Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Filhos do Rio Grande:
Cheiro do Rio Grande,
de Darci Lopes

 

23/10/2006 10:08:53
TRADIÇÃO É CULTURA! - III
 
A Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul não abarca
os modismos do mercado de hoje, mas os antigos usos e costumes regionais,
preservados e retransmitidos de pais para filhos, reiterada, espontânea
e continuamente, pelo tempo, até os dias atuais!
............................................................................

O sistema Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro organizado, para cumprir os seus verdadeiros Fins Institucional-estatutários e Cultural-conservadoristas, deve promover a todos os seus integrantes o necessário acesso às informações atinentes à sua Filosofia Tradicionalista Gaúcha Sul-rio-grandense. Contudo, notório é o grande déficit na prestação desses conhecimentos, dentro das Sociedades Culturais do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Brasil. É natural, portanto, que essa falta de conhecimento resulte, inevitavelmente, na ausência de uma Consciência Tradicionalista e nas práticas das Incoerências Culturais Regionalista-tradicionais Sul-rio-grandenses e das Impropriedades Tradicionalistas Gaúchas Brasileiras, por aqueles que se achegam ao Tradicionalismo e não recebem informação alguma a respeito da antiga e campeira Tradição Regional do Rio Grande do Sul e da Finalidade Cultural do MTG Brasileiro. O resultado dessa Passividade Institucional, desse Descaso Cultural, é o desvirtuamento da Cultura Regionalista-tradicional dos Gaúchos Sul-brasileiros. E enquanto a Filosofia Tradicionalista da Carta de Princípios do MTG continuar a ser tratada como Letra Morta, a preservação do antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul continuará extremamente comprometida. O alardeado Maior Movimento Cultural das Américas, o MTG Brasileiro organizado, ao não honrar a sua própria Filosofia de Atuação está a fazer, tão-somente, o jogo dos interesses eleitoreiros dos flexibilizadores políticos e dos objetivos econômico-financeiros dos mercados sem fronteiras da Nova Ordem Mundial, financiadora dessa danosa Corrupção Reginalista-tradicional. Entretanto, espera-se que um dia as previsões da Filosofia Tradicionalista, contidas na Carta de Princípios do MTG, possam ser efetivamente conhecidas, respeitadas e praticadas nos Centros das Antigas e Regionais Tradições Gaúchas oriundas dos Antepassados Gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul, assim como em todas as demais Entidades Culturais filiadas ao Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro. Dessa forma seus Quadros Sociais e seus visitantes saberão que: devem influir na literatura, artes clássicas e populares e outras formas de expressão espiritual de nossa gente, no sentido de que se voltem para os temas nativistas - * não confundir com os temas comerciais do Movimento Musical Nativista, o qual não respeita o antigo Patrimônio Sociológico-tradicional realmente nativo e gauchesco do Rio Grande do Sul! - (XIX); zelar pela pureza e fidelidade de nossos costumes autênticos, combatendo todas as manifestações individuais ou coletivas que artificializem ou descaracterizem as nossas coisas tradicionais (XX); estimular e amparar as células que fazem parte de seu organismo social - * e aqui não se trata de apoio com fim meramente lucrativo, especulativo ou eleitoreiro! - (XXI); procurar penetrar e atuar nas instituições públicas e privadas, principalmente nos colégios e no seio do povo, buscando conquistar para o Movimento Tradicionalista Gaúcho a boa vontade e a participação dos representantes de todas as classes e profissões dignas - * e aqui não se inclui as imposições dos mercados, como o musical, junto a Órgãos Políticos, suas sedes, seus financiados programas radiofônicos e suas patrocinadas televisões! (XXII); comemorar e respeitar as datas, efemérides e vultos nacionais e, particularmente, o Dia 20 de Setembro como Data Máxima do Rio Grande do Sul - * e aqui há o dever regionalista-tradicional sul-rio-grandense de honrar o Dia do Gaúcho Brasileiro e a Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul, estabelecidos por lei no Estado Sulino! (XXIII); pugnar pela independência psicológica e ideológica do nosso povo (XXV); revalidar e reafirmar os valores fundamentais da nossa formação, apontando às novas gerações rumos definidos de cultura, civismo e nacionalidade (XXVI); procurar o despertamento da consciência para o espírito cívico de unidade e amor à Pátria (XXVII); e buscar, finalmente, a conquista de um estágio de força social que lhe dê ressonância nos poderes públicos e nas classes sul-rio-grandenses para atuar real, poderosa e eficientemente no levantamento dos padrões de moral e de vida de nosso Estado, rumando fortalecido para o campo e o homem rural suas raízes primordiais, cumprindo, assim, sua alta destinação histórica em nossa Pátria - * e aqui não deve esquecer o MTG Brasileiro que os atuais artificialismos comerciais, crioulismos texanos, integrações mercosuristas e sertanejistas, modismos urbanos e os amortecidos folclorismos não representam a atual, antiga, regional e campeira Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul! (XXIX). Dessa forma, atuando conforme as bases teóricas da Filosofia de Atuação Tradicionalista, mediante as suas orientações sociais, morais, filosóficas e culturais contidas na Carta de Princípios do MTG Brasileiro organizado, as Entidades Tradicionalistas estarão em condições de cumprir seus Fins Institucional-estatutários e Cultural-conservadoristas, cultuando, zelando, cultivando, defendendo, preservando, retransmitirndo e, de forma especial, corretamente divulgando para o mundo as autênticas, as antigas, Tradições dos Antepassados Gaúchos Pampeanos do Rio Grande do Sul!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document