Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Muuripás:
Maragato Farroupilha,
de Marco Aurélio Camargo

 

18/06/2006 23:03:36
O LENÇO DE PESCOÇO DA TRADIÇÃO DOS GAÚCHOS DO RIO GRANDE!
 
Na atual Pilcha Gaúcha Brasileira o lenço de pescoço é usado,
por Tradição, passado pelo pescoço e atado com um dos nós tradicionais
dos antigos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Os Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros são aqueles que prezam muito a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense; que zelam a Identidade Cultural dos Gaúchos Sul-rio-grandenses; que cultuam, defendem, preservam, adequadamente divulgam e obrigatoriamente retransmitem às novas e futuras gerações as antigas Tradições dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. Nesse contexto, a antiga, regional, campeira, tradicional Pilcha Gaúcha Oficial do Estado Sulino, conforme a Lei Nr. 8.813, de 20.01.1989, regulamentada pelo MTG/RS, não poderia jamais ser negligenciada por aqueles que se encontram no Movimento Tradicionalista Gaúcho do Brasil ou que se dizem Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros. Fazendo parte dessa centenária Pilcha Regionalista-tradicional do Rio Grande, o típico lenço de pescoço gaúcho sul-rio-grandense definiu-se como peça de grande importância na indumentária tradicional dos Campeiros Sul-brasileiros a partir da Era da Bombacha, iniciada com a Guerra do Paraguai (1864-1870). De cor única: branca, vermelha, azul, verde, amarela ou preta – esta última só usada para os casos de luto -, em tecido de seda, o lenço de pescoço da Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul pode apresentar-se, também, em tecido xadrez. Historicamente, portanto, o gaúcho sul-rio-grandense nunca usou lenços de tecido estampado; este só fora usado pelas mulheres, como lenço de cabeça. Hoje, porém, contrariando a antiga e regional Tradição do Rio Grande do Sul, repassada de pais para filhos, pelo tempo, até os dias atuais, os mercados mercosur-crioulista, comercial-nativista, thesista-urbano e country-texa-sertanejo expandem o comércio de lenços não representativos da vivência regionalista-tradicional do Povo Gaúcho Sul-brasileiro. Utilizando-se principalmente do meio musical e suas vinculadas grifes, os comerciantes promovem junto aos consumidores em geral, dentre outras tantas deturpações regionalista-tradicionais gaúchas sul-rio-grandenses e impropriedades tradicionalistas gaúchas brasileiras, lencitos que nunca foram, não são e jamais poderão ser considerados como tradicionais dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil. Usá-los é um direito de qualquer indivíduo. Contudo, em se tratando dos Tradicionalistas do MTG Brasileiro esses modismos não devem - ou não deveriam - fazer parte de suas Pilchas Gauchescas Sul-rio-grandenses, por dois motivos: primeiro, porque não estão previstos nas Diretrizes Culturais do Tradicionalismo para o uso da autêntica e oficial Pilcha Gaúcha de Honra do Rio Grande do Sul, faltando-lhes a requerida propriedade tradicionalista gaúcha brasileira; segundo, porque lhes faltam fundamentação histórica e coerência cultural regionalista-tradicional gaúcha sul-rio-grandense. Assim, aqueles que integram o MTG do Brasil e que dispõem de um Cartão Tradicionalista, ou que se intitulam, se consideram ou se dizem Tradicionalistas Gaúchos Brasileirosdevem prezar muito o antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul. Estes não devem - ou não deveriam - portar ao pescoço, quando pilchados, os lenços folclóricos, à meia-espalda, triangulares e às costas, exagerados e por fora da gola da camisa, todos esses há muito não mais tradicionais do Rio Grande. Nem devem - ou não deveriam - usar os lenços virados para o lado, à moda texana; os escondidos; os estampadospretos e em cores e tamanhos incompatíveis com as Diretrizes Culturais do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro organizado. Caso contrário, todos podem e devem vir a ser considerados como meros modistas corruptores da autenticidade do antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Rio Grande do Sul - um Bem Público do Estado Sulino, dos Sul-rio-grandenses, do Brasil e de todo o Povo Brasileiro -; e como meros assassinos culturais da Identidade Regionalista-tradicional dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
18/06/2011 05:47:51 José Ribamar Veloso Costa - Ceilândia / DF - Brasil
A diversidade cultural e regional mais do que uma tradição configura-se como a identidade de um povo, de uma região ou de um país e portanto, devem ser preservadas e respeitadas.
Sítio: *****
18/06/2007 09:23:05 Leonardo - Tapejara / RS - Brasil
Concordo com a matéria. Todo gaúcho brasileiro deve pilchar-se com o devido respeito à tradição do Rio Grande do Sul e todo tradicionalista deve respeitar as diretrizes filosóficas do Tradicionalismo, usando lenço branco ou os que realmente simbolizam a nossa história e a nossa tradição, o nosso verdadeiro ideal!
Sítio: *****
19/06/2006 08:19:34 Canabarro - Navegantes / SC - Brasil
Parabéns! Esta matéria estava faltando, para alertar alguns, que talvez estivessem cometendo erros no uso do lenço por desconhecimento. Outro erro crasso cometido por alguns é o de esconder o lenço gaúcho por dentro da camisa. O lenço gaúcho de pescoço deve se usado palanquiado no peito, como uma bandeira, por fora da camisa e bem à mostra, com muito orgulho!
Sítio: http://canabarros.com
Listados 3 Comentários!
Untitled Document