Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Candeeiro:
Marca do Pago, de
João Pantaleão Gonçalves
e Pedro Neves

 

21/08/2005 11:46:15
BUGIO DO RIO GRANDE: UM RITMO NATIVO E BEM SUL-BRASILEIRO!
 
Bugio: a Marca da Música Regionalista-tradicional Gaúcha
do Rio Grande do Sul!
............................................................................

O Bugio - um ritmo musical eminentemente gaúcho e crioulo do Rio Grande do Sul - há muito que vem sofrendo o mesmo desprestígio que afeta a oficial Pilcha Tradicional de Honra do Estado Sulino e dos Gaúchos Brasileiros. E até aqueles Conjuntos Musicais, que pela origem serrana sempre mantiveram o Bugio nos seus trabalhos, hoje, como Bandas, não mais se prestam a gravar ao menos uma faixa de seus CDs com esse autêntico e tradicional ritmo musical gaúcho sul-rio-grandense. É o mercado exigindo novas tendências, novos balanços, com novos e nada tradicionais conteúdos. Para ampliar seus comércios o mercado musical - crioulista-mercosurista, nativista sem fronteiras, tchesista-urbano, country-texa-sertanejo e outros - determina o jeito de vestir, a forma da apresentação nos palcos e as músicas a serem gravadas e executadas, inclusive nos palcos do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro organizado. E nessa onda ficam esses intitulados autênticos grupos gaúchos obrigados a retirar suas guaiacas, seus lenços gaúchos de pescoço tradicionais do Rio Grande, suas bombachas autênticas, seus chapéus regionalista-tradicionais e as cores sóbrias e claras da Pilcha dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. Forçados são a corromper a Música Regionalista-tradicional e a Pilcha Oficial e de Honra dos Gaúchos Brasileiros. Esses interesses comerciais dos exploradores da Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense determinam a músicos não gaúchos nem Tradicionalistas Gaúchos, dessas novas Bandas, que esqueçam o Bugio, a verdadeira Milonga, a Valsa, a Rancheira, o Xote, a Vanera, o Chamamé Sul-rio-grandense e o Vanerão; que passem a tocar um ritmo novo, alucinante, cujo andamento impossibilita a dança aos mais idosos e aos que ainda são maturrangos na arte da Dança Gaúcha de Salão. Fundamentam seus procederes na mera busca do retorno econômico-financeiro, nos seus interesses empresariais. Tudo isso é muito bom para todos: comerciantes e mercadistas que promovem as impropriedades dos Bailões no interior das Entidades Culturais do MTG Brasileiro. Porém, tais despautérios não se enquadram na Cultura Regionalista-tradicional do Povo e do Estado do Rio Grande do Sul. Quanto ao Bugio, nascido com a característica própria da Querência Sul-brasileira, é ritmo musical que surgiu de uma gaita-de-botão, nos braços do gaiteiro Neneca Gomes, nas Serras do Mato Grande, 5. Distrito de São Francisco de Assis. Foi naquelas Serras que Neneca Gomes, um filho de gaiteiro, passou a imitar com a oito baixos do pai o ronco dos bugios. A sua primeira apresentação pública aconteceu na cidade vizinha de Santiago, espalhando-se o ritmo entre os gaiteiros da região. A consagração do Bugio deu-se em 1936, com o mestre gaiteiro Tio Bilia. E em 1955 os Irmãos Bertussi levaram o primeiro Bugio ao disco, gravando o Casamento da Doralícia. No ensinamento de Lamberty, o Bugio nasceu na Serra das Missões, em São Francisco de Assis, foi batizado em Santiago, crismado em Santo Ângelo e emancipado em São Francisco de Paula. Desceu das serras para os campos, invadindo as cidades. Esse patrimônio musical gaúcho sul-rio-grandense, o Bugio, retrata a vida simples da campanha e tornou-se um Hino Gaúcho do Rio Grande do Sul. Infelizmente, não mais é tocado nos CTGs nem gravado pelos Conjuntos - depois Grupos e hoje Bandas - da nossa Terra Gaúcha Brasileira. E dizer que, com o intuito de desmerecer esse ritmo genuinamente sul-rio-grandense, já chegaram a dizer que a dança do bugio é uma representação do ato sexual praticado entre os macacos bugios; e, ainda, que a dança do Bugio representa o jeito de andar do macaco, o que é o cúmulo do absurdo, pois o ritmo musical nada tem a ver com essas imaginativas e aéticas formas de promoção mercadista. O Bugio é dançado conforme o ritmo musical criado por Neneca Gomes, pois o gaúcho sempre o dançou conforme o seu compasso musical, e nunca de acordo com o jeito de acasalar ou de caminhar do bicho. O que pretendem esses sem fronteirasnativistas de outras plagasmercosuristas e comerciais crioulistas e outros palpiteiros e exploradores da Cultura Gaúcha Sul-brasileira, é desmerecer o que é nosso para implantar no Pago Sulino o que é pertencente a outros e rentável para muitos. Resta-nos, na condição de Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros e genuínos Nativistas do Pago Garrão-sul do Brasil, a luta pela preservação, a valorização e a correta divulgação desse valioso Patrimônio Sociológio-tradicional pertencente ao Estado Sulino, aos Sul-rio-grandenses, ao Brasil e a todo o Povo Brasileiro; o devido respeito ao Bugio, esse belo ritmo musical e crioulo do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
21/08/2011 00:16:07 Darci Éverton Dárgen - Porto Alegre / RS - Brasil
Complementando, nós, os tradicionalistas de POA e toda a região metropolitana, já estamos montando o ACAMPAMENTO FARROUPILHA. E eu convido o pessoal daí, para comparecer ao evento e chegar no CTG Guardiões do Rio Grande, onde estarei, de 1º até 20/09/2011, aguardando-vos. Um abraço. Darci
Sítio: *****
21/08/2011 00:06:18 Darci Éverton Dárgen - Porto Alegre / RS - Brasil
Que bom que existe gente como vocês do "Bombacha Larga", para divulgar as coisas do Rio G. do Sul, nesse bendita teimosia de continuar, como eu, cultuando as nossas tradições. Um abraço. Darci
Sítio: *****
21/05/2008 13:49:45 José Iajaú Oleques Teixeira - Brasília / DF - Brasil
Prezada Prenda Jayne. O sítio Bombacha Larga agradece a tua honrosa visita e o comentário postado neste espaço cultural tradicionalista gaúcho. Aproveitamos o ensejo para cumprimentá-la por integrar o quadro artístico do CTG Sentinela do Forte e participar do culto, da preservação e da divulgação das autênticas Tradições dos Gaúchos Campeiros do Rio Grande do Sul. Saudações Tradicionalistas e um quebra-costelas cinchado a essa Prenda Gaúcha da 2a Capital Farroupilha, Caçapava do Sul!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
20/05/2008 08:36:52 Jayne Pedrozo - Caçapava do sul / RS - Brasil
Olá! Eu gostei muito dos textos e tudo. Eu também danço no C.T.G Sentinela do Forte e adoro poemas e poesias.
Sítio: *****
13/05/2008 20:31:28 Ivan - Curitiba / PR - Brasil
VIDA LONGA AO BUGIO! O melhor ritmo do Sul do País! Não pode e não vai acabar, porque é de procedência e de Chão! Não é um modismo ou uma plaga dessas estrangeiras que vêm e se vai tão rápido e sem significado, como a futilidade que representam. Permitam a este xiru expor a letra desse Bugio lindo, que na opinião deste que escreve tem mais sentido e beleza que muita letrinha elaborada desses ditos festivais “Nativistas” por aí: Dei de rédeas em busca de um baile campeiro, na luz de candieiro queimando o pavio; cheguei como chega, sem dar ô de casa, de primeira vaza dancei o bugio. (Dancei toda a noite levando comigo o resto de baile no meu assobio, lembrando da moça da flor no cabelo, pedindo ao gaiteiro o mesmo bugio). De par com a viola a cordeona chorava e eu me perguntava por qual a razão que a moça morena da flor no cabelo ficava com os olhos pregados no chão. Talvez busque na noite de um baile campeiro a luz que o candieiro não pode lhe dar; quem fica cismando perdida no sonho, por certo campeia também o seu par. De par com a viola a cordeona chorava e eu me perguntava por qual a razão que a moça morena da flor no cabelo ficava com os olhos pregados no chão. Mui lindo!!!
Sítio: *****
22/09/2005 10:42:48 José Itajaú Oleques Teixeira
Prezado amigo Edemir Roque Salvi, de Uruguaiana-RS, e Paulo Romeu Braga, DD Patrão do CTG Querência nas Gerais, de Contagem-MG. O Bombacha Larga agradece a honrosa participação e os comentários de ambos. Saudações Tradicionalistas e um quebra-costelas cinchado aos ilustres visitantes!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
24/08/2005 13:31:23 Edemir Salvi
Obrigado por nos presentear com tão belos textos! Acabei de ler sobre o Negrinho do Pastoreio e este sobre o Bugio. Abraços de volta e meia, daqueles de quebrar costela! Salvi
Sítio: *****
22/08/2005 18:03:20 Paulo Romeu Braga
Mais uma vez, parabéns pela qualidade das matérias; e por mais esta! Excelente!
Sítio: *****
Listados 8 Comentários!
Untitled Document