Usuário:
 
  Senha:
 
 

Xirú Missioneiro:
De campo e galpão

 

24/05/2006 01:03:16
REGIONALISMO: UM DIREITO CULTURAL E UM DEVER TRADICIONALISTA
 
Galpão Crioulo Tradicional da Pampa do Rio Grande do Sul:
um símbolo regionalista dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil!
............................................................................

O sentimento regionalista do Povo Gaúcho Brasileiro está fundado na valorosa História e nas belas Tradições dos Antepassados Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. Por isso esse Regionalismo Gaúcho há de ser conservado e reverenciado conforme as suas particularidades locais, pois esse é um direito do Estado do Rio Grande, dos Sul-rio-grandenses, do Brasil e de todo o Povo Brasileiro, e um dever tradicionalista de todos os órgãos, entidades e cidadãos tradicionalistas gaúchos filiados ao Movimento Tradicionalista Gaúcho organizado. Nesse contexto, há um equívoco ao se imaginar que aqueles que se encontram desvinculados do campo, do gado e dos cavalos não podem se posicionar em defesa dos verdadeiros Fins Culturais do MTG Brasileiro. Ora, o ato de cultuar origens, usos e costumes antigos, tradicionais, e os feitos dos Antepassados Gaúchos Interioranos da Pampa do Rio Grande do Sul não se encontra atrelado a esse tipo de exigência. Por consequência, qualquer Vivente poderá dispor ou não do MTG na efetivação das suas ações de valorização daquele Patrimônio Sociológico-tradicional Sul-rio-grandense herdado dos Antigos Gaúchos Pampeanos do Sul do Brasil. E sendo um Bem Público, esse é um Patrimônio Cultural pertencente ao Estado do RS, aos Sul-rio-grandenses, ao Brasil e a todo o Povo Brasileiro. Para cultuá-lo, valorizá-lo, retransmiti-lo, divulgá-lo, não se exige nem posse de cavalos nem propriedades rurais nem gado, apenas e tão-somente um pouco de afinidade com a Cultura Gauchesca Tradicional dos Antigos Pampeanos Sul-rio-grandenses, de gosto pela Tradição e de respeito ao Jeito Gaúcho de Viver dos Antepassados Campeiros do Estado Garrão-sul do Brasil. Requer-se, ainda, uma Consciência Tradicionalista voltada para o entendimento de que um povo sem história é um povo sem futuro! Dessa forma, nem as atribuições cotidianas impedem que gaúchos de todo o Brasil enalteçam a Aldeia Sulina e a Identidade Cultural Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-brasileira! Por isso, qualquer citadino ou interiorano, possuindo ou não cavalos, propriedades rurais, gado, independentemente da posição social ou econômica, pode e deve valorizar seu Patrimônio Sociológico-tradicional Gaúcho Sul-brasileiro. Cultuar, preservar, zelar, retransmitir às novas e futuras gerações e corretamente divulgar a Antiga Tradição Regional Gaúcha do Rio Grande do Sul, com a requerida autenticidade, sem os modismos comerciais hodiernos e os estilos urbanos, importados, é uma obrigação de quem se encontra envolvido com os Fins Culturais do MTG Brasileiro. Assim, o Regionalismo Gaúcho do Brasil deve ser preservado e enaltecido, especialmente no Tradicionalismo, por uma questão de Direito Cultural e de um dever de Consciência Tradicionalista!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
25/05/2007 16:38:36 Fabrício - Santana da Boa Vista / RS - Brasil
Gaúcho: homem bravo, destemido e guapo... respeitado por onde cruza, sempre honesto e trabalhador, que foi desbravando este Pampa a fora, com uma mala de garupa e um guaipeca no costado... Um abraço a essa indiada do site!
Sítio: *****
25/05/2007 10:04:13 Cristian Bianchi - Tapejara / RS - Brasil
Quando retruca com a sorte, o gaúcho deixa o rancho e sai campereando outros pagos. Mas leva nas mãos cansadas todo o segredo da lida, pra repassar às crianças, ensinando-as a tradição; e a ter amor pelo chão, que recebeu como herança!
Sítio: *****
25/05/2007 09:55:45 Leonardo - Tapejara / RS - Brasil
Somos um povo bravo e forte, aguerido e valente; mostramos a nossa tradição, a nossa cultura! O gaúcho é um povo acolhedor, que sabe lutar por seus ideais e direitos; respeitar e ser respeitado. Um abraço!
Sítio: *****
Listados 3 Comentários!
Untitled Document