Usuário:
 
  Senha:
 
 

João Luiz Corrêa e Vozes do Vento:
Tá chiando a chaleira, de Di César,
Carlinhos Steiner e João Luiz Corrêa

 

13/08/2005 10:51:57
CTG É AMBIENTE FAMILIAR E HOSPITALEIRO!
 
Chimarrão: um símbolo da Hospitalidade Gaúcha Sul-brasileira!
............................................................................

A Tradição de um povo encontra-se estribada no seu patrimônio moral. Portanto, sua base está alicerçada na educação. Uma Entidade Tradicionalista como o CTG - Centro de Tradições Gaúchas - é - ou pelo menos deveria ser - um ambiente familiar, onde avós, pais, filhos e netos podem ali cultuar, preservar e corretamente divulgar a Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul em circunstâncias de salutar lazer e fraterna convivência. Respeito e educação, sabe-se, são as bases de qualquer sociedade civilizada. A Sociedade Tradicionalista Gaúcha, ao se desvincular dessas condições sociais básicas, por motivos comerciais, estará em manifesta divergência com as orientações da Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado. Promover no meio do nosso povo uma retomada de consciência dos valores morais do gaúcho, conforme informa um dos princípios tradicionalistas, é obrigação de todas as Entidades Culturais Tradicionalistas Gaúchas e um dever de todos os integrantes do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro, conforme a previsão contida no artigo 4. do Código de Ética Tradicionalista. Historicamente, nenhum viajante passou dificuldades nos rincões sul-rio-grandenses. Receber bem sempre representou um gesto de educação, manifestando um dos mais caros princípios morais dos gaúchos sul-brasileiros: a hospitalidade dos campeiros sul-rio-grandenses. Esta é o fermento da convivência social e uma herança cultural que enobrece o Povo Gaúcho Brasileiro. Assim, cabe aos CTGs e demais Entidades Culturais filiadas ao MTG a rigorosa observância dessas orientações doutrinárias, filosóficas, culturais, regionalista-tradicionais sul-rio-grandenses. Pois, antes de deveres são elas procedimentos sociais básicos a serem retransmitidos à juventude, associados em geral e visitantes dos Centros das Tradições Gaúchas dos Pampeanos do Rio Grande do Sul. Dessa forma, diante de tais constatações, não seria pedir muito aos senhores detentores de cargos de direção de Entidades Tradicionalistas Gaúchas que um visitante, na chegada, fosse recebido por alguém da casa conforme os costumes tradicionais e a marca maior do Povo Gaúcho Sul-rio-grandense: a velha e antiga hospitalidade dos gaúchos do Rio Grande! E, ainda, que recebessem os visitantes com um bem-cevado mate-amargo, um chimarrão macanudo: o símbolo desse valor moral dos Antigos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil, que é a Hospitalidade! Afinal, em um ambiente familiar devemos receber bem a todos os que à nossa casa cheguem, especialmente quando se trata da Casa da Cultura Regionalista-tradicional dos Gaúchos do Rio Grande do Sul, como é o caso de todas as Entidades filiadas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado, por uma questão de Tradição e, também, de educação!

 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document