Usuário:
 
  Senha:
 
 

Fogo de Chão:
Vida de Campeiro

 

13/01/2006 14:12:01
A CIDADANIA E AS RESPONSABILIDADES TRADICIONALISTAS!
 
A antiga e campeira Tradição dos Gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

É desde o Estatuto do 35 CTG – o primeiro Centro de Tradições Gaúchas Sul-rio-grandenses a ser fundado no Brasil - que os principais objetivos do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado e suas Entidades Culturais filiadas são os de defender, cultivar, zelar, cultuar, preservar, retransmitir e corretamente divulgar os antigos usos e costumes tradicionais dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Núcleo da Formação Gaúcha do Estado do Rio Grande do Sul: a região da Pampa Sul-brasileira. E isso abrange todos os aspectos da Cultura Gauchesca Sul-rio-grandense, como as lendas, a música regionalista-tradicional, a trova, a poesia crioula do Estado, a Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul, as lidas pampeanas rio-grandenses, os jogos tradicionais do osso, das carreiras, as danças tradicionais galponeiras de salão e as folclóricas, de antigamente; os ritmos bugio, vanerão, vanera, rancheira, xote, valsa, milonga, chamamé. Enfim, todos, Entidades Culturais do Tradicionalismo e Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros, devem manter o antigo e tradicional Jeito Gaúcho de Viver dos Pampeanos do Sul do Brasil, esse Patrimônio Sociológico-tradicional recebido dos Antepassados Gaúchos da Pampa do Rio Grande do Sul. Culturalmente, no entanto, são poucas as Entidades Tradicionalistas que cumprem os seus deveres institucionais, estatutários, culturais, regionalista-tradicionais sul-rio-grandenses e tradicionalistas gaúchos brasileiros. Jovens e adultos limitam-se a dançar ou a concorrer em determinadas modalidades, participando de inúmeros eventos programados sem ter a mínima noção dos valores morais do gaúcho, de nossa rica História, do conteúdo da nossa grande diversidade cultural regionalista-tradicional e dos fins culturais de suas ações tradicionalistas. Notória é a falta de iniciativas e de vontade política para levar a todos os integrantes do Tradicionalismo esse necessário conhecimento, tão importante para a erradicação desse analfabetismo tradicionalista vigente no MTG Brasileiro. Pois se é certo que analfabeto, na melhor acepção da palavra, está para além daquele que não sabe ler, isto é, para os que não entendem o que está sendo lido, por analogia poderemos afirmar que aqueles que integram um CTG sem o conhecimento amplo da Cultura Gauchesca Sul-rio-grandense podem ser considerados legítimos analfabetos tradicionalistas. A culpa maior, no entanto, não é só dos integrantes dos CTGs e das demais Entidades Tradicionalistas filiadas ao MTG Brasileiro organizado, mas dos Patrões, das Patronagens, dos responsáveis pelas respectivas Invernadas Culturais, cujas omissões caracterizam comportamentos negligentes, desídias que redundam em práticas criminosas contra a Cultura Regionalista-tradicional do Estado e do Povo Gaúcho Sul-brasileiro. Por isso, não basta a existência de imponentes, luxuosos e incompatíveis galpões de CTGs filiados ao Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro, muitos deles, inclusive, distantes da simplicidade e da autenticidade do velho Galpão Crioulo Gaúcho do interior pampeano do Rio Grande do Sul, que o próprio CTG deveria estar simbolizandose os responsáveis por sua Vida Cultural Tradicionalista não desempenham a contento os seus elevados deveres culturais e institucionais-estatutários. Para os verdadeiros Tradicionalistas Gaúchos, tidos hoje como estranhos dentro do próprio Tradicionalismo organizado, melhor é cultuar a Tradição Gaúcha dos Campeiros do Pampa Sul-brasileiro em eventos culturais independentes, do que ficar esperando pelo trabalho de quem não pretende e nunca pretendeu trabalhar em prol da preservação da antiga, regional e campeira Tradição dos Gaúchos Pampeanos do Sul do BrasilPara quem é realmente um Tradicionalista não se dispõe a financiar com mensalidades e ingressos essa destruição da autenticidade tradicional dos Gaúchos do Rio GrandeO porquê de tantas deturpações vivenciadas hoje no Tradicionalismo deve-se ao fato de que antes do interesse cultural há muito que está o interesse ecocômico-financeiro, impondo no MTG, por intermédio dos Tradicionali$ta$ de Oca$ião, para não dizer Calaveira$ da Tradição do Rio Grande, os seus interesses comerciais e eleitoreiros, de índole pessoal e/ou empresarial. A esses, no entanto, fica um alerta: todo o Cidadão Tradicionalista Gaúcho, em nome do seu Patrimônio Regionalista-tradicional Gaúcho Sul-rio-grandense e dos recursos públicos que financiam, em nome da Cultura "Gaúcha" do RS, toda a sorte de desnaturação tradicional, tem o direito e o dever de cobrar daqueles que se propuseram a trabalhar pelo culto e pela preservação das Antigas Tradições dos Gaúchos Brasileiros as devidas ações efetivas e condizentes com as previsões regulamentares do MTGe, portanto, com as Cláusulas Pétreas da Carta de Princípios do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro. Cobrar Responsabilidades Tradicionalistas daqueles que voluntariamente assumiram compromissos com o zelo das autênticas Tradições Regionais dos Gaúchos Sul-brasileiros, e que só têm praticado desserviços ao Patrimônio Sociológico-tradicional Gaúcho Sul-rio-grandense, é um direito e um dever de todos os Cidadãos Brasileiros, Tradicionalistas ou nãoA esse exercício de Cidadania Tradicionalista todos estão legitimados, pela condição de detentores do rico Patrimônio Cultural Gauchesco, configurado pelas antigas Tradições dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul! 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
24/01/2006 14:46:06 Carlos Zatti
Eu assino, tão verdadeiro é o artigo. Parabéns! Só há um porém: as normas do MTG têm seus defeitos, como é o caso de não contemplar a milonga e o chamamé, entre outros ritmos, nas disputas artísticas, como disse o articulista: "... chote, valsa, milonga, chamamé, entre outros." Parabéns pelo bonito trabalho deste BOMBACHA LARGA. Saudações Tradicionalistas! Escritor - Tapejara da Cultura do CTG Porteira Aberta - 1ªRT - MTG/PR
Sítio: *****
Listado 1 Comentário!
Untitled Document