Usuário:
 
  Senha:
 
 

Conjunto Farroupilha:
Pezinho - Chimarrita-balão

 

30/12/2005 09:55:58
A EDUCAÇÃO FORMAL, O GAUCHISMO E A CONTEMPORANEIDADE!
 
Patrimônio Sociológico-tradicional do Rio Grande do Sul:
Identidade Cultural do Povo Gaúcho Sul-brasileiro!
............................................................................

O papel da escola na conscientização dos brasileiros quanto à necessidade de valorização do nosso folclore, da nossa cultura regional, da nossa antiga tradição, é - ou deveria ser - primordial. Abaixo segue uma matéria alusiva à relação do movimento chamado de Gauchismo com a contemporaneidade. “Se o gauchismo reedita a tradição e a vida rural, ele o faz num Estado urbanizado que se quer moderno. Pode parecer curioso que esse movimento lance mão de valores rurais e do passado quando o Rio Grande do Sul é predominantemente urbano e bastante industrializado. Isso leva alguns a considerar o fenômeno como um mero modismo passageiro ou como uma ideologia anacrônica, mas curiosamente eficaz. Entretanto, pela extensão e duração do fenômeno é difícil rotulá-lo como modismo ou como ideologia ultrapassada. Em que pese o aspecto de moda que a publicidade é capaz de imprimir a qualquer fenômeno, esse é bem mais duradouro que outras ondas. (...) O que ocorre no Rio Grande do Sul parece estar indicando que atualmente para os gaúchos só se chega ao nacional através do regional, ou seja, só é possível ser brasileiro sendo antes gaúcho(grifei). (Ruben Oliven, O Renascimento do Gauchismo, in Nós, os Gaúchos, Ed. da Universidade, 1992). A citação consta da tese O Sentido e o Alcance Social do Tradicionalismo, do tradicionalista Jarbas Lima, para quem: “A citação sugere que a cultura gaúcha é uma resposta, uma afirmação de identidade num país onde os meios de comunicação, especialmente a TV, procuraram nivelar a sociedade pelos padrões dominantes na zona sul do Rio de Janeiro”. O Bombacha Larga acrescenta, ainda, diante da atual conjuntura, que a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense é uma resposta, também, e principalmente, aos padrões impostos por grupos econômico-financeiros, comerciais e político-eleitoreiros, estes financiados por aqueles. Todos estão a explorar a Música Regionalista-tradicional Gaúcha do Rio Grande do Sul, utilizando-se de Bandas Nacionais sem qualquer tipo de compromisso com o Regionalismo Gaúcho de nossa Terra Sulinacorrompendo o Gauchismo, a antiga e campeira Tradição Regional Gaúcha Sul-rio-grandense, de forma indevida, uma vez que esse é um Patrimônio Cultural do Estado do RS, dos Sul-rio-grandenses, do Brasil e de todo o Povo Brasileiro. Que a juventude não se iluda com tais imposições. Valorizar as nossas origens, o nosso genuíno Traje Oficial e de Honra, a nossa autêntica Música Regionalista-tradicional Gauchesca, as nossas centenárias Tradições Pampeanas Sul-rio-grandenses é, antes de um direito, um dever de todos. As escolas e seus professores deveriam, obrigatoriamente, trabalhar essas e outras questões em sala de aula, conscientizando a juventude a respeito dos reais interesses externos e internos e do prejuízo por eles causados à Cultura verdadeiramente Gaúcha do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul. Para os interesseiros e exploradores evidentemente que entre Tradição Regional, o comércio e os votos, estes últimos é que devem imperar, enquanto aquela é quem deve sucumbir. Entretanto, em defesa do antigo, regional e campeiro Patrimônio Sociológico-tradicional Sul-rio-grandense devemos dizer um NÃO a esses Assassinos e Exploradores da Cultura Regionalista-tradicional herdada dos antepassados Gaúchos do Pampa Sul-rio-grandense, e bradarmos um SIM ao que é nosso por direito, ao que é do Pago Sulino, da Querência Gaúcha Sul-brasileira; ao que é pertencente à Cultura Gauchesca do Rio Grande do Sul, formada pelas antigas, campeiras e regionais Tradições Herdadas dos Antepassados Gaúchos Pampeanos do Sul do Brasil!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
23/12/2005 18:20:25 Antonio Amaro
Parabéns pela matéria.
Sítio: *****
23/12/2005 15:40:35 Gabriel Roos
É isso ai, tchê! Temos que cultuar nossa tradição. Isso tudo começa desde piazito. Tenho 17 anos, procuro me reunir sempre com tradicionalistas; estou me tornando um ginete do nosso pago e vou sempre cultuar as nossas tradições!
Sítio: *****
Listados 2 Comentários!
Untitled Document