Usuário:
 
  Senha:
 
 

Leopoldo Rassier:
Pilchas, de Luiz Coronel e Airton Pimentel

 

14/08/2005 13:22:38
A PILCHA TRADICIONAL DOS GAÚCHOS CAMPEIROS DO BRASIL!
 
Pilcha Gaúcha Sul-rio-grandense: Tradição e Identidade Cultural
dos Gaúchos Brasileiros!
............................................................................

O uso correto da Pilcha Gaúcha Sul-rio-grandense foi regulado em 1998, pelas Diretrizes aprovadas no 43° Congresso Tradicionalista Gaúcho do MTG/RS, na cidade de Santa Cruz do Sul-RS, com as seguintes orientações culturais regionalista-tradicionaisIndumentária do Peão - Traje de Honra: 1. Bombacha - com tecidos de brim, linho, tergal, algodão ou mesclados, nas cores claras e escuras, respeitando a sensibilidade cromática do gosto pessoal, fugindo-se de cores agressivas, chocantes e contrastantes, no padrão liso, listrado e xadrez discretos, cujo modelo é o de cós largo, sem alças, dois bolsos grandes na lateral e, eventualmente, na parte posterior, sendo largas (Fronteira), mais estreitas (na Serra) e médias (no Planalto e Missões), com favos de mel ou de abelha, sem enfeites e fantasias maiores que botões e franjas, abotoadas no tornozelo; 2. Camisa: com tecidos preferencialmente algodão, tricoline, viscose ou linho, no padrão liso ou riscado discreto, com cores sóbrias e claras, com gola esporte e mangas longas, para as ocasiões sociais, formais, como festividades, cerimônias, fandangos...; podendo ser de mangas curtas para o cotidiano, especialmente as atividades de serviço ou de lazer informal; 3. Lenços: nas cores tradicionais: branca, vermelha, verde e xadrez miúdo, com ausência de estampas floridas e outras figurações, atados com qualquer um dos nós documentados; 4. Botas de couro, nas cores preta ou marrom, preferencialmente, nos estilos cano com dobras pré-fabricadas (gaitinha) ou cano longo até próximo à curva do joelho, com natural flexibilidade; com ou sem fivela para ajustá-la à perna (espelho) e com ou sem barbicacho; 5. Colete no modelo tradicional, abotoado na frente e com a parte posterior (costas) em tecido leve transpirável, de uma só cor, com fivela de ajuste e cor sóbria. 6. Guaiaca com uma ou duas fivelas, bolso para relógio à esquerda, bolso maior às costas, meio coldre ao lado de laçar, uma bolsinha para moedas, geralmente de couro curtido ou modelos funcionais. 7. Chapéu tradicional usado na Fronteira, na Região Serrana, Missioneira e no Planalto, respeitando as características das copas usadas regionalmente, distintamente da copa alta (modelo cowboy americano) - Obs.: note-se aí a influência dos mercados, uma vez que o Núcleo da Formação Gaúcha Sul-rio-grandense é a região do Pampa Sul-brasileiro!!!; Normas Comportamentais: em cerimônias e solenidades cívico-sociais, a pilcha adequada do homem gaúcho - Traje de Honra - é bombacha, camisa social clara (manga longa), lenço, paletó (casaco), colete (eventualmente), botas, guaica; é vedado usar o lenço preto em festas e bailes, com exceção nos casos de luto; o gaúcho, por convenção social, não deve usar chapéu (cobertura) no interior dos ambientes, ou seja, dentro dos salões; nem o uso de túnicas militares com a bombacha; camisas em cores combinando com a saia ou vestido da prenda, ou com as cores da bandeira do RS; barbicacho em plástico brilhante, penduricalhos ou correntes metálicas; tiradores com pinturas e penduricalhos; botas brancas ou em cores diversas, fugindo das convencionais (preta, marrom, bege); camisas fulgurantes, brilhosas ou de cetim; bombachas coloridas, plissadas; conjuntos pretos (zorro); faixas uruguaias, argentinas, paraguaias e chilenas; guaiacas (rastras) castelhanas recamadas de moedas e com vistosa rastra; mangas arregaçadas de camisa e faca à cintura, nos bailes, assim como casacos, jalecos ou blusas tipo campeira, com adornos de favos de abelha (mondonguinhos) ao longo das mangas e o pala em ambientes sociais, como fandangos, p. ex. (material publicado pelo Piquete de Laçadores Cinco Irmãos, de São Francisco de Paula-RS, no sítio www.via-rs.com.br) Observações Gerais: os lenços finos, diminutosexagerados e por fora da gola da camisa, virados para o lado, com um triângulo atirado para trás, estampados ou de cores não tradicionais; as calças corridas, justas, muito estreitas; as cintas urbanas, os cinturões Freio de Ouro, as rastras platinas e as camisas em cores pretas ou fortes, berrantes, como a vermelhaverdãoazulão, amarelão, pastelão e os desnecessários coletes das equipes campeiras em tons cítricos, amarelos e outros incompatíveis com os tradicionalmente usados pelos comedidos interioranos sul-rio-grandenses, e só para eventos sociais; os barbicachos de metal, as boinas coloridas importadas de outras plagas; e os chapéus no estilo claro chaparral ou country-texano, que certos artistas gaúchos vendem por imposição das grifes de suas gravadoras, tudo isso faz parte de um modismo comercial, mas não da Pilcha Tradicional dos Gaúchos do Pampa Sul-rio-grandense. E reafirmando a informação acima publicada, por uma questão de respeito, educação e preservação das autênticas Tradições Campeiras do Rio Grande do Sul, os Gaúchos Brasileiros sempre retiraram, e continuarão retirando, seus chapéus ao adentrar uma casa, um salão de baile de CTG ou qualquer outro recinto coberto, além de portarem a legítima Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul e dos Gaúchos Brasileiros!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document