Usuário:
 
  Senha:
 
 

Marcelo Noms:
Quando um baile é campeiro, de Marcelo Noms e Marcos Noms

 

07/11/2005 15:23:10
CULTURA: SUBSTÂNCIA BASILAR DE NACIONALIDADE!
 
Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Brasileira:
valores espirituais e materiais
dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do RS!
............................................................................

No dia 5 de novembro comemora-se no Brasil o Dia Nacional da Cultura. E toda a Cultura Regional Brasileira deve ser trabalhada como uma substância basilar de nacionalidade. Mas hoje, diante da famigerada globalização, a data, assim como a própria cultura, tem sido despercebida por uns e ignorada por muitos. E os que a lembram o fazem, em geral, devido à contumaz corrupção que campeia nesse fértil e rentoso campo cultural. Porém, apesar dos esquecimentos generalizados, nas Entidades Tradicionalistas filiadas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado, por força das respectivas disposições estatutárias, a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense deve ser, diariamente, objeto de estudo e atenção. Ali, especialmente nos CTGs - os Centros das Antigas Tradições oriundas dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul - seus integrantes devem conhecer, além das modalidades específicas desenvolvidas, os diversos aspectos regionalista-tradicionais e históricos relacionados, dentre outros, com os antigos usos e costumes campeiros, as crenças, os valores morais, as idéias, doutrinas, lendas, composições literárias, danças e música regional da antiga Tradição dos Gaúchos Pampeanos do Rio Grande do Sul. Às Invernadas Culturais cabe cumprir essa importante missão. A pergunta que se faz é: esse trabalho, na prática, é efetivamente realizado? A resposta só pode ser esta: em inúmeros CTGs, infelizmente, não! Em determinadas Entidades não há qualquer tipo de trabalho cultural desenvolvido, aonde se possa formar a Conscientização Tradicionalista, a efetiva preservação, a correta divulgação e a necessária retransmissão dos conhecimentos regionalista-tradicionais gaúchos sul-rio-grandenses à juventude e aos adultos recém-chegados ao MTG Brasileiro. Para exemplificar, se em um desses Encontros de Arte e Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul um profissional de imprena formular uma pergunta a um dos peões, mais artistas do que Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros, que integram algumas das Invernadas de Danças Folclóricas Sul-rio-grandenses participantes, sobre o significado de determinadas peças da Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul, ou sobre a real história de uma das danças apresentadas, muito provavelmente a resposta será desastrosa. Enquanto isso nossos jovens seguem, diuturnamente, sendo bombardeados com culturas estranhas, estrangeiras, importadas, e os modismos dos mercados musical sem fronteira culturalcomercial-nativista, tchesista-urbanomercosur-crioulista e country-texa-sertanejo, por via de uma mídia muito bem aparelhada e financiada para esse fim. Espera-se que os Tradicionalistas Gaúchos com poder de gestão nas Entidades Culturais filiadas ao MTG Brasileiro organizado, no exercício das suas relevantes funções, não se lembrem da Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense apenas no dia 5 de novembro ou no período da Semana Farroupilha, mas em todos os dias do ano; que essas Patronagens não se esqueçam de que o ato de Fazer Tradicionalismo e Fazer Tradição Gaúcha Brasileira não se coaduna com a promoção de Bailões Comerciais em total desacordo com os verdadeiros Fandangos da Antiga e Campeira Tradição do RS, e com Rodeios que hoje são meros espetáculos comerciais importados e sem qualquer vínculo com a verdadeira, antiga, Tradição Regional dos Gaúchos Sul-rio-grandenses. Enfim, o MTG Brasileiro, no Dia Nacional da Cultura e em todos os dias do ano deve continuar cultuando, zelando, preservando, retransmitindo e corretamente divulgando, para o Brasil e o mundo, as verdadeiras, as autênticas, as genuínas, as antigas Tradições dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. Em cumprimento aos seus deveres institucionais, morais e estatutários, os Órgãos, os CTGs e demais Entidades Tradicionalistas filiadas ao MTG do Brasil devem, diariamente, primar pela adequada aplicação dos reais Fins Culturais do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado, dispostos na sua Carta de Princípios. Dessa forma, o Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro estará preservando o antigo Patrimônio Sociológico-tradicional e o Núcleo da Formação Gaúcha do Rio Grande do Sul, fundado na região do Pampa Sul-brasileiro. Com a valorização da Formação Social e da História Regional dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil, o MTG Brasileiro estará cultuando, zelando, preservando, retransmitindo e adequadamente divulgando a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense como substância basilar de nacionalidade!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document