Usuário:
 
  Senha:
 
 

João Luiz Corrêa:
Fandango em Soledade,
de João Luiz Corrêa

 

12/08/2006 04:11:22
O FANDANGO TRADICIONALISTA GAÚCHO DE CTG!
 
Fandango Gaúcho é o Baile Tradicional promovido pelas Entidades Tradicionalistas!
............................................................................

O Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro só cumprirá o seu mister de protetor do Patrimônio Sociológico-tradicional do Rio Grande do Sul se primar pela autenticidades do verdadeiro Fandango Gaúcho dos Campeiros do Pampa Sul-brasileiro. No século XIX, Fandango era o ciclo das danças trazidas para o Brasil, muitas delas pelos imigrantes dos Açores. No Rio Grande do Sul, algumas danças incorporaram também certos traços marcantes da influência espanhola. Fortemente ligadas ao canto, o seu principal instrumento era a viola. O Fandango, inicialmente, animava as festas dos palácios da época e as reuniões festivas dos núcleos urbanos; depois foi para os bailes do interior. Dessas danças, chamadas de Marcas, as mais conhecidas, dentre outras, eram e Chimarrita, o Anu, a Quero-Mana e a Cana-Verde. Dançado de São Paulo ao Rio Grande do Sul, o Fandango foi e ainda é considerado uma das danças regionais mais interessantes do Folclore Brasileiro, devido ao seu grande efeito coreográfico. Com requintada estética e elegância, os cavalheiros vão sapateando continuamente e fazendo tilintar as esporas, como se estas fossem instrumentos musicais complementares, com movimentos serpenteados do corpo. As damas, ao movimentarem-se com meneios insinuantes e graciosos requebros, sem sapatear, vão acompanhando os gestos, com castanholas ou não. Ao som de gaita e violão, e trajados à gaúcha, os dançarinos sulistas executavam uma coreografia que tinha como passos principais o rufado ou batido, o bailado ou valsado e o rufado e valsado. Os cavalheiros formavam com suas damas uma grande roda. A formação podia se dar com as damas colocando-se de frente ou ao lado dos cavalheiros, ou rodando um com o outro. Mas Fandango, propriamente dito, é o vocábulo que designa alguns dos autos das festas jesuínas, como a marujada e a nau catarineta. Já o Fandango rural é um nome genérico de diversas danças de salão, principalmente no Sul do País, passando a designar qualquer baile, função ou divertimento. Fandango, portanto, apesar de compreender a palavra que denomina um ciclo de danças, ainda hoje segue a designar os Bailes Gaúchos. As Danças Gaúchas de Salão, dançadas nos dias atuais, são em grande parte oriundas daqueles primeiros ritmos tocados nas antigas festas do Rio Grande do Sul. Assim, as Danças Folclóricas Sul-rio-grandenses, dançadas pelas Invernadas Artísticas dos Centros de Tradições Gaúchas, o que estão a relembrar é aquele antigo Fandango, dançado no passado. Já as atuais Danças Gaúchas de Salão, muitas delas também originadas daqueles bailados de outrora e dos bailes campestres, estão representadas nos nossos Fandangos Tradicionalistas Gaúchos de CTG, compondo, quando não houver a exigência da Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do RS, os Bailes Gaúchos. Nos Fandangos, representativos dos ritmos tradicionais das festas dos gaúchos interioranos e da indumentária típica-tradicional dos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul, o adequado e coerente uso da Pilcha Gaúcha Sul-rio-grandense é de fundamental importância. E além dessa necessidade de os dançarinos portarem o Traje Gaúcho Tradicional, no Fandango Gaúcho de CTG devem ser executados os ritmos e os compassos musicais gauchescos da Tradição Regional do Estado Sulino, como o Xote, a Vanera, a Rancheira, o Bugio, a Milonga, o Vanerão, o Chamamé, a Valsa, a Marcha, todos acompanhados de conteúdos compatíveis com a moralidade e os bons costumes tradicionais dos Campeiros Sul-rio-grandenses. Saliente-se, ainda, que no Fandango Tradicionalista Gaúchoo Baile das Entidades Tradicionalistas – não deverá ser tocado o Tango, por não ter esse ritmo origem no antigo Fandango dançado pelos gaúchos brasileiros, sendo o mesmo acompanhado de uma dança sensual, de mesmo nome, oriunda não do interior do Rio Grande mas dos urbanos prostíbulos da periferia de Buenos Aires. Assim, Baile Gaúcho vem a ser a expressão que representa a festa gaúcha aonde são tocados os ritmos gauchescos sul-rio-grandenses, mas que não se exige, obrigatoriamente, o uso da indumentária tradicional sul-rio-grandense. Baile Gaúcho, portanto, não é sinônimo de Fandango Gaúcho Tradicionalista. Este é o Baile Tradicionalista organizado por qualquer Entidade filiada ao MTG Brasileiro, devendo o mesmo primar sempre pelo uso do típico e tradicional Traje Gaúcho Oficial e de Honra do Estado do Rio Grande do Sul, legalmente previsto na legislação do Estado, e da execução dos genuínos ritmos e compassos regionais da Tradição dos Gaúchos Sul-brasileiros. Dessa forma, é com a defesa, a valorização e a promoção de Fandangos Tradicionalistas Gaúchos, lastreados na autenticidade da Tradição Regional do Rio Grande, que o MTG Brasileiro poderá cumprir seus Fins Culturais, preservando sua Carta de Princípios, sua Filosofia de Atuação Tradicionalista, o Núcleo da Formação Gaúcha Sul-rio-grandense, fundado na região do Pampa Sul-brasileiro, o Patrimônio Sociológico-tradicional do Povo e do Estado do Rio Grande do Sul; e a autenticidade das antigas e campeiras Tradições Regionais dos Gaúchos do Sul do Brasil, dentre elas o verdadeiro Fandango Gaúcho do Pampa Sul-brasileiro!

 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
17/09/2008 16:21:40 joana alicia schwarzer - westfalia / RS - Brasil
Os portugueses, na história gaúcha, influenciaram muito! Algumas danças ainda são populares, hoje em dia!!!
Sítio: *****
14/09/2008 09:45:21 José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF - Brasil
Prezada Karina. O sítio Bombacha Larga agradece a tua honrosa visita e a tua participação neste espaço cultural tradicionalista gaúcho. Em resposta, informamos-te que sim, há festas gaúchas e fandangos gauchescos tradicionais em muitos Centros de Tradições Gaúchas do Rio Grande do Sul, espalhados por todo o Brasil e também pelo mundo. A presente matéria visa revelar a História e as diferenças existentes entre as danças gaúchas de salão e as danças folclóricas dançadas pelas Invernadas Artísticas; e, ainda, explica que o Fandango Gaúcho Tradicionalista não é o Baile Gaúcho sem a indumentária típica tradicional, a Pilcha Gaúcha do Rio Grande do Sul, mas aquele que inclui a vestimenta característica dos campeiros sul-brasileiros; que os ritmos musicais nesses atuais Bailes e Fandangos de CTG devem ser os nativos do Estado Sulino, e não os que não possuem o compasso tradicional ou o conteúdo moral compatível com os usos e os costumes da Tradição dos Gaúchos do interior do Rio Grande do Sul. Enfim, a matéria é tanto histórica como elucidativa e conscientizadora, com objetivos de levar conhecimento a todos: sul-rio-grandenses, gaúchos e Tradicionalistas Gaúchos de toda e qualquer Querência. Com as nossas Saudações segue o nosso forte abraço a essa prezada visitante!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
14/09/2008 09:03:39 KaRiiNiiNháÁ - Riow / RJ - Brasil
Legal... Mas nao têm mais festas gaúchas, não?
Sítio: *****
25/08/2008 14:16:43 maiara - santa maria / RS - Brasil
Muito bom!
Sítio: *****
23/08/2006 16:48:20 João Rui - Lavras do sul / RS - Brasil
Muito bom ter um site como este, que traz a verdadeira cultura gaúcha a todos os recantos. Um forte abraço!
Sítio: *****
Listados 5 Comentários!
Untitled Document