Usuário:
 
  Senha:
 
 

Lobisomem:
Me tapo de nojo, de Lobisomem
e Moreno Martins

 

25/01/2007 00:16:00
COISAS QUE ME TAPAM DE NOJO!
 
O MTG Brasileiro deve exigir, de todos, o devido respeito aos
antigos usos e costumes regionalista-tradicionais
dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Fico tapado de nojo quando um cantor, que se diz tradicionalista, usa uma parafernália para fazer a abertura do baile, com um som cheio de efeitos especiais tirados do cinema, de uma das produções de Spilberg, e ainda tem a falta de vergonha na cara de dizer em alto e bom som, ao microfone: vamos maxixar! É de se tapar de nojo ao se ver o desrespeito com que artistas desse tipo ofendem e envergonham a Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul, desrespeitando o seu próprio ganha-pão. Afinal, tudo o que possuem, incluindo o ônibus que os transporta, foi ganho cantando músicas da Tradição Gaúcha, e de respeito. Outra coisa que me deixa inquieto é ver um show com um cantor que se diz Tradicionalista Gaúcho, mas que no meio da apresentação resolve cantar uma música inglesa, talvez querendo com isso mostrar o quanto é eclético! Quanta ignorância! O show era Tradicionalista Gaúcho! Mas o que mais me deixou perplexo foi ver um programa global domingueiro, e com a pecha de Tradicionalista Gaúcho, promover uma integração cultural entre cowboys norte-americanos e gaúchos brasileiros. Foi aí que a grande maioria dos nossos representantes Tradicionalistas, que se apresentaram, teve medo ou vergonha de vestir a indumentária típica do verdadeiro peão gaúcho sul-brasileiro. Fiquei tapado de nojo com esses nossos representantes! A maior parte deles usava o popular chapéu americano R. Oliver; e poucos usaram o legítimo chapéu regional da Tradição dos Gaúchos do Rio Grande! Compareceu a esse encontro de integração cultural até mesmo um músico gaúcho vestido de bombachas, sandália, e pasmem, tradicionalistas, usando uma bata indiana!!! O que pensaram nossos visitantes? Aonde já se viu a bata indiana fazer parte da Pilcha Gaúcha do RS! A este encontro dou o nome de puchero, pois é a mistura de tudo o que sobrou cozido em uma panela só. Será que essa gente que se apresentou aos americanos era a legítima cepa gaúcha do Rio Grande do Sul? Ou eles, na ânsia de agradar a todos, agem como as tipas, que seguem sempre aqueles aonde os pilas mais tilintam nos bolsos? Assisti apenas a um programa (eram dois!), e o que vi naquele já me deixou tapado de nojo! Os norte-americanos nos deram um banho de Tradicionalismo, pois se apresentaram com a indumentária completa dos cowboys texanos e representaram muito bem o seu país. Quanto aos nossos representantes, estes devem voltar para dentro de um Centro de Tradições Gaúchas, se é que conhecem algum, e estudar um pouco mais sobre o Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro e a indumentária antiga, tradicional, dos gaúchos campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul; e, principalmente, reverem os seus conceitos de Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense e de respeito ao culto e aos usos e costumes tradicionais da Terra Sulina, que dizem representar, antes de se apresentarem como Tradicionalistas e de ofenderem a Tradição do Povo Gaúcho Sul-brasileiro. São coisas desse tipo que me deixam inquieto, perplexo e tapado de nojo! (do colaborador e Mangrulho do ONTGB no Sul do Brasil, Ademir Canabarro: um Missioneiro!)

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
25/01/2010 15:54:08 pedro ozorio avila prieto - são paulo / SP - Brasil
Buenas tardes, a todos os gaúchos. Eu sou do tempo do "Rodeio Coringa", apresentado pelo inesquecível Darci Fagundes, todos os domingos, na Rádio Farroupilha; era bueno demais! Mas, nos dias de hoje ainda tem muita coisa boa: Baitaca, Xiru Missioneiro, etc... Um abraço! Pedro Prieto
Sítio: *****
25/01/2010 10:42:00 Rubens Staumeister - Quaraí / RS - Brasil
Amigo Ademir Canabarro. Buenas! Eu até que admito que essa "gurizada" faça desse tipo de barulho a sua música, afinal de contas gosto é gosto; e quem sou eu pra dizer o que eles devem ou não tocar em suas apresentações. O que eu não admito é a falta respeito, quando os palcos são nossas Entidades Tradicionalistas, os CTG's. Aí a coisa muda de figura! O pior é que recebem o aval dos "Patrões" das mesmas! Onde vamos parar? Vejo que daqui há pouco tempo o Tradicionalismo VERDADEIRO só será vivido em círculos fechados de pessoas, sem compromisso com as massas. Aqui em minha cidade, neste final de semana, mais uma entidade perdeu a sigla CTG, por descaso e falta de cuidado com o Patrimônio Cultural dos Gaúchos do Rio Grande. Sinto pena e, ao mesmo tempo, alívio, pois a mesma estava sendo utilizada de maneira indevida há muito tempo, por esses grupinhos musicais de 5ª categoria cultural. Meu forte abraço!
Sítio: http://bocabrabadownloads.blogspot.com
21/06/2009 06:35:22 Keli Silvana - POA / RS - Brasil
Oi Karpa!!! Olha esse e-mail que eu achei aki em casa. Bem interessante. att Keli Silvana
Sítio: *****
08/02/2009 14:24:43 VOLNECI DOMINGUES DOS SANTOS - CERRITO / RS - Brasil
Concordo com o Ademir. Acho que o Tradicionalismo tem que manter nossa herança. E os grupos que tocam música popular brasileira tem que assumir. Gosto das músicas dos Tchês, Garotos de Ouro, Nenhum de Nós, Engenheiros do Havai, etc... Mas adoro as músicas do Baitaca, Mano Lima, Gaúcho da fronteira, Xirú Missioneiro, etc... Então, gaúcho é sinônimo de honrar as Tradições. Apóio as decisões do MTG.
Sítio: *****
12/09/2008 17:26:55 Jefferson Silva de Oliveira - Porto Alegre / RS - Brasil
Buenas!!! Concordo plenamente com o teu comentário e o respeito às nossas tradições, que têm que ser preservadas. Também acho uma vergonha o horário de certo programa gaúcho (06:30 de um domingo)..., porque essa emissora não tem força suficiente para determinar um horário bueno (12:00, de um domingo), para o nosso querido Estado...
Sítio: *****
31/01/2008 21:06:58 Vera L Miczarek Procopiuk - sao paulo / SP - Brasil
Depois do comentário do amigo Glauco Audibert - que para mim é mais que um comentário: são lembranças cheias de emoção e saudade de um tempo que não volta mais - nada tenho a acrescentar, diante de um texto que faz a alma de qualquer vivente soluçar... Obrigada!
Sítio: *****
25/01/2008 15:02:07 BENJAMIM ANTONIO PEDRON - IJUÍ / RS - Brasil
BUENAS! POIS OLHA, XIRUZADA, TEMOS QUE TOMAR UMA POSIÇÃO LOGO; TEMOS QUE IR LUTAR PARA QUE ISSO NÃO OCORRA MAIS. GAÚCHOS! TEMOS QUE LUTAR PARA QUE NA ESCOLA PÚBLICA OU PARTICULAR, NÓS, GAÚCHOS, TENHAMOS UMA MATÉRIA QUE ESTUDE SOMENTE A NOSSA CULTURA. EU TRABALHO MUITO NOSSA HISTÓRIA EM SALA DE AULA, MAS SE CADA UM FIZESSE A SUA PARTE, COMO PALESTRAS EM SALA DE AULA, SERIA MUITO IMPORTANTE, POIS TÊM MUITOS JOVENS QUE OLHAM A TV, VEEM ESSAS BARBARIDADES E ACHAM QUE ESTÃO CORRETOS. BASTA QUE NÓS, COMO GAÚCHOS DE PURA CEPA, BOTEMOS EM PRÁTICA O QUE SABEMOS; NÃO DEIXAR TOCAR ESSAS "MÚSICAS" E USAR ESSAS VESTIMENTAS NOS RODEIOS NEM DEIXAR LAÇAR COM ELAS. MAS TEMOS QUE TOMAR PEITO, SE NÃO A COISA VAI PIORAR, POIS O MODERNISMO E O CAPITALISMO VORAZ VÃO INVADIR, COM CERTEZA, OS NOSSOS LARES, E A NOSSA TRADIÇÃO VAI CAIR NO ESQUECIMENTO. UM FORTE QUEBRA-COSTELAS A TODOS OS COMPANHEIROS QUE LUTAM PELA VERDADEIRA TRADIÇÃO GAÚCHA DO RIO GRANDE! BENJAMIM ANTONIO PEDRONS - IJUÍ - MISSÕES
Sítio: *****
25/01/2008 12:20:09 Bruno Campeiro - Novo Hamburgo / RS - Brasil
Caro Ademir! Há muito tempo estamos vendo pessoas deturparem o nosso gauchismo, tanto músicos como apresentadores e pessoas em geral. No passado me mordia quando via os 'Tchês', em programas de TV de São Paulo, sem bombacha. Depois vi que era o melhor. Se é para colocar a nossa bombacha pra rebolar e nos denegrir ao resto do Brasil, melhor ficar de calça ou bermuda mesmo! Temos que continuar peleando contra esses devaneios, mas o MTG tem que mostrar a sua posição, também! Abraço!
Sítio: *****
19/06/2007 12:43:59 Lauro da Silva - Curitiba / PR - Brasil
Amigo Ademir. Aqui em Curitiba está uma vergonha só. Não temos mais aqueles fandangos bons; agora é fumaça, camisa por fora das bombachas, grupo descaracterizado, e etc. Eu, que tive o privilégio de ver bons conjuntos, agora resta só a saudade... Um abraço!
Sítio: *****
24/04/2007 15:56:17 Glauco Audibert - São Paulo / SP - Brasil
Senhores! Não é de hoje que as tradições brasileiras, sejam elas quais forem, estão sendo esquecidas e menosprezadas. E por mais que possa parecer perseguição à tal auto-entitulada "turma do chapéu", é exatamente por intermédio desaa peça, já tão demonizada, que torna-se mais visível o desrespeito que nós mesmos temos pela nossa própria Tradição. Acho que o último chapéu de couro (nordestino) que eu vi em uma grande rede de TV era usado por Luís Gonzaga..., e lá se vão anos. Minha sobrinha de 7 anos se paramenta toda para o tal de Halloween (?), mas desconhece as lendas brasileiras...; a desconfiguração de uma raça se aprende na escola! Realmente, estamos muito mal, pois não sabemos quem somos..., quem foram esses tauras, que montados em pelo, calçando botas de garrão de potro, ajeitando palas velhos como chiripás e, quem sabe, usando chapéus de pança de burro, fizeram a História do Rio Grande? Homens lenda, homens heróis, que, do nada, levaram a vida por diante e que hoje jazem esquecidos em cemitérios de campanha, sem placas, sem homenagens, sem lembranças. Ao lado da campa passa a nova geração globalizada e, por isso mesmo, desfigurada, misturando conceitos ditados por modismos passageiros. Nestas horas me recolho à imagem dos meus antepassados, do meu avô materno que ganhava a vida carreteando nas serras entre o Rio Grande e Santa Catarina; e do meu avô paterno: domador, agricultor e bom construtor de casas, lá pros lados de Bom Jesus... Faço a minha parte, tentando não esquecer de onde eu vim; assim fica melhor levar adiante o meu próprio ser. Vô Agnello, Vô Janguinho, que Deus os tenha!
Sítio: *****
17/03/2007 11:36:35 Marcel - Joinville / SC - Brasil
Vamos destacar que o autor conhece marca de chapéu de cowboy e se diz gaúcho! Não é em 'detrimento' de uma forma de expressão ou mistura artística-cultural que se constrói a própria! E o tal grupo acima citado já gravou o primeiro cd ao vivo! Que a princípio teve pouca apreciação do público local no show de gravaÇão, segundo o registro fotográfico do evento, publicado em sites 'tradicionalistas'! Abrazos!
Sítio: *****
Listados 11 Comentários!
Untitled Document