Usuário:
 
  Senha:
 
 

Bando Gaúcho:
Se preparando pra Semana Farroupilha

 

10/10/2006 09:16:52
NÓS DE LENÇO: TRADICIONAIS E TRADICIONALISTA-HISTÓRICOS!
 
Lenço de Pescoço Gaúcho Brasileiro:
Tradição do Rio Grande estampada no peito!
............................................................................

No ato de se Fazer Tradição do Rio Grande do Sul, especialmente no Movimento Tradicionalista Gaúcho do Brasilos lenços de pescoço gaúchos sul-rio-grandenses devem ser utilizados conforme os antigos usos e costumes herdados dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa Sul-brasileiro. E os nós tradicionais usados para atar os lenços de pescoço dos Gaúchos Sul-rio-grandenses são aqueles que foram retransmitidos de pais para filhos, pelo tempo, de forma espontânea e contínua por todo o Povo Pampeano do RS até os dias de hoje. São esses nós de lenço, portanto, que fazem parte do Acervo Cultural Regionalista-tradicional Gaúcho do Rio Grande do Sul no campo das usanças. Outros nós de lenços de pescoço gaúchos sul-brasileiros, no entanto, representam o resultado de trabalhos de pesquisas, com seus usos revelados apenas em determinadas épocas históricas. E se eles não chegaram aos tempos atuais, não são, portanto, tradicionais, mas tão-somente folclóricos. Constata-se, ainda, a ocorrência de certa confusão no que se refere aos nomes de alguns desses nós. Um exemplo disso é o Nó Farroupilha, também chamado Bago de Touro, Bago de Boi, Três Galhos ou Amizade. Este, como poderá induzir, não é um nó da época dos farroupilhas, pois o mesmo foi criado em época relativamente recente. Outro caso de nó com criação recente é o Nó Triangular, Papagaio ou Soledade. Além disso, controvérsia e desencontro de informações em matéria de nós de lenços gaúchos sul-rio-grandenses é o que não falta. E se muitos deles não foram repassados de pais para filhos, por Tradição, na região do Pampa Sul-rio-grandense, naturalmente que a esses não podemos considerar como Nós Tradicionais. Muitos deles nem se perpetuaram pelo uso popular, contínuo e espontâneo, na vivência dos Gaúchos Sul-brasileiros. Assim, para que um nó seja considerado gaúcho tradicional sul-rio-grandense, ou seja, da antiga e atual Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul, ele deve ter sido usado continuamente e retransmitido pelas gerações, por nossos bisavós, avós e pais, até os dias de hoje. Por esse motivo é que podemos considerar como um dos Nós Tradicionais de Lenços de Pescoço da Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense o Nó Comum, por ser o mais simples de todos os nós e usado desde há muito pelos Gaúchos Sul-brasileiros, independentemente da corrente filosófica ou da cor do lenço de seus usuários. Por isso refutamos a orientação de que ele deva ser dado somente em lenços brancos, pelo fato de o referido nó ter sido usado pelo ex-presidente e chimango Getúlio Vargas. É bom que se esclareça que uma corrente política ou filosófica não pode apropriar-se de um Patrimônio Popular Regionalista-tradicional, pois mesmo antes de ser usado pelo presidente Vargas o mais simples de todos os nós já era usado pelos peões de estância e habitantes do interior pampeano do Rio Grande do Sul, sendo ele, inclusive, usado nos lenços vermelhos até hoje. Entretanto, em que pese essa diferença existente entre os Tradicionais e os Tradicionalista-históricos, todos os Nós de Lenços existentes no Acervo Cultural Regionalista-tradicional Gaúcho Sul-rio-grandense podem ser usados pelo peão gaúcho, a critério da preferência pessoal de cada um, uma vez que eles pertencem ao Patrimônio Sociológico-regionalista do Estado do Rio Grande do Sul. Assim, os Nós Comum, Pachola, De Namorado, Maragato, por serem os mais fáceis de se fazer e realmente tradicionais, tendo sido efetivamente retransmitidos, de pais para filhos, até os dias de hoje, são os mais vistos nos Lenços de Pescoço dos Gaúchos Brasileiros trajados com a Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul, sendo considerados verdadeiramente como Nós Gaúchos Tradicionais. E vale lembrar que o Nó Crucifixo só deve ser ostentado no lenço gaúcho em eventos religiosos; e que os lenços atados à meia-espalda, os triangulares às costas, os virados, os exagerados e os passados por fora da gola da camisa, por pertencerem ao Folclore Morto não pertencem à atual Tradição dos Gaúchos Sul-brasileiros; e que o anel de lenço não integra a Tradição do RS, uma vez que esse artefato não fora do uso inveterado dos antepassados gaúchos da Pampa Sul-rio-grandense, cuja região é o Núcleo da Formação Gaúcha Sul-rio-grandense. O mais importante de tudo, no entanto, é que os Lenços Gaúchos de Pescoço da Antiga e Atual Tradição do Rio Grande do Sul - nas cores vermelha, branca, verde, azul, amarela e carijó - continuem a ser utilizados conforme os usos e os costumes regionalista-tradicionais autênticos do Estado Garrão-sul do Brasil. Dessa forma, diretamente por sobre o pescoço e com os tamanhos, as cores e as formas de exposição a retratar fielmente a maneira regionalista-tradicional sul-rio-grandense de usá-losos lenços da Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Estado do Rio Grande do Sul é de serem atados com um dos nós representativos da antiga, da verdadeira, Tradição herdada dos Antepassados Gaúchos Pampeanos do Sul do Brasil!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
27/01/2010 04:50:17 Nevton - Esteio / RS - Brasil
Oi
Sítio: *****
Listado 1 Comentário!
Untitled Document