Usuário:
 
  Senha:
 
 

Manoel Camaquã:
Hino Tradicionalista, de Barbosa Lessa

 

17/10/2006 11:40:04
OS TRADICIONALISTAS GAÚCHOS DO BRASIL!
 
Tradição Gaúcha Brasileira: retransmissão dos antigos usos e costumes
dos Antepassados Gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul,
de forma espontânea, preservada e contínua, às novas e futuras gerações!
............................................................................

Quem são os Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros? A pergunta pode parecer simplória e de fácil explicação, mas a aparente logicidade de uma rápida resposta pode induzir, em uma análise apressada do que ela expressa, a possíveis erros de interpretação. Pode ser que uns os definam como aqueles que integram o Movimento Tradicionalista Gaúcho organizado. Por essa ótica, o simples fato de os indivíduos serem sócios de Entidades Tradicionalistas vinculadas a um dos diversos Órgãos Tradicionalistas Federativos - MTGs, Federações e Uniões Tradicionalistas Gaúchasjá bastaria para assim classificá-los de tradicionalistas. Outros poderão dizer que são as pessoas que vestem a típica indumentária tradicional oriunda dos antigos gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul. Alguns, ainda, talvez venham a deduzir que o sentimento telúrico nutrido pela Terra e a valorização da História e da Cultura Regional Gaúcha Sul-rio-grandense, independentemente de qualquer outra demonstração material, exteriorizada, por si só já fariam de seus portadores legítimos Tradicionalistas Gaúchos. No entanto, a resposta da pergunta, para ser completa, exige outras considerações. E uma delas é imprescindível na referida definição. Para serem Tradicionalistas, os gaúchos brasileiros hão de ser, também, indivíduos conservadores. A consciência de preservação das antigas Tradições dos Gaúchos Sul-rio-grandenses é um requisito a ser atingido, necessariamente, por quem é ou pretende ser um Tradicionalista Gaúcho Brasileiro. Dessa forma, não podem ser assim nomeados aqueles que, ao contrário, ou por desconhecimento, descuido ou interesses outros, não se prestam a manter, zelar, cultuar, cultivar, proteger, preservar, defender, retransmitir e corretamente divulgar a autenticidade das coisas tradicionais dos Antepassados Gaúchos do Pampa Sul-rio-grandense. Portanto, não podem ser Tradicionalistas os sul-rio-grandenses e brasileiros que seguem as imposições modificadoras dos antigos usos e costumes da centenária Tradição Regional do Pampa do Rio Grande do Sul, sejam as decorrentes dos modismos implementados na indumentária típica sejam aquelas executadas na música regionalista-tradicional gaúcha sul-rio-grandense. Tais modificações têm como fundo o interesse econômico globalizado de setores da Nova Ordem Mundial preocupados apenas com o retorno financeiro de suas atividades lucrativas, sem qualquer preocupação com as raízes culturais de seus potenciais consumidores. Assim os músicos vinculados às grifes e gravadoras, cujas estilos impostos estão mais propensos ao lucro, mas que desnaturam o que é considerado tradicional, antigo, na Cultura Gauchesca Sul-rio-grandense. Assim os integrantes de CTGs que se propõem a alterar o antigo Patrimônio Cultural Regionalista-tradicional Gaúcho Sul-brasileiro, herdado dos antepassados pampeanos do Rio Grande do Sul, ao aceitarem as alterações advindas daqueles que apenas veem no Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro mais um nicho de mercado a ser explorado, financeira e eleitoralmente, independentemente de qualquer escrúpulo ou respeito a esse antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul e à Doutrina de um MTG Brasileiro a ser explorado, deturpado, corrompido, em prol dos pilas e dos votos. Assim os que se utilizam do Tradicionalismo unicamente em proveito próprio de seus interesses particulares, pessoais, financeiros, mercadistas, político-eleitoreiros. Tradicionalistas esses é que não são! Gaúchos, participantes ou não do Tradicionalismo organizado, que valorizam a genuína e oficial Pilcha Gauchesca de Honra do Rio Grande do Sul e as peculiaridades da Música Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense; que conhecem, respeitam e praticam os preceitos da Filosofia Tradicionalista, contidos na Carta de Princípios do MTG; que prezam os princípios morais e os bons costumes tradicionais dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul; que conservam, preservam, defendem e valorizam o Legado Cultural Regionalista-tradicional oriundo do Núcleo da Formação Gaúcha Sul-rio-grandense, fundado na região do Pampa Sul-brasileiro, sem quaisquer outros interesses que não os de culto, zelo, retransmissão, adequada divulgação e resguardo das antigas Tradições Regionais dos Gaúchos Campeiros do Pampa Sul-rio-grandense, abrigando-as dos males, dos danos e dos perigos futuros, preservando-as e repassando-as às gerações novas e futuras, de pais para filhos e avós para netos, como sempre foi, tem sido e deverá continuar sendo, com o fim de garantir a continuidade da Identidade Cultural Regionalista do Povo Gaúcho Brasileiro; que possuem o Estado de Espírito dos Antepassados Gaúchos do Interior Pampeano do Rio Grande do Sul, ostentando a antiga, típica, tradicional, Pilcha Gaúcha de Honra dos Gaúchos Sul-brasileiros, esses, vos digo, esses, sim, são os verdadeiros, os autênticos Tradicionalistas Gaúchos do Brasil!

 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document