Usuário:
 
  Senha:
 
 

Conjunto Farroupilha:
Meu cabelo - Maçanico

 

19/06/2006 10:42:27
A ÉTICA NO FUTEBOL E NO MTG BRASILEIRO!
 
Pau de Fita: Dança Folclórica do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Assim como no futebol, no Tradicionalismo Gaúcho organizado também há exploradores e explorados. Interesses político-eleitoreiros e econômico-financeiros, pessoais e de grupos, encontram-se, de forma corriqueira, presentes nessas atividades desportivas e culturais. Naturalmente que alguns ganham muito e a maioria perde bastante com esses desvios morais e o consequente mau uso de algumas mafiadas instituições. Em 9 de junho de 2006, ao iniciar-se mais uma Copa do Mundo de Futebol, registramos aqui neste espaço cultural tradicionalista gaúcho brasileiro o nosso repúdio à falta de ética, especialmente no meio futebolístico, aonde o crime organizado há muito que explora o grande e ingênuo senso comum. Para os que estavam igualmente descontentes,  de autoria de Itajaú Teixeira, publicamos SALVE (do verbo salvar) A SELEÇÃO!!! A Seleção Canarinho já foi a “nossa seleção”; quando só jogava bola, jogava para a Nação. Agora é para o mercado, sua bola é um cifrão; depois de privatizada futebol é marmelada, acabou-se a emoção! O esporte da multidão, antes lotava estádios: pais e filhos, pela mão. Mas com o Neoliberalismo ganhou a Televisão; estádios superlotados hoje é coisa do passado, fruto da desilusão! E há tempos que os resultados, de qualquer competição, por interesses diversos sofrem manipulação; grandes patrocinadores mandam na organização. E com a mídia comprada é melhor que a arquibancada "venha" pra Televisão! Se o dinheiro compra tudo, compra até a escalação; o garoto-propaganda entra em campo, bem ou não: joga gordo, joga doente, o que vale é a promoção do artigo que é vendido, mesmo que seja preciso usar um topete ou não! Os interesses políticos, de inúmeras Nações, decidem Copas do Mundo decretando seus campeões. Com episódios hilários nos justificam ações; subvertendo consciências, duvidam da inteligência dessa grande multidão! Na verdade ninguém gosta de ser assim enganado; pior cego é o que não quer ver o que há muito está armado. São os milhões dessas vítimas, desse sistema instalado, apenas consumidores, manipulados atores desse “cartola mercado”! Bons tempos eram aqueles em que a camisa tinha valor; honrava a história do time, dava estímulo ao jogador. Hoje muda a toda a hora, manda o patrocinador; não quer saber de História nem preservar a memória de um esquadrão vencedor! Por tudo isso, lhes digo, futebol hoje é ilusão; corrompido como está não tem mais a emoção: de País do Futebol a um País do Ladrão. Cediço no mundo inteiro: onde manda o dinheiro impera a corrupção! Mas pra tudo tem um jeito, pra tudo tem solução: se o time é do País é dele a manutenção. A cidadania exige honestidade e isenção; pra Seleção Canarinho este é o melhor caminho: estatizar a Seleção! Sei não ser interessante, mas é a única maneira de se resgatar os valores, prestígios da vida inteira. Valorizando a camisa de nossa Pátria de Chuteiras, outra vez o brasileiro torcerá com o  País  inteiro para  a  "nossa"  Seleção Brasileira! Nossa Pátria de Chuteiras, lema que o Brasil ganha, de Nelson Rodrigues até hoje todo o povo acompanha: "Vamos torcer todos juntos", é o apelo da campanha; só que já foi combinado, desde a França acertado, se não houver imprevisto, que o campeão é a Alemanha! Por isso o meu manifesto contra toda essa marmota; sou cidadão brasileiro, torcedor e patriota. Mas refugo, corcoveando, o freio e a corda imposta; também quero ser campeão, mas com a “nossa" Seleção! Sou torcedor, não idiota! (Obs. superveniente: Naturalmente que, com o escândalo da Máfia do Apito na Itália, o resultado final da Copa de 2006 não poderia ser outro. Afinal, os jogadores da seleção italiana já receavam o próprio retorno para casa, após a competição, diante da revelação de que há anos os clubes, seus dirigentes e seus jogadores acertavam resultados em prol das Máfias das Apostas. E não falta quem especule que a ajuda da arbitragem, já no primeiro jogo da seleção italiana, foi decisiva para o bom começo da solução daquele grave problema. Comentou-se, também, que a Seleção Brasileira fora terceirizada para um grupo coreano, o qual pagava à CBF um milhão e oitocentos mil dólares por jogo. Crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, corrupção, tráfico de influência e outros são historicamente apontados nesses desportivos eventos, os quais atendem ora aos interesses governamentais, ora à sanha de mafiosos das jogatinas, ora ao infindável apetite de certos cartolas e suas vinculadas empresas. Mas, ao final tudo se resolve, como sempre acontece com determinados e escolados dirigentes do meio futebolístico, certos governos populistas e os parlamentares das Bancadas da Bola, de todos os países envolvidos. Enquanto isso, as coisas já se acertam para as próximas Copas do Mundo. Quem entregou antes, levou depois; quem entrega hoje, garante o caneco futuro. E em 2014, em especial, adivinhe quem vencerá, aqui dentro do nosso país! Novamente poderemos errar o prognóstico, já que são muitas as máfias envolvidas. Contudo, mesmo correndo igual risco, podemos desde já apontar o vencedor. E se prometermos um churrasco gordo para quem acertar a resposta, dentre aqueles que consultarmos, certamente que faltará carne nesta nossa Pátria de Chuteiras chamada Brasil !!!) 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
09/06/2009 09:00:05 Sérgio Terres Viana - Pelotas / RS - Brasil
Buenas amigos! Gostaria que fizessem a divulgação de meu show que se realizará na FENADOCE (Feira Nacional do Doce), Pelotas, RS! que realizar-se-á, dia 13/06/2009 as 19 horas! Gostaria de saber um email que eu possa enviar o folder do show!
Sítio: http://www.youtube.com/user/SergioTerresViana?gl=BR&hl=pt
09/06/2006 14:26:59 José Itajaú Oleques Teixeira - Brasília / DF - Brasil
Prezado Zatti. É normal que entendas assim. Afinal, nem todos os nossos visitantes conhecem profundamente o Folclore e a Tradição do nosso Rio Grande do Sul. Com o fim de elucidar melhor a questão, informo-te que as Danças Folclóricas Sul-rio-grandenses são assim consideradas porque fazem parte dos antigos costumes tradicionais dos pampeanos do Rio Grande. Naturalmente que elas são oriundas de outro povos. Essas danças têm origem portuguesa, espanhola, italiana, alemã e outras. As Danças Folclóricas do Rio Grande do Sul chegaram ao Estado trazidas especialmente por colonizadores. Com o passar do tempo foram adaptando-se ao Jeito Gaúcho de Ser dos interioranos do Pampa do RS. Pau-de-Fita, uma delas, é de origem européia; a Tirana, de origem espanhola, porém, difundida em Portugal; Anu, Balaio e Maçanico são portuguesas; a Dança dos Facões é de origem africana e difundida em Portugal; o Chote de duas Damas é de origem alemã. E por aí vai... Pau de Fitas e as demais danças folclóricas sul-rio-grandenses citadas estão previstas no Regulamento Artístico do Rio Grande do Sul. Assim, após as pesquisas de renomados folcloristas, ficou cabalmente demonstrado que essas eram danças que os sul-rio-grandenses praticavam no passado, adaptadas ao seu jeito peculiar de sulistas brasileiros, devendo ser todas elas consideradas como Danças Folclóricas Sul-rio-grandenses. E por terem sido tradicionais, naqueles tempos dos Fandangos Sul-rio-grandenses, devem ser cultuadas, preservadas e divulgadas por todos os Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros, especialmente aqueles que se encontram vinculados ao sistema Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado. Saudações Tradicionalistas e um quebracostelas cinchado a esse prezado visitante do sítio Bombacha Larga: na luta pela preservação das autênticas Tradições dos Gaúchos Sul-brasileiros!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
09/06/2006 11:39:32 Carlos Zatti - Curitiba / PR - Brasil
0 "Pau-de-fita" não é uma dança tradicional gaúcha. Foi incorporada como parte das danças tradicionais do MTG mas ela é uma das danças mais universais que existe, pois em quase todas as manifestações culturais ela aparece, nos cinco continentes. Carlos Zatti - escritor
Sítio: *****
Listados 3 Comentários!
Untitled Document