Usuário:
 
  Senha:
 
 

Porca Véia:
Mulheres, de Daltro Bertussi

 

12/07/2006 00:09:47
A INDUMENTÁRIA TRADICIONAL DAS PRENDAS GAÚCHAS BRASILEIRAS!
 
A Prenda Tradicionalista nas lidas dos Antepassados Gaúchos Campeiros
da Pampa Sul-brasileira!
............................................................................

No Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro também as Prendas Gaúchas praticam as lidas campeiras herdadas dos antigos gaúchos pampeanos do Rio Grande do Sul. Entretanto, é comum o surgimento de Entidades Tradicionalistas Gaúchas com práticas campeiras unicamente masculinas, sem disporem de uma Invernada Artística. Outras começam sem uma Invernada Campeira, assim permanecendo por muito tempo. E nos atos de culto às antigas Tradições Regionais dos Antepassados Gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul muitas dessas Entidades Culturais Santuários da Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense limitam-se às modalidades masculinas. No entanto, o MTG Brasileiro organizado prevê em seus Regulamentos a participação da Mulher Tradicionalista Gaúcha nas competições de laço e de outras provas dos Rodeios Crioulos da Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense. Naturalmente que as lidas campeiras femininas não pertencem à Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul, porque elas não foram retransmitidas de mães para filhas, de forma espontânea, contínua e geral, no tempo, pelas mulheres interioranas da região pampeana do Estado Sulino. Porém, foi nessa lida que, na época das guerras, quando o homem gaúcho deixou o lar para lutar pelo Pago, nos casos esporádicos em que não havia agregados ou guris disponíveis nas residências, que a Prenda Gaúcha do Rio Grande do Sul, de vestido ou com uma bombacha masculina, a guaiaca, o lenço regional, as botas russilhonas e as esporas, o chapéu à cabeça e o fiel do mango no punho, saltou no lombo de um cavalo e foi para as lidas campeiras realizar, tal qual o esposo, o pai ou o irmão, os inúmeros trabalhos de campo, enfrentando todas as intempéries e as agruras de um tempo por demais espinhoso. E hoje, no interior sul-brasileiro, ainda se vê mulheres substituindo os homens, por motivos de doença e outros, nos cuidados com o gado e com os demais serviços lá de fora. Assim, pela igualdade de condições com o peão, tem a Prenda Gaúcha Brasileira o direito de participar das provas de Laço Prenda e de outros tipos de competições tradicionais sul-rio-grandenses, nos Rodeios Crioulos Gaúchos da Tradição do Rio Grande do Sul. É ali, nesses eventos, conforme as Diretrizes Culturais do Tradicionalismo, que as mulheres se fazem presentes para cultuar, zelar, defender, preservar, retransmitir e corretamente divulgar, para o mundo, os antigos usos e costumes tradicionais dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil. Vestindo a indumentária apropriada para as lidas campeiras tradicionais dos sul-brasileiros: o chapéu de feltro ou pano, escuro, tapeado; a bombacha feminina (calça larga); o lenço de pescoço tradicional do Rio Grande, bem à mostra; as botas de cano alto, russilhonas, que protegem as pernas da gineta, e as esporas de rosetas não pontiagudas; a camisa de cor clara, com mangas, gola e botões; a guaiaca feminina sul-rio-grandense (cinturão com bolsas, não compatível com a rastra platina ou a cinta urbana que os mercados impõem), com ou sem o uso do tirador, a critério da competidora, a Prenda Tradicionalista Gaúcha Brasileira estará valorizando a Antiga Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul. Naturalmente que fora das provas campeiras as Prendas vestem a Pilcha Oficial e de Honra do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul, que é a única e a autêntica vestimenta tradicional das mulheres gaúchas sul-rio-grandenses: o Vestido de Prenda, a indumentária feminina típica e tradicional repassada de mãe para filha desde a formação do território, do povo e do acervo sociológico-tradicional do Estado do Rio Grande do Sul. Mas, participando das provas campeiras, e apropriadamente pilchadas para o desempenho das mesmas, as Prendas Gaúchas Brasileiras - quando na modalidade de Tiro de Laço, por exemplo, nas canchas dos Rodeios Crioulos Gaúchos da Tradição Sul-rio-grandense -soltam o braço para largar a armada de 6 metros nas duas aspas do bicho. É a Tradição Gaúcha Sul-brasileira sendo cultuada, preservada, retransmitida e adequadamente divulgada por Prendas Tradicionalistas que nutrem o gosto pelas antigas, tradicionais, lidas de campo dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
14/09/2010 23:54:25 José Itajaú Oleques Teixeira - Brasília / DF - Brasil
Prezada Maria Luisa. O sítio Bombacha Larga agradece a tua honrosa visita e a comunicação postada neste espaço cultural tradicionalista gaúcho. Sugerimos-te que faças um contato com a Boutique da Tradição, no tel. de BSB informado no "banner" da página principal deste sítio, ou acesses o endereço http://www.artega.com.br/site/content/produtos/detalheprodutos.asp?c=1&s=348&p=525&m=S e mandes um chasque eletrônico para a loja, pedindo informações a respeito da possibilidade de encomenda do referido produto com as caractetísticas citadas. Com as Saudações Tradicionalistas segue o nosso fraterno e cinchado quebracostelas a essa prezada Vivente!
Sítio: http://www.bombachalarga.org
14/09/2010 18:25:51 MARIA LUISA DOMINGUES FERREIRA - JUINA / MT - Brasil
GOSTARIA DE SABER SE VCS TEM AQUELAS BOTAS PARA DANÇAS . COM AQUELE METAL NA FRENTE E COM SALTO BEM FORTE
Sítio: *****
03/05/2009 19:44:30 luciana koehler - joinville / SC - Brasil
Estou fazendo, com meu marido, um Curso de Danças Gaúchas; quero ver algumas fotos, que foram tiradas durante o curso...
Sítio: http://sitio novo
25/11/2008 08:39:14 Celso Bernardi Junior - Erechim / RS - Brasil
Parabéns pela matéria... e também a todas as prendas da lida campeira!
Sítio: *****
12/07/2007 08:17:01 Leonardo - Tapejara / RS - Brasil
Parabéns pela matéria! A honra à tradição e ao espírito tradicionalista nos deixam orgulhosos dessas prendas, que com raça mostram a verdadeira cara da mulher gaúcha!
Sítio: *****
12/07/2006 07:41:26 Renê de Lima Costa - Alegrete / RS - Brasil
Parabéns pela matéria! Nota-se a preocupação de trazer a informação correta de nossa tradição, sem modernizações ou tentativas de mudanças de algo que nos pertence, uma herança de nosso passado. Fiquei preocupado quando o MTG alterou o nome de nossa tradicional GUAIACA para CINTO. Qualquer dia mudarão o nome da nossa bombacha!!!
Sítio: *****
12/07/2006 01:36:29 Cristiane - Brasília / DF - Brasil
Parabéns pelo texto! Finalmente alguém que concorda que para as provas campeiras o ideal é a bombacha feminina e não o traje alternativo!
Sítio: http://www.flogao.com.br/estancieiros
Listados 7 Comentários!
Untitled Document