Usuário:
 
  Senha:
 
 

Walther Morais:
Rio Grande Bagual

 

01/10/2006 23:58:40
CHAPARREIRA: CORRUPÇÃO CULTURAL DA PILCHA GAÚCHA BRASILEIRA!
 
A texanização dos usos e costumes tradicionais dos Gaúchos Campeiros
do Rio Grande do Sul e o desvirtuamento cultural
do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado!
............................................................................

Assistindo a um vídeo de um Rodeio Gaúcho, aqui de Santa Catarina, vi peões montando sem a indumentária exigida, ou que deveria ser exigida, nos Rodeios Crioulos Gaúchos de Entidades Tradicionalistas. O Art. 22 do Regulamento Campeiro do MTG/SC estabelece que: os participantes de todas as modalidades deverão apresentar-se devidamente pilchados, assim como os seus cavalos deverão estar devidamente encilhados. Vi, também, peões montando de calça jeans, bombachinhas argentinas - ou como se diz, calça com punho - e poucos usando a tradicional bombacha gaúcha da Tradição do Rio Grande. Mas o que mais me espantou foi o uso indiscriminado da chaparreira, uma indumentária usada nos Rodeos norte-americanos e que entrou no Brasil certamente pelo Rodeio Country de Barretos, no Estado de São Paulo. Também conhecida como Charrão, a peça é uma espécie de calça de couro com franjas, que o peão coloca por cima do jeans, durante a gineteada. Infelizmente, são poucos os Patrões de CTGs que exigem a tradicional Pilcha Gaúcha Sul-rio-grandense nos Rodeios Crioulos do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro. Aos que exigem a indumentária completa e correta dos sul-brasileiros, os meus parabéns! Estão preservando a pureza da Cultura Regional Gaúcha do Sul do Brasil. Aos que não a exigem, gostaria de lembrar que estão colaborando para a deturpação da rica Tradição dos Gaúchos Sul-rio-grandenses; que estão esquecendo do principal objetivo de um Centro de Tradições Gaúchas do Rio Grande do Sulque é o de ser o mantenedor dos usos e costumes tradicionais dos interioranos sulinos e da História do Povo Gaúcho Brasileiro. Além disso, demonstram, agindo assim, uma grande ignorância ao permitirem que peões usem indumentárias estranhas à Tradição dos Campeiros do Sul do Brasil, no Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado. Mas, será só por ignorância? Bem, aqueles que têm dúvidas devem ler, informar-se e melhor preparar-se para que não venham a permitir essas e outras aberrações desse tipo nos Rodeios Crioulos Gaúchos. E além do mais, as regras para um Rodeio da Tradição Gaúcha estão publicadas no sítio do próprio MTG/SC, à disposição de todos os interessados. Tornar-se-á cúmplice desse assassinato cultural só aquele que assim o quiser. Ou será que há outra explicação para essas incoerências? Ou quem sabe algum peão gaúcho foi ao Rodeio Country de Barretos e viu os peões usando a chaparreira - aquele pedaço de couro balançando nas pernas do cowboy -, e o chiru achou bonito e trouxe essa texana indumentária para os nossos Rodeios Crioulos - da Terra -, contando com a conivência ou a falta de pulso de alguns Patrões de certas Entidades Tradicionalistas Gaúchas? E dessa forma entrou mais um objeto estranho no Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro, sendo também aceito como algo normal nos Rodeios Crioulos Gaúchos Tradicionalistas. Pergunta-se: qual a incumbência do Coordenador Regional do MTG? Não seria papel dele fiscalizar os Rodeios e exigir que as Patronagens cumpram as diretrizes culturais do Tradicionalismo Gaúcho? Se não é dele esta tarefa, de quem seria, então?  (do colaborador e Mangrulho do ONTGB no Sul do Brasil, Ademir Canabarro: um Missioneiro!)

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
17/07/2009 15:17:53 José Itajaú Oleques Teixeira - Águas Claras / DF - Brasil
Prezado Luiz Carlos. O sítio Bombacha Larga agradece a tua honrosa visita e a comunicação encaminhada a este espaço cultural tradicionalista gaúcho. Em resposta, atendendo ao teu pedido, informamos-te que no item Educação colocamos, nesta data, algumas fotos de bombachas sob o título Modelos de Bombachas Gaúchas do Rio Grande do Sul, uma vez que moldes só serão obtidos com as costureiras e casas do ramo. E como sugestão, antes de mandar confeccionar qualquer peça da Pilcha Gaúcha Sul-rio-grandense, indicamos-te o acesso às Diretrizes do MTG/RS para o uso da Pilcha Gaúcha Masculina, publicadas no espaço Notícias deste sítio, na data de 18.06.2009. Com as Saudações Tradicionalistas segue o nosso cinchado quebra-costelas a esse prezado Vivente!
Sítio: http://www.bombachalarga.org
17/07/2009 11:20:34 luiz carlos barros - vilhena / RO - Brasil
Sou gaúcho missioneiro nascido nas barrancas do rio Uruguay. Longe do pago tenteio conseguir uns moldes de bombacha, pra mandar fazer umas, e divulgar pra piazada nova que vem vindo. E, pra meu espanto, não consigo encontrar. Vemos de norte a sul uma mudança total nos costumes; e os gaúchos que não se adaptam à cultura da mídia alienígena, ou pelo menos aos modismos de SP e RJ, são tratados como fósseis draconianos, isso aliado à infiltração de gringos e alemães nas tradições, desvirtuando o verdadeiro Gauchismo Sul-riograndense. Quem tiver um molde de bombacha me mande, por favor!
Sítio: http://luizbarros.no.comunidades.net
03/10/2008 09:52:25 José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF - Brasil
Para que não passemos por ignorantes, estamos esclarecendo aos nossos prezados visitantes que: 1) o significado do termo "bombachas", de acordo com qualquer dicionário pátrio, é "calças muito largas, presas por botões logo acima do tornozelo"; 2) que "as estreitas são de origem serrana; as mais largas são utilizadas nas fronteiras e as médias no Planalto e nas Missões" (Clóvis Rocha, 2002); 3) e aproveitamos, ainda, para perguntar: esses modismos comerciais, que não fazem parte da verdadeira Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul e apenas atendem aos interesses econômico-financeiros de uns, não estariam afastando do Tradicionalismo Gaúcho organizado um grande contigente de gaúchos - crianças, jovens e adultos - conscientes da gravidade desses assassinatos culturais provocados por exploradores da cultura regional gaúcha sul-rio-grandense? Quem compactua com essa criminosa desnaturação pode se considerar um "Tradicionalista Gaúcho"? Naturalmente que não! E se não o são, o que pretendem dentro do Sistema Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado? Vantagens financeiras? Eleitoreiras? Comerciais? Pessoais? E os fins culturais da instituição? A sua Filosofia de Atuação? Conhecem? Cumprem? Respeitam? Se sim, Tradicionalistas Gaúchos serão! Se não, Picaretas da Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul é o que são...
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
01/03/2008 00:46:36 adriel scheffer - são gabriel / RS - Brasil
na minha opiniâo en termos de bomba acho qui a bombacha argentina é uma cultura tambem pra nos qui somos da fronteira... e tbm cada úm uma õ que si senti bemm... claro qui tem muita genti por ai qui anda "estragando"a tradição...mas acho qui era isso. obrigado
Sítio: *****
19/02/2008 19:40:28 Luiz Fernando Da Silva Pasqualini - Curitiba / PR - Brasil
Na minha opinião eu acho que assim ... poderiam mostrar nesse site mais estilos de puichas ... não só de montaria e também de dança artistica da cultura Gaúcha ! Obrigado
Sítio: *****
12/07/2007 11:11:50 Rivelino - Carazinho / RS - Brasil
Li apenas o inicio e mais alguns comentarios postados, e direi apenas que: se fosse no Rio Grande Do Sul eu ficaria revolto, mas em SC.....fala sério ai !!!!!!
Sítio: *****
09/07/2007 16:22:44 Jorge Frederico Duarte Webber - Brasília / DF - Brasil
Ah... ia m'esquecendo: não quero dizer com isso, em absoluto!, que aprovo o uso de chaparreras, de gibões de couro, de facas tipo Rambo, de cordas de nylon, selas mexicanas, ou de chapéus australianos e texanos, v. g., entre otras deturpações da nossa cultura... pois sempre hai uns guampa torta pa' distorecerem as cosas que um diz!
Sítio: *****
09/07/2007 16:17:45 Jorge Frederico Duarte Webber - Brasília / DF - Brasil
Tem gente que desconhece que na fronteira com o Uruguai se usa bombacha estreita e teima em chamá-la de eslaque com punho e otras categorias de acusação asim, sem notar que estão passando para si mesmos um atestado de ignorância! Além disso, tais inteligentes desconhecem que os trajes, como a própria cultura (que não é estagnada nem estanque como pensam), evoluem. É por culpa de gente assim que muita gente se afasta do Tradicionalismo!
Sítio: *****
07/07/2007 12:17:29 Cris - Brasília / DF - Brasil
acho que seria importante colocar o endereço de onde a foto foi retirada. Também acho muito estranha que essa cena tenha ocorrido em um rodeio organizado por um CTG. Talvez tenha sido apenas um rodeio nos moldes de Barretos (que acho rídiculo), mas sem ligação com CTGs.
Sítio: *****
07/07/2007 10:54:33 Carlos Zatti - Curitiba / PR - Brasil
Lamentável a situação. Se isto acontece dentro de um CTG, deveria, o centro, perder e ser proibido de utilizar a sigla "CTG", registrada para as entidades que preservam as tradições gaúchas. O "patrão" que permite tais aberrações, provavelmente sob sua bombacha deve usar calcinha com "modes" e tudo o mais que o descaracteriza de sua função, tal como seus "peões", que aderem ou permitem tais despropérios.
Sítio: *****
06/07/2007 18:57:42 melânia Maria Pezzini - chapeco / SC - Brasil
acredito que os responsáveis pela festa do rodeiro deveriam ter dado a advertência correta, e ditada pelo Mtg Nacional
Sítio: *****
06/07/2007 16:18:54 juarez di oliveira - são josé / RS - Brasil
da até para duvidar que ésta foto seja autentica, mas vindo de vocês eu acredito! é um americano de verdade, é pena que esteja dentro de um " centro de tradições gaucha" juarezdioliveirashow@terra.com.br
Sítio: *****
04/10/2006 14:48:02 Cássio - Medianeira / PR - Brasil
Essas coisas acontecem porque o povo não tem cultura, e os que tem um pouco ainda tem vergonha dela. É só analisar o que acontece nas invernadas dos CTGs. A gurizada vai lá, dança uma maravilha, e é só acabar a apresentação correm tirar as pilchas, como se a pilcha fosse apenas roupa de teatro. Rodeio crioulo é pra ir montar em pelo e em cavalo chucro. Esse negócio de montar em touro é uma idiotice, mas infelizmente virou a grande estrela e está apodrecendo os rodeios crioulos. Um fator que deveria ir a favor da cultura gaúcha é a mídia regional, mas o que menos se toca nas rádios do Rio Grande é música gaúcha. Só nos programas matinais, às 5:00hs da manhã. Com todo respeito é claro, aquelas míseras rádios que ainda preservam a música regional, como a Nativa FM de Santa Maria (Não é propaganda, não tenho nenhuma ligação com a Rádio). Quando a cultura for realmente ensinada, a cultura clássica e a popular, as pessoas vão saber realmente quem são elas no mundo e passar a não ter mais vergonha de suas origens.
Sítio: *****
04/10/2006 02:18:08 Joice Trentini - Lajeado / RS - Brasil
Admirável a abordagem deste sítio quanto à preservação das características originais da cultura e tradição gaúchas. Como prenda regional do Rio Grande do Sul e devota defensora da continuidade da causa tradicionalista quero deixar explícita a satisfação em encontrar material como o deste espaço. Parabéns, sucesso e persistência para levar adiante tão belo trabalho.
Sítio: *****
Listados 14 Comentários!
Untitled Document