Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Tiranos:
Aqui no potreiro velho, de
Ângelo Marques, Ricardo Marques
e Léo Ribeiro

 

03/12/2005 12:12:28
TRANÇADORES DA QUERÊNCIA!
 
Trançadores: Posteiros da Antiga Tradição
dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Entre os gaúchos de alma e de coração encontram-se os peões campeiros do interior sul-rio-grandense. Vivendo no dia a dia as lidas gauchescas, base pastoril da antiga Tradição dos Antepassados Gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul, estão os trançadores ou guasqueiros. Eles trabalham o couro cru, trançando-o com o fim de produzir laços, rédeas, preparos de doma, açoiteiras de relhos e outros apetrechos do uso campeiro. Alguns desses peões simples, muitos deles despilchados ou mal pilchados, certamente que são mais gaúchos que muitos daqueles que se dizem tradicionalistas gaúchos brasileiros. Lá no seu trabalho de campo estão fazendo Tradição Gaúcha Brasileira e mantendo, na arte de trabalhar o couro cru, os usos e os costumes tradicionais, antigos, dos Gaúchos Pampeanos do Rio Grande do Sul. E se não lhes há a condição econômica para ostentar uma Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Estado do RS, seus corações são e sempre serão de gaúchos sul-brasileiros. São esses os guasqueiros, os domadores, os tropeiros, os peões de estância, os capatazes, os Posteiros da Antiga Tradição Regional Sul-rio-grandense, os Gaúchos de Fato, cuja importância é bem maior do que a de muitos Gaúchos de Gabinete e certos Tradicionalistas de Ocasião! A todos aqueles peões campeiros que mantêm a Identidade Cultural Regionalista-tradicional do Estado Garrão-sul do Brasil, os nossos reconhecimentos pelos trabalhos realizados em prol da preservação das antigas, das autênticas Tradições Regionais do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document