Usuário:
 
  Senha:
 
 

Manoel Camaquã:
Hino Tradicionalista, de Barbosa Lessa

 

18/07/2006 10:33:57
OS TRADICIONALISTAS MIRINS E A EDUCAÇÃO REGIONALISTA GAÚCHA!
 
Piazitos e Prendinhas do MTG Brasileiro cultuando a antiga Tradição
dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

É por intermédio dos Tradicionalistas Mirins, indubitavelmente, que a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-brasileira estará sendo cultuada, zelada, preservada, divulgada e retransmitida para as futuras gerações de Gaúchos Brasileiros. A Tradição Gaúcha do Brasil como o conjunto de fatos históricos, símbolos, valores morais, usos e costumes antigos, inveterados, dos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul - , ao ser transmitida através das gerações faz com que a Memória e a Identidade Cultural dos Gaúchos Sul-rio-grandenses sejam mantidas e conservadas pelo tempo. Os Eventos Tradicionalistas do MTG Brasileiro, além de proporcionarem a concorrência salutar, a diversão e a festa, também têm um fim didático: o de revelar nas consciências juvenis o orgulho desse Legado Cultural recebido dos antepassados gaúchos sul-brasileiros. Aos jovens deve ser transmitida, assim, a importância do uso correto, regional e tradicionalistamente coerente da oficial Pilcha Gaúcha de Honra do Rio Grande do Sul, conforme as peculiaridades próprias do Núcleo da Formação Gaúcha Sul-rio-grandense: a região do Pampa Sul-brasileiro. A eles deve ser ensinado que são deveres tradicionalistas a preservação da autenticidade da música regionalista-tradicional gaúcha sul-rio-grandense, das danças folclóricas, antigas e não mais tradicionais do Estado, e das tradicionais Danças Gaúchas de Salão de hoje; das práticas campeiras e realmente nativas do Pampa Sul-brasileiro; da convivência hospitaleira e dos demais valores morais dos gaúchos campeiros sul-rio-grandenses, tais como a dignidade pessoal, a palavra empenhada e o amor por seu Pago e sua Pátria. É por meio do Público Tradicionalista Mirim, portanto, formado por intermédio de uma efetiva Educação Tradicionalista Gaúcha Brasileira, fundada no Regionalismo Gaúcho Sul-rio-grandense, que manteremos, pelo tempo, perante os olhos de todo o mundo, o culto, o zelo, a preservação, a correta divulgação e a adequada retransmissão do antigo e rico Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul; das autênticas Tradições Regionais dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
19/07/2006 14:01:27 José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF - Brasil
Prezado Zatti. Quanto ao nosso posicionamento em relação à indumentária dos Grupos de Danças Folclóricas Gaúchas Sul-rio-grandenses, vide a matéria "Uma mesmice e uma inverdade histórica", postada no dia 24.10.2005 (http://www.bombachalarga.org/ver_materia.php?id=91). Um quebracostelas cinchado a esse prezado Vivente!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
18/07/2006 14:03:02 Carlos Zatti - Curitiba / PR - Brasil
Muito bom o recado do BL. Entretanto, ainda, fica a preocupação que nos leva a verdadeira tradição: a continuidade de um inso que cresce no meio - o UNIFORME, quando já nem mais as duplas caipiras assim se apresentam. Quem foi que disse que nos bailongos, nas quadrilhas, nos bailes de cafundó ou nos fandangos de chiripás, se ia uniformizado? Nunca combinou-se, entre os que iriam participar, um uniforme. Não, cada qual, independente, como todo e sempre, envergava sua melhor pilcha ou fatiota para estas diversões e faranchos. Até quando patrões de CTGs vão continuar com este pecado contra o tradicionalismo? Carlos Zatti Escritor - Curitiba.
Sítio: *****
Listados 2 Comentários!
Untitled Document