Usuário:
 
  Senha:
 
 

Canto Livre:
Baile de Candeeiro, de Albino Manique e Sérgio Napp

 

15/11/2006 06:57:03
ENART: PRESERVAÇÃO DA TRADIÇÃO DOS GAÚCHOS CAMPEIROS DO RS!
 
ENART: Encontro de Artes e Tradição dos Antepassados
Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Cultuar, preservar, retransmitir e corretamente divulgar, para o mundo, a antiga, regional e campeira Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense é a finalidade do ENART - Encontro de Artes e Tradição Gaúcha, uma realização do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul. De 9 a 12 de novembro de 2006, na cidade de Santa Cruz do Sul-RS, o ENART envolveu um grande número de crianças, jovens e adultos, em inúmeras competições e nas mais variadas modalidades artísticas tradicionais do Estado Sul-brasileiro. O Encontro pretendeu, dentre outros objetivos, promover o intercâmbio cultural entre as Entidades Tradicionalistas do MTG/RS, além de uma retomada de consciência dos valores morais do gaúcho, entre os participantes das diversas regiões sul-rio-grandenses. Visou, também, projetar a harmonia, a integração  (reunião) e o respeito entre todos os participantes, evitando a projeção da vaidade e do personalismo individual. Além disso, o evento almejou valorizar o artista amador tradicionalista gaúcho brasileiro, evitando atitudes pessoais ou coletivas que deslustrassem os princípios da Formação Moral do Povo Gaúcho Sul-rio-grandense. Na mesma oportunidade foi realizada a 6ª Mostra de Arte e Tradição Gaúcha, aonde foram expostas, divulgadas e valorizadas as atividades desenvolvidas por integrantes de cada uma das 30 Regiões Tradicionalistas do MTG do Rio Grande do Sul. A responsabilidade pela organização foi das Prendas e dos Peões Regionais, com o apoio da respectiva Coordenadoria Regional, a coordenação da Vice-Presidência de Cultura e do Casal Coordenador de Prendas e Peões Estaduais. Cumprindo o seu objetivo, a Mostra Folclórica divulgou a Expressão Artística-tradicional de cada uma das Regiões Tradicionalistas. A importância do ENART 2006, portanto, pela sua magnitude cultural regionalista-tradicional, encontrou-se na possibilidade dada a todos os seus envolvidos de cultuar, defender, cultivar, preservar, retransmitir e adequadamente divulgar, para o mundo, a autêntica, a antiga Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. E por ser um Evento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro, assistido por um grande público, com visitantes buscando conhecer o antigo, tradicional e campeiro Jeito Gaúcho de Viver do Estado Garrão-sul do Brasil, certamente que todos os seus participantes mantiveram, antes e após as suas apresentações, o uso da regionalista, típica, tradicional e oficial Pilcha Gaúcha de Honra do Estado Sulino. Só com ela, a atual indumentária tradicional do Rio Grande do Sul, é que os objetivos do ENART 2006 poderiam ser plenamente atingidos. Só com a vestimenta gaúcha e oficial do Rio Grande do Sul, as genuínas músicas regionalista-tradicionais gaúchas sul-rio-grandenses e o espírito cívico gauchesco brasileiro é que as manifestações tradicionais artísticas dos gaúchos sul-brasileiros poderiam ser reveladas ao mundo. Assim, na fase final daquele Evento Tradicionalista Gaúcho e Tradicional Sul-rio-grandense, promovido pelo MTG do Estado-berço da Tradição Gaúcha Brasileira, espera-se que a Identidade Cultural Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-brasileira tenha sido adequadamente preservada e divulgada para o mundo com as manifestações artísticas concernentes à autêntica, à antiga, regional e campeira Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!  

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
08/10/2009 00:17:48 Bombacha Larga - Brasília / DF - Brasil
Prezada Marinez. O sítio Bombacha Larga agradece a tua honrosa visita e a comunicação postada neste espaço cultural tradicionalista gaúcho. Em resposta, informamos-te que no item Educação, deste sítio, há um Manual do Casamento Tradicionalista Gaúcho, aonde poderás obter maiores informações a respeito dos trajes adequados para noivos, familiares, padrinhos e amigos. Com as Saudações Tradicionalistas segue o nosso fraterno quebra-costelas a essa prezada visitante do Bombacha Larga: na luta pela preservação das autênticas Tradições do Povo Gaúcho Sul-brasileiro!
Sítio: http://www.bombachalarga.org
07/10/2009 14:42:14 Marinez Ramos - Cachoeirinha / RS - Brasil
Minha prima resolveu casar com roupas tipicas gaúchas. Solicito dicas de trajes para noiva, noivo, pais e padrinhos. Atenciosamente, Marinez
Sítio: *****
12/11/2007 15:47:01 José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF - Brasil
Prezada Maria Lucia Jacques de Oliveira. O sítio Bombacha Larga agradece a tua honrosa visita e o comentário postado neste espaço cultural tradicionalista gaúcho. Em resposta ao solicitado informamos-te que, para que o noivo esteja corretamente trajado como um gaúcho brasileiro deve observar as diretrizes para o uso da Pilcha Gaúcha do MTG. Sugerimos-te que acesses a Notícia publicada no dia 17.10.2007, no espaço Notícias do Menu de Opções deste sitio, sob o título de Diretrizes para o uso da Pilcha Gaúcha masculina. Naquelas regras tradicionalistas, por exemplo, não estão contempladas as "rastras" argentinas, as boinas da Cataluña nem os lenços pretos, pequenos ou estampados. Sugerimos, ainda, com o fim de que o evento se desenvolva como um legítimo casamento tradicionalista gaúcho o uso pelo peão de uma bombacha larga, guaiaca, botas beges, marrons ou pretas, camisa de cor sóbria, lenço de pescoço preferencialmente nas cores vermelha ou branca, e um bleiser, ou seja, a pilcha de gala do gaúcho brasileiro. Se necessitares de outras informações, favor encaminhar-nos uma mensagem eletrônica, que teremos prazer em orientar a essa prezada Prenda Gaúcha. Saudações Tradicionalistas e um quebra-costelas cinchado!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
12/11/2007 14:35:20 Maria Lucia Jacques de Oliveira - cruz alta / RS - Brasil
Estou precisando de uma sugestão de vestimenta gaúcha para casamento típico gaúcho. Sou mãe do noivo e preciso uma orientação.
Sítio: *****
09/11/2006 13:58:51 Cássio - Medianeira / PR - Brasil
Concordo que dá trabalho cuidar do tradicionalismo. Mas pense no trabalho que tens pra manter esta página. Essa já uma iniciativa. Muitas outras existem e outras poderão ainda existir. Tamo da peleia tchê!!
Sítio: *****
09/11/2006 13:44:17 José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF - Brasil
Prezado Cássio. A cobrança que deve ser feita é, principalmente, no âmbito das atitudes daqueles que ostentam cargos tradicionalistas e não os desempenham a contento; dos que são responsáveis pela educação tradicionalista e não a promovem. Sabe-se, ainda, que quando um político quer voto dentro de uma Entidade Tradicionalista é evidente que ele não cobrará nem o mínimo do mínimo necessário; que quando alguém se dispõe a ocupar um cargo apenas pelo interesse da sua promoção pessoal, por "status social", visibilidade no meio tradicionalista, ou coisa que o valha, também passará um, dois ou mais anos a "desempenhar" uma atividade meramente figurativa, "para inglês ver"; que quando indivíduos se aproximam do Tradicionalismo com intuitos comerciais ou por outros fins menos legítimos, igualmente nada farão em prol de uma conscientização dessa juventude, que embora seja tradada como tradicionalista, uma parcela considerável dela, pela ausência de orientação correta e pelos exemplos recebidos, em nada condizentes com a condição de um Tradicionalista Gaúcho, poderá ser considerada mais como artistas eventuais do Tradicionalismo do que verdadeiramente Tradicionalistas Gaúchos. Mas o problema maior está é na omissão daqueles que estão e quiseram estar, voluntariamente, na condição de responsáveis pelo cumprimento dos objetivos estatutários das Entidades que integram e dos fins da Filosofia Tradicionalista, cujos princípios os deveriam nortear. Mas educar, desenvolver projetos, seminários, organizar palestras e realizar eventos culturais além dos correntes churrascos com apresentações de Invernadas Artísticas, dos bailes e das festanças, dá trabalho. E este, sendo gratuito, não interessa a ninguém. Assim tem sido desde muito e, ao que tudo indica, assim continuará a ser por muito tempo. A crise do Tradicionalismo Gaúcho organizado é de consciência e de falta de coerência tradicionalistas. Resta aos que se afastam de seus CTGs, diante desses tantos descalabros, fazer Tradição Gaúcha de forma individual ou coletiva, com o fim de salvaguardar a autenticidade dos usos e costumes tradicionais e a própria identidade cultural do Povo Gaúcho! Um forte quebra-costelas!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
09/11/2006 12:20:47 Cássio - Medianeira / PR - Brasil
Buenas! Seria maravilhoso se realmente todos os participantes do ENART estivessem o tempo todo pilchados, como tu dizes acima. Mas infelizmente não vemos isso acontecer nos festivais tradicionalistas. Impera a calça jeans e a camiseta. Quantos participantes só se pilcham na hora da apresentação e assim que acabam já correm para um vestiário trocar-se. Tratam o tradicionalismo como espetáculo teatral, é uma pena. Onde estará a falha? Por que tanta resistência em usar uma pilcha mesmo em eventos gauchescos? Será que falta exemplo dos mais velhos, dos CTGs e dos Patrões, que ao invés de promoverem a educação tradicionalista ficam impondo aos demais os costumes? Quando há a imposição, há o afastamento. Deve haver (e eu defendo) a EDUCAÇÃO tradicionalista, não a simples imposição de regras. Um baita quebra-costelas, e se bamo na peleia pelo tradicionalismo.
Sítio: *****
Listados 7 Comentários!
Untitled Document