toma partido de nenhuma, embora sua maior intimidade com Bibiana. O episódio encerra-se sem que a vitoriosa seja conhecida.

O que destacar em A guerra

a) A astúcia do narrador que começa o capítulo falando da Guerra do Paraguai e, em seguida, abandona o conflito bélico para revelar a luta surda e odiosa das duas mulheres pela posse dos bens e de Licurgo. A guerra entre nações transforma-se em guerra de mulheres.

b) A obstinação cruel de Bibiana em destruir a nora, Luzia. Isso serve para quebrar uma certa idealização - construída nos capítulos anteriores - a respeito das mulheres da linhagem Terra.

c) A cena terrivelmente dramática em que Luzia, tocando cítara em surdina, diz várias vezes a Licurgo que vai morrer por causa do tumor em seu estômago e que ele ficará abandonado, completamente sozinho, ao contrário de outros jovens que têm pai e mãe, levando o rapaz à exasperação.

d) A figura de Fandango, calcada em Blau Nunes, de Simões Lopes Neto. Depositário de todo um mundo gauchesco de referências, de uma linguagem de rica originalidade, centrada em ditos e provérbios regionais, ele encarna a sabedoria popular dos homens do campo. É com ele que Licurgo faz sua educação informal.

............................................................................
  Autor: por *Sergius Gonzaga
  Observações: * Professor de Literatura Sul-Rio-Grandense da UFRGS.

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
06/07/2008 12:13:03 HELUARA SUEDI CARVALHO DE OLIVEIRA - RIO DE JANEIRO / RJ - Brasil
EU TENHO UMA PESQUISA DE ESCOLA PARA FAZER E O LIVRO DO MÊS "O CONTINENTE" ME AJUDOU MUITO. VALEU!
Sítio: http://HELUARA_NOVINHA@YAHOO.COM.BR
Untitled Document