Usuário:
 
  Senha:
 
 

Mano Lima:
Espantando Gafanhoto

 

01/02/2008 01:22:49
GAÚCHOS? TRADICIONALISTAS? MODISTAS? OU OPORTUNISTAS?
 
Imagem recebida, via e-mail, de um visitante do Bombacha Larga,
na noite de 31.01.2008, com a seguinte observação:
o cão está melhor trajado que muitos dos que se dizem gaúchos
ou Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros!
............................................................................

Cultuar, preservar, retransmitir e adequadamente divulgar o antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Rio Grande do Sul são ações pertinentes aos Fins Culturais do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro. Porém, a contratação - ou a imposição pelos conveniados mercados - de artistas não tradicionalistas nas Entidades filiadas ao MTG organizado é prática que fere a lógica finalística dessas instituições culturais sem fins comerciais ou lucrativos. Para que possamos confirmar essa proposição devemos entender antes o significado da condição Ser Tradicionalista e, ainda, ter uma leve noção de lógica. Para o Moderno Dicionário da Língua Portuguesa Michaelis, tradicionalista é a pessoa partidária do tradicionalismo; aquilo que é pertencente ou relativo ao tradicionalismo ou à tradição; pessoa que preza muito as tradições, termo este obrigatoriamente relacionado ao regional e antigojamais ao moderno, ao novo, às invencionices urbanas e às importações sem fronteiras. Já a ciência da lógica, que significa razão, criada pelo filósofo grego Aristóteles (384-322 a.C.), é a ciência das leis ideais do pensamento e a arte de aplicá-las corretamente em busca da verdade. Resumindo, a lógica é instrumento que auxilia na identificação do que é certo ou que é ou está errado. Convidando-o(a), prezado(a) visitante, ao raciocínio lógico, voltamos à questão inicial, com a seguinte argumentação: seria lógico se considerar Tradicionalista Gaúcho Brasileiro quem participa do Tradicionalismo apenas com fins econômico-financeiros, pessoais, eleitoreiros, comerciais? Haveria alguma lógica em se classificar de Tradicionalista aquele que não segue a Filosofia de Atuação Cultural nem as Diretrizes Regionalista-tradicionais Gaúchas Sul-rio-grandenses do Tradicionalismo, quando contratado, convidado ou comercialmente obrigado a participar de um Evento do MTG Brasileiro? Seria lógico denominar-se de Tradicionalista Gaúcho Brasileiro quem só aparece no Tradicionalismo ou nas suas Entidades Tradicionalistas filiadas mediante uma remuneração, um cachê, um contrato oneroso sem qualquer tipo de compromisso com os Fins Culturais Preservacionistas do MTG do Brasil, diante da antiga e regional Tradição dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul? E quem não respeita a autêntica, regional e tradicional Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Estado Sulino, os conteúdos morais, os ritmos, os compassos musicais da antiga Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense e as previsões regulamentares do órgão "contratante", poderia ser identificado como uma pessoa que preza muito as antigas tradições dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul, ou seja, como um Tradicionalista Gaúcho Brasileiro? E o dirigente da Entidade Tradicionalista que contrata, convida ou aceita a forçada e mercantil presença de alguém que jamais poderia ser classificado como Tradicionalista, contrariando a Carta de Princípios do MTG, o Estatuto e todos os Regulamentos do sistema Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro organizado, teria sustentação moral-institucional para continuar intitulando-se como Tradicionalista Gaúcho do Brasil? Aplicando os mecanismos da lógica, no âmbito do MTG, verificamos que: 1) todo tradicionalista é gaúcho brasileiro (mesmo que de espírito, em virtude da pessoal identificação com os antigos usos e costumes regionalista-tradicionais dos Antepasados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul, independentemente de seu local de nascimento), mas algum gaúcho brasileiro não é tradicionalista; portanto, nem todo o gaúcho é tradicionalista; 2) todo tradicionalista gaúcho brasileiro preza muito as Tradições dos Antigos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul; os Grupos Musicais e os artistas "gaúchos" TchesistasNativistas, Crioulistas, Sertanejistas, não prezam muito a tradicional Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Estado Sulino, prevista na lei 8.813/89, nem os conteúdos morais, os ritmos e os compassos da Música Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense; logo, os Grupos Musicais e os artistas "gaúchos" TchesistasNativistas, Crioulistas, Sertanejistas, não são Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros; 3) Tradicionalistas, no Tradicionalismo, não são modistas nem oportunistas; os Grupos Musicais e os artistas "gaúchos" TchesistasNativistas, Crioulistas, Sertanejistas, não são Tradicionalistas nem nas pilchas nem nos conteúdos morais, ritmos e compassos musicais, conforme as Diretrizes do MTG Brasileiro; por consequência, os Grupos Musicais e os artistas "gaúchos" TchesistasNativistas, Crioulistas, Sertanejistas, no Tradicionalismo, podem ser modistas e oportunistas, mas não Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros. Nota-se, assim, que a única lógica que pode explicar essas deturpações ocorridas no MTG Brasileiro organizado é a lógica do mercado, da exploração econômica, financeira, comercial e político-eleitoreira. Diante desta lógica conclusão, qualquer outra será falaciosa, falsa, inverídica. Resta-nos observar, ainda, por oportuno, sem entrar no mérito da propriedade ou da impropriedade do ato, que o cachorro que ilustra a presente matéria, pela indumentária providenciada por seu dono, leva-nos a concluir que o referido cusco, vestido com a oficial Pilcha dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil, está a dignificar muito mais a antiga Tradição Gaúcha dos Sulistas Brasileiros do que muitos desses pseudostradicionalistas e pretensos gaúchos, os quais, na verdade, não passam mesmo é de sul-rio-grandenses e de brasileiros modistas e oportunistas a explorar o sagrado e antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul, as antigas, campeiras e regionais Tradições dos Antepassados Gaúchos do Pampa Sul-brasileiro!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
01/02/2009 13:44:05 marlonschhmidt@terra.com.br - tres de maio / RS - Brasil
E VIVA O MEU RIO GRANDE DO SUL....
Sítio: *****
Listado 1 Comentário!
Untitled Document