Usuário:
 
  Senha:
 
 

Ênio Medeiros:
Quando me perco num grito,
de Rogério Villagran e Ênio Medeiros

 

05/02/2008 10:35:08
SÃO GABRIEL: A PRINCESA DAS COXILHAS DO RIO GRANDE DO SUL!
 
A Antiga e Campeira Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul!
............................................................................

São Gabriel, cidade da Fronteira Oeste do Estado do Rio Grande do Sul, é conhecida como a Princesa das Coxilhas e também como a Terra dos Marechais. A primeira denominação tem origem no próprio hino da cidade. Cantos de São Gabriel, uma composição de Silvio de Faria Corrêa musicada por Cely Corrêa Lisboa, assim retrata a cidade do grande romancista Alcidez Maya, do padre Leonel Franca - fundador da Pontifície Universidade Católica do Rio de Janeiro, na antiga Capital do Brasil -, do Dr. Fernando Abbott, Presidente do Estado (1891 - 1892/1893) e do embaixador Francisco de Assis Brasil, fundador do Partido Libertador e seu lenço vermelho dos maragatos sul-rio-grandenses: ... São Gabriel, o privilégio da beleza, tens em ti a natureza de encantos de vergel; cidade flor de beleza de tuas filhas, és Princesa das Coxilhas, és querência do amor... A segunda denominação deve-se ao fato de muitos de seus filhos terem se destacado na História Militar Brasileira. Dentre eles estão os Marechais João Nepomuceno Medeiros Mallet - Ministro da Guerra (1898-1902), Hermes Rodrigues da Fonseca - Presidente do Brasil, de 15.11.1910 a 15.11.1914, João Propício Mena BarretoBarão de São Gabriel, Comandante Militar nas operações contra Aguirre, Presidente do Uruguai, entre 1864 e 1865, na Guerra do Prata, Fábio Patrício Azambuja, João Baptista Mascarenhas de Morais - Comandante da Força Expedicionária Brasileira na 2ª Guerra Mundial, e, também, o Coronel Plácido de Castro, desbravador do Acre. A fundação do então povoado de São Gabriel do Batovi deu-se pelo espanhol Don Felix de Azara, aos 2 de novembro de 1800, na base do Cerro Batovi, fazendo parte da colonização espanhola em decorrência do Tratado de Madri. O seu nome foi uma homenagem ao anjo de devoção do Vice-Rei do Rio da Prata, Don Gabriel de Avilez y Del Fierro, figurando, desde então, como Patrono da povoação o Arcanjo São Gabriel. Aos 29 de junho de 1801 o povoado fora destruído pelas tropas portuguesas, sob o comando do coronel Patrício Corrêa da Câmara. Aos 16 de dezembro de 1813 o Governador da Capitania de São Pedro do Rio Grande do Sul, atendendo aos moradores da região de Vacacaí e Batovi, mandou providenciar a demarcação de meia légua em sesmaria nas terras de Antonio Alves Trilha, à margem esquerda do Rio Vacacaí, conservando esse novo povoado o nome de São Gabriel, fato este concretizado aos 7 de setembro de 1814. Ao ser elevado à condição de Capela Curada, aos 28 de novembro de 1815, as terras de São Gabriel passaram a ser delimitadas pelos Rios Santa Maria, Cacequi, Vacacaí, Salso e Taquarembó. Durante a Guerra da Cisplatina (1825-1828), São Gabriel fora Quartel-General das tropas brasileiras. Invadido pelas tropas uruguaio-argentinas e retomado pelos brasileiros, fora saqueado e incendiado pelos castelhanos no ato da retirada. Aos 4 de abril de 1846, após briosa resistência às forças do Império, como distrito de Caçapava do Sul - a 2ª Capital Farroupilha -, a então freguesia passou à categoria de Vila. Localizada a 300 Km de Uruguaiana e a 320 da Capital Porto Alegre, à ilharga da BR-290 – a Rodovia do Mercosul – a Princesa das Coxilhas e Terra dos Marechais figura também como a cidade-pouso dos castelhanos. A São Gabriel dos Carreteiros, da Batalha de Caiboaté, da Sanga da Bica - onde morreu Sepé Tiaraju - é a terra dos bons ginetes, do Festival Estância da Canção Gaúcha, dos causos, da bombacha larga, da beleza da mulher gaúcha no seu vestido de prenda, e dos usos e costumes tradicionais da autêntica, da antiga Tradição Regional dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
05/02/2008 12:41:56 Bruno TEIXEIRA-MARTINS - Paris / RS - França
PARABENIZO A VOCÊS, DO "BOMBACHA LARGA: NA LUTA PELA PRESERVAÇÃO DA AUTÊNTICA TRADIÇÂO DOS GAÚCHOS". SAÚDO-OS DAQUI DE PARÍS, ONDE VIVO HÁ MAIS DE 4 ANOS (DESDE OS 14 ANOS DE IDADE), COM MUITAS SAUDADES DO NOSSO RIO GRANDE!
Sítio: *****
Listado 1 Comentário!
Untitled Document