Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Minuano:
Nossa vanera,
de Elizeu Vargas Capim

 

27/04/2006 20:33:26
UM CTG? OU UMA BOATE?
 
Fandango Tradicionalista Gaúcho: sinônimo de respeito, alegria
e antiga Tradição dos Gaúchos Pampeanos do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Mas o que querem esses maus patrões de CTGs, que deixam que alguns conjuntos usem, indevidamente, a alcunha de gauchescos e fiquem rebolando no palco, pisando na tradição e tocando músicas de sentido dúbio, com palavras de baixo calão, incentivando um esfrega-esfrega próprio das boates ou da casa das tipas? Será que esses calaveiras não têm respeito pelos Tradicionalistas e pela antiga Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul? Acho que está na hora de essas figuras nefastas do Tradicionalismo trocarem a palavra CTG pela palavra boate. Assim procedendo poderão continuar contratando esses tchês locos e assassinos culturais, para que continuem a rebolar nos palcos sem ofender a rica Cultura Gaúcha Sul-rio-grandense. E assim sendo, os Tradicionalistas preocupados com a manutenção da Tradição do Rio Grande não mais frequentarão esses ambientes nem levarão suas famílias para verem essa pouca vergonha! Com certeza não faltarão queras que irão a esses bailes para maxixar com alguma china desavergonhada. Isto dará bilheteria? Eles dizem que sim! Então, qual é o problema? Por que ainda vinculam a antiga Tradição Gaúcha a esses bailecos? Tirem a sigla CTG da fachada e não atrapalhem a Tradição dos Campeiros do Rio Grande! Finalmente o MTG reagiu e resolveu punir um desses CTGs de meia pataca e suspendeu de suas fileiras o Nova Raça, de Canoas. Agora essa Entidade Tradicionalista deve procurar seguir novos caminhos, de preferência bem longe do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro organizado, para não mais atrapalhar a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense. O Movimento Cultural Tradicionalista Gaúcho sobreviveu a muitos modismos, como a Jovem Guarda, a Tropicália, e muitas outras mais, e continuou, firme, expandindo-se pelo mundo todo. Logo após a punição desse pseudoctg do MTG/RS o fato correu na mídia como fogo em pasto seco, servindo de alerta para outros CTGs desrespeitosos. Colhi duas declarações sobre o fato: - Não existe modernização na Tradição... Não podemos permitir que alternativas culturais matem o núcleo cultural gauchesco. (Manuelito Savaris - presidente do MTG/RS). - A Tradição deve permanecer com suas estruturas intactas... O CTG deve ser um depositário da cultura. (Edson Dutra - do grupo Os Serranos - Fonte jornal Zero Hora 23/04/2006). Parabéns ao MTG, por tomar as rédeas da situação e não permitir que a rica Cultura Gaúcha Sul-rio-grandense seja ultrajada. E enquanto quem deveria não respeita a Tradição dos Campeiros do Rio Grande, o Clube Tiradentes, de Itajaí-SC, um clube sem ligação direta com o Tradicionalismo Gaúcho organizado, dá o seu exemplo. A referida Entidade promoveu um autêntico Baile Gaúcho Tradicional, em comemoração ao seu 86º Aniversário de Fundação. Foi uma noite memorável, regada à autêntica e tradicional música gaúcha campeira sul-rio-grandense. A iluminação e a altura do som estavam perfeitas para um Baile Gauchesco. E como deve ser, todos os participantes encontravam-se devidamente trajados com a Pilcha Gaúcha da Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. Peões e prendas dançaram a noite toda, marcando a vanera, o chamamé, o autêntico bugio ou no balanço romântico de uma milonga bem gauchesca e regional do Sul do Brasil. Será que agora teremos novos tempos, com a Tradição dos Gaúchos Brasileiros voltando a ser respeitada no MTG? (do colaborador do BL e Mangrulho do ONTGB no Sul do Brasil, Ademir Canabarro: um Missioneiro!)

 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
27/04/2007 13:03:27 Ivo Leovaldo Pires Pereira - Gravataí / RS - Brasil
Parabéns, caro Ademir. É de gaúchos da tua estirpe que precisamos dentro do Movimento Tradicionalista. Continues nessa luta e tenhas a certeza que não estás só nessa empreitada. Um forte quebra-costela! Ivo Leovaldo P.Pereira - Comissão de Ética - 1ª RT/RS.
Sítio: *****
27/04/2007 12:10:23 Rubens Stautmeister - Quaraí / RS - Brasil
Sempre que se ouve falar de TRADICIONALISMO, também se ouve falar de bagualismo, xucrismo, mas isso não expressa a verdade. O que muitas vezes alguns não admitem ou não querem aceitar é que a isso se chama gauchismo, cultura de costumes e valorização das tradições de nosso Estado, que por sinal é um dos Estados que mais dá valor para as suas tradições, seus usos e costumes. Como um dos maiores propagadores do Tradicionalismo, temos a nossa música, que tem um valor cultural (na sua maioria) muito grande e nos conta em forma de versos todos os costumes do homem do campo e as nossas tradições. Essa música, por muitos criticada, carrega ensinamentos para a juventude, desde o preparo de um potro para a doma até a História da Epopéia Farroupilha, que deve ser encarada por nossa juventude com orgulho, pois foi ali que o povo gaúcho ganhou identidade própria. Foi em 1835 que começamos a mostrar que o povo sul-riograndense não se curva perante a tirania, mantendo sempre vivos os ideais de LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE; e foi ali que conquistamos o nome que até hoje tremula em nosso Pavilhão Tricolor, que é: REPÚBLICA RIO-GRANDENSE. Isso, sim, é ter identidade! São essas coisas que nós, como tradicionalistas, temos que passar para nossas crianças e jovens: o amor pelo que é seu. E na música podemos transmitir e influenciar as "massas". Nosso jovem tem que sentir orgulho da bombacha larga, do vestido de prenda, da bota, do lenço no pescoço e saber que esse direito foi conquistado através de muito sangue derramado nessas planícies, por nossos heróis farroupilhas. O que se tem na música gaúcha é cultura pura, conhecimento do que é um cavalo crioulo, o Quero-Quero, o Chimarrão, o Churrasco, dentre muitos outros símbolos de nosso Estado. Para que isso se concretize, não podemos exigir que o jovem use a pilcha gaúcha, pois dessa maneira já foi comprovado que não chegaremos a lugar nenhum. O que os patrões de Entidades e os Tradicionalistas precisam fazer é (e esse não é um pensamento absurdo) promover o amor pelo Tradicionalismo. A juventude deve aprender a amar e ter orgulho de ser gaúcho, eles devem saber e entender os costumes de sua Terra e devem orgulhar-se disso. Para que isso se torne possível devemos nos empenhar de corpo e alma nessa causa. Promovendo palestras, encontro de Entidades. CTG’s e Piquetes devem procurar ter a sua Invernada Cultural e Artística. Devemos mostrar que gauchismo não é somente baile e camperiada. Devemos mostrar que gauchismo é o conhecimento e o amor pelos costumes e tradições de nossos pais, porque isso foi conquistado há muito tempo pelo povo rio-grandence, e que não pode se perder no modismo. O gaúcho sempre soube superar-se e dar a volta por cima, e isso se deve pelo seu passado e história. O povo Gaúcho sempre foi reconhecido, (e muitos não admitem) por sua integridade, por seu amor à Terra onde nasceu; sempre foi reconhecido por ser um povo livre e com opinião forte, mantendo vivos os seus ideais. O nosso jovem deve bater no peito e ter orgulho de ser GAÚCHO, pois todos nós temos correndo em nossas veias o sangue FARRAPO. Esse mesmo orgulho, que há mais de 172 anos fez com que nosso Estado, por 10 anos, se tornasse um país livre e independente, enquanto o resto do Brasil ainda era dominado pela monarquia e governado por um Rei. Osvaldo Aranha disse: - Não se pode escrever a história do Brasil, sem antes molhar a pena no sangue do RIO GRANDE DO SUL!
Sítio: *****
14/05/2006 18:07:27 camila
Concordo em muito com o sentido da matéria. A tradição gauchesca é parte da cultura regional dos sul-rio-grandenses e nao apenas uma mania que de tempos em tempos se muda. Aprendemos a valorizá-la e esperamos que nao seja agora e nem nunca que ela será alterada!
Sítio: *****
12/05/2006 19:53:14 José Itajaú Oleques Teixeira
Prezado Paulo Henrique. Sendo a Cultura Gaúcha Sul-rio-grandense uma herança de todo o Povo Brasileiro, cabe a qualquer cidadão, dentre estes o Tradicionalista, exigir o devido respeito aos antigos usos e costumes tradicionais e autênticos dos antepassados gaúchos campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul; às genuínas Tradições dos Gaúchos Sul-brasileiros. Estas devem ser repassadas aos mais jovens tais como as recebemos, de forma preservada. O sítio Bombacha Larga, desde o seu início, vem desenvolvendo esse trabalho de conscientização cultural tradicionalista. O ONTGB - Observatório Nacional do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro propõe-se a denunciar para o mundo essas barbaridades, esses assassinatos, esses crimes culturais cometidos pela Nova Ordem Mundial - por meio dos financiados "crioulistas", "country-sertanejistas", "comercial-nativistas", "tchesista-urbanos" e outros - contra esse Bem Público pertencente a todos os seus herdeiros, de fato e de direito; e de cobrar uma ação cultural coerente de todos os dirigentes, integrantes e demais responsáveis pelo cumprimento da correta aplicação da Filosofia de Atuação do MTG Brasileiro, prevista na sua Carta de Princípios Tradicionalistas. As Teses Culturais, os Estatutos, os Regulamentos e as Diretrizes Culturais do MTG são normas que jamais poderiam ser modificadas para atender aos interesses dos mercados nem negligenciadas pelos que se dizem Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros, especialmente os que, de forma voluntária, propuseram-se estar à frente das Entidades "Palanques da Antiga Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul". Todos esses, por um dever institucional-estatutário e uma obrigação moral-cultural devem - ou deveriam - culturar, defender, zelar, preservar, retransmitir e corretamente divulgar, para o Rio Grande, o Brasil e o mundo, o que é próprio - e sempre foi - do antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul; dessa Riqueza Regionalista-tradicional que caracteriza e define a Identidade Cultural do Povo Gaúcho do Sul do Brasil! Saudações Tradicionalistas e um quebracostelas cinchado a esse prezado Vivente!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
09/05/2006 09:04:25 Paulo Henrique Holenbach
Lamentavelmente, o CTG Jayme Caetano Braun, de Brasília-DF, que através da Patronagem "Pura Cepa" (2004-2006) ficou conhecido no meio tradicionalista pela sua postura firme quanto à valorização do autêntico Tradicionalismo, que nunca permitiu que se tocasse a tal "tchê music" dentro do galpão, agora, com a nova Patronagem "Novo Reponte" passou a permitir e a executar nos seus eventos "tradicionalistas" músicas que não condizem com a cultura gaúcha regionalista. Músicas como "Ajoelha e Chora" e "Remando no Barquinho" agora são permitidas e até aplaudidas pela nova Patronagem, a qual, inclusive, anunciou ao público, no seu último costelão, um Curso de Flamenco! Logo, logo, estarão patrocinando Cursos de Dança do Ventre, dentro do Centro de Tradições Gaúchas!!!
Sítio: *****
07/05/2006 13:11:33 Carol
PARABÉNS pela matéria! É uma pena que isto esteja realmente acontecendo. Aqui em Canoinhas, também os ditos "salões de bailes" estão perdendo a verdadeira cultura, por causa do capitalismo. E a verdadeira gauderiada está tendo que deixar o "tchê music" tomar o lugar da autêntica cultura regionalista gaúcha...
Sítio: *****
29/04/2006 16:19:59 Véra Regina Friederichs
Buenas, Canabarro! Tive o privilégio e o prazer de participar do Baile do Tiradentes e foi realmente um "show" de Tradicionalismo. Parabéns pela tua coluna. Assino embaixo e deixo um abraço quebra-costelas a todos os gaúchos e gaúchas deste país, desgarrados como nós, ou não! Véra Regina Friederichs - Editora do Jornal Desgarrados da Querência - Joinville-SC
Sítio: *****
28/04/2006 23:54:59 Edna Leite
É isso aí, caro amigo! Tem mesmo é que preservar essa maravilha que é a cultura regionalista gaúcha. Mesmo aqui de longe (Pilar do Sul/SP), eu respeito, curto e amo essa Terra, que se Deus me permitir um dia irei conhecê-la. Um grande abraço!
Sítio: *****
Listados 8 Comentários!
Untitled Document