Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Bertussi:
Morena do baile

 

13/02/2008 06:26:04
A POLÊMICA DO RODEIO CRIOULO DO CTG JÚLIO DE CASTILHOS!
 
Primeiras Prendas Gaúchas do Rio Grande do Sul!
............................................................................

O sítio Bombacha Larga, no dia 8 de fevereiro de 2008, publicou informações referentes à realização do 37º Rodeio Crioulo Estadual do CTG Júlio de Castilhos, na cidade gaúcha de nascimento do político republicano Júlio de Castilhos, governador do Rio Grande do Sul entre os anos de 1893 e 1899, e líder do Positivismo no Estado. Aquele Centro de Tradições Gaúchas era a Entidade Tradicionalista de origem da 1ª Prenda do RS, gestão 2007-2008, Janine Appel. Contudo, a edição correta do citado Rodeio, na verdade, era a 36ª, e não a 37ª, como divulgado em um sítio da Internet. E, com o fim de divulgarmos a programação do referido Evento Tradicionalista, procuramos o sítio do CTG Júlio de Castilhos na Rede Mundial de Computadores, mas não o encontramos. Ligamos, então, para a Prefeitura da cidade, solicitando o número do telefone da referida Entidade Tradicionalista Gaúcha. Em resposta, fomos informados de que o CTG não possuía telefone. Entretanto, a atendente, de forma gentil, forneceu-nos o número do telefone residencial do Patrão (3271-xx57). Ao ligarmos para o mesmo, uma senhora nos atendeu, confirmando tratar-se da residência do Sr. Pedrinho. Em seguida, repassou o aparelho de telefone a uma prenda, a qual nos forneceu o número do celular do referido senhor (9171-xx32), com quem tentamos fazer contado, para obter maiores informações a respeito da programação do Rodeio. Porém, o aparelho encontrava-se programado para redirecionar chamadas para a caixa de mensagem. Diante desse fato, este espaço cultural tradicionalista gaúcho, agindo como porta-voz do ONTGB - Observatório Nacional do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro, publicou o fato no espaço Notícias com as críticas que julgou necessárias fazer, diante da notória dificuldade de comunicação com uma Entidade Cultural do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro. A justificativa para tal comunicação pública encontra-se baseada na própria Filosofia de Atuação do MTG Brasileiro. Em plena realização de um Rodeio Crioulo Estadual do Rio Grande do Sul, diante de um dos deveres que toda a Entidade Tradicionalista Gaúcha tem perante o público gaúcho tradicionalista, por tratar-se a Tradição Regional que ela deve cultuar, preservar, retransmitir e adequadamente divulgar de um Bem Público, e diante do direito que qualquer cidadão tradicionalista tem de ser informado, pelo fato de ser um detentor dessa antiga Cultura Regionalista-tradicional do Estado do Rio Grande do Sul, recebida por herança dos antepassados gaúchos do Pampa Sul-brasileiro e a ser repassada, incólume, protegida, preservada, às novas e futuras gerações de Gaúchos Brasileiros, há que haver a devida publicidade, anterior e posterior, dos atos desenvolvidos em prol dos fins culturais de uma Entidade Tradicionalista filiada ao Tradicionalismo Gaúcho organizado. E como não poderia deixar de ocorrer, em represália ao noticiado, surgiram alguns protestos de pessoas ligadas àquela renomada Entidade Tradicionalista Gaúcha da cidade de Júlio de Castilhos. O conteúdo dessas manifestações, publicadas e arquivadas no espaço Livro de Visitas deste sítio, está, como é de se esperar, impregnado de fortes sentimentos institucionais, o que é perfeitamente natural, em se tratando de integrantes do Centro de Tradições Gaúchas envolvido na polêmica ora relatada. Por esse motivo é que relevamos, na presente matéria, muitas das acusações feitas a este espaço cultural tradicionalista gaúcho e a seus mantedenores, por entendê-las mais influenciadas pelo amor que todos os comentaristas nutrem por seu CTG do que propriamente por mera intenção de ofender. No entanto, a nossa preocupação maior sempre foi, é e continuará sendo com a preservação das antigas e autênticas Tradições Regionais do Povo Gaúcho Sul-brasileiro. E é por ser um espaço democrático, que todos os manifestantes puderam exercitar, aqui no Bombacha Larga, suas liberdades de expressar seus pensamentos e suas opiniões a respeito do fato divulgado. Mas, em respeito aos seus demais visitantes, este sítio entende por bem refutar algumas das acusações a ele direcionadas, aproveitando, assim, para esclarecer alguns outros pontos que julga ser de grande importância elucidar. À senhora Lane Peixoto, queremos dizer, com todo o respeito, que críticas, muitas vezes, são necessárias, pois é por meio delas que o aprimoramento da prática tradicionalista, tão desrespeitada nos dias de hoje, pode ser desenvolvida. À Prenda Míria Dias, igualmente, com todo o respeito que toda a mulher merece, respondemos que não levaremos em consideração alguns de seus ataques encaminhados aos integrantes deste sítio, motivados pelos questionamentos formulados aos organizadores do 36º Rodeio Crioulo Estadual do CTG Júlio de Castilhos. Mas, para o bem da preservação da autêntica Tradição Gaúcha Sul-brasileira, somos obrigados a responder o seguinte: 1) a pergunta referida aos lenços pretos e chapéus de abas viradas para cima (e o erro material citado não diminui, em nada, o perfeito entendimento da referida mensagem) – está a referir-se ao teor da pergunta anterior, ou seja, se os artistas que se apresentariam no evento estariam daquela forma trajados, como há muito já acontece em quase todos os Eventos “Tradicionalistas Gaúchos” do MTG/RS; 2) ISO TCHÊ e Troféu JOÃO DE BARRO é, ou deveria ser, entregue a quem observa e segue as Diretrizes para o uso correto da Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do RS e dos Gaúchos Brasileiros, inclusive a prevista para a prática campeira em um Rodeio que se intitula de Crioulo do Rio Grande do Sul, estabelecida pela Entidade Tradicionalista Federativa a que está filiado o CTG Júlio de Castilhos, isto é, o MTG/RS. Perguntamos: algumas das imagens publicadas no sítio GALERAnaNet não estariam a comprovar que muitos dos participantes daquele Rodeio Crioulo deixaram de valorizar e respeitar a indumentária típica, antiga, tradicional, dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul, conforme prevê as Diretrizes correspondentes do MTG? Perguntamos porque conforme revelam algumas daquelas fotos, parece-nos que, ao contrário, aquelas normas tradicionalistas não foram observadas por muitos dos participantes do 36. Rodeio Crioulo Estadual do CTG Júlio de Castilhos; 3) por que, então, um CTG com ISO TCHÊ e Troféu João de Barro não divulgou na sua programação quais os “shows” seriam realizados no seu Evento Tradicionalista Gaúcho? Quais os artistas “tradicionalistas” que foram contratados para se apresentar no seu Rodeio Crioulo Tradicionalista? Por acaso, obter essa informação não seria um direito de qualquer cidadão dono da Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha que o Centro de Tradições Júlio de Castilhos deve cultuar, defender, preservar e “divulgar”, por obrigação estatutária e dever tradicionalista, frente à Filosofia Tradicionalista que o move, ou que o deveria mover? 4) quanto aos meios de divulgação que podem ser utilizados para informar aos gaúchos tradicionalistas da cidade de Júlio de Castilhos, da região, do Estado do RS, do Brasil e do mundo – pois todos eles, de nascimento ou de coração, são herdeiros da antiga Tradição Gaúcha do Rio Grande, e, por essa razão, têm o direito de saber o que qualquer Órgão ou Entidade Tradicionalista Gaúcha faz ou deixa de fazer, por tratarem-se de Santuários da Tradição dos Gaúchos Sul-rio-grandenses, com responsabilidades culturais regionalistas, por terem sido eles criados para serem os Baluartes na defesa do antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado Sulino, dos Sul-rio-grandenses, do Brasil e de todo o Povo Brasileiro – certamente que o mais adequado para isso não é um sítio que toca músicas nada condizentes com a antiga, campeira e regional Tradição Gaúcha do Pampa do Rio Grande do Sul; em pleno século XXI e na Era da Informação, em tempo real, o correto é a divulgação prévia e ulterior de todo e qualquer Evento Tradicionalista, por parte das Entidades Culturais promotoras, utilizando-se de todos os meios de comunicação possível; 5) perguntamos, ainda: os representantes do CTG Júlio de Castilhos, presentes no 55º Congresso Tradicionalista, realizado em Sant’ana do Livramento, assistiram ou pelo menos ouviram falar da palestra A utilização da Internet pelo Tradicionalismo, ministrada pelo Tradicionalista Gaúcho Paulo Guimarães? Pois, a título de informação, reproduziremos, a seguir, o final da entrevista publicada no Blog do MTG, no dia 10 de janeiro de 2008: Blog – Como tu avalias a comunicação tradicionalista hoje? PG - A comunicação tradicionalista hoje, na minha opinião, é precaríssima. Muitos CTG’s nem e-mail têm, que dirá sites; muitos nem comunicação interna para seus associados. Com isso deixam de alavancar seus eventos, trazendo mais público para eles e divulgando as coisas boas que a Cultura Tradicionalista possui. Os CTG’s são verdadeiros elefantes em força, mas ainda adormecidos; a hora que acordarem e se dispuserem a fazer valer a sua força cultural, ética, moral, e bem divulgarem tudo isso, se tornarão verdadeiros pólos irradiadores de cultura e ética para todo o mundo. E complementando a informação, reproduzimos abaixo um artigo do Documento Básico do Tradicionalismo organizado, tão desconhecido de alguns Tradicionalistas Gaúchos e tão flexibilizado por muitos outros exploradores da causa tradicionalista gaúcha brasileira, intitulado Carta de Princípios do MTG, apesar de ela estar reproduzida no parágrafo único do art. 2º do Estatuto do MTG/RS: XVIII - Incentivar, em todas as formas de divulgação e propaganda, o uso sadio dos autênticos motivos regionais. Portanto, informar previamente, com todas as informações pertinentes ao Evento Tradicionalista a ser realizado, é uma forma de um Centro de Tradições Gaúchas incentivar a todos os Sul-rio-grandenses, Gaúchos, e especialmente aos Tradicionalistas Gaúchos a participar, a prestigiar e a cultuar as antigas e autênticas Tradições dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul; 6) e por fim, respondemos à Prenda Míria Dias que este sítio e os seus mantenedores não são mentirosos nem publicam inverdades, mas tão somente fatos verídicos, reais, acontecidos; que não somos Picaretas da Tradição a explorar a Cultura Regionalista-tradicional dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul com fins comerciais, modismos, importações, indevidas integrações e corruptas ações, mas um espaço cultural tradicionalista gaúcho que, no seu direito de manifestação, elogia, aplaude e reverencia a todos os verdadeiramente Tradicionalistas Gaúchos, dentre estes os muitos que se encontram no CTG Júlio de Castilhos, mas que, também, no seu direito de preservar as caras Tradições dos Gaúchos Sul-brasileiros, não deixará de cumprir o seu mister de defender e buscar a preservação do antigo Patrimônio Tradicional e da Identidade Cultural-regionalista do Povo Gaúcho Sul-brasileiro, nem que para isso tenha, de quando em vez, tecer críticas construtivas e até exigir dos Órgãos, Entidades e Tradicionalistas a devida adequação à Filosofia de Atuação do seu Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro, à Coerência Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense, à Propriedade Tradicionalista Gaúcha Brasileira e ao esperado e devido respeito à autenticidade das antigas e campeiras Tradições Regionais do Povo Gaúcho Sul-brasileiro. Ao senhor Franklin, respondemos que: 1) o sítio Bombacha Larga só relatou fatos acontecidos, não invenções ou inverdades, nem visou atingir quem quer que fosse, individualmente, mas, sim, cobrar dos organizadores daquele Rodeio Crioulo do MTG/RS apenas aquilo a que eles estão sujeitos, ou seja, o fiel cumprimento dos verdadeiros Fins Culturais maiores da Entidade Tradicionalista a que estão filiados; 2) e mais uma vez repetimos: não somos como alguns Picaretas da Tradição do Rio Grande, que se utilizam das estruturas do MTG Brasileiro com outros fins que não os culturais, morais, sociais e filosóficos, próprios da Carta de Princípios, dos Estatutos e Regulamentos do Tradicionalismo; nem temos fins lucrativos, como não deve ter nenhuma Entidade Tradicionalista Gaúcha filiada ao MTG Brasileiro organizado, conforme suas disposições estatutárias; nem vivemos da Tradição dos Gaúchos Campeiros do Rio Grande nem dos cargos do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro; lutamos é pela preservação da nossa antiga Tradição Regional, o que muitos, com essa mesma responsabilidade, não o fazem; 3) com relação à alegação de que o nosso espaço não possui um número de telefone para contato, respondemos que o correio eletrônico, por ser muito mais barato, é o nosso meio de comunicação que melhor atende aos nossos visitantes, alguns deles de fora do país; e, ainda, que o sítio Bombacha Larga dispõe mais de um canal para esse fim; 4) sabemos bem quais os motivos que levam certos MTGs e Entidades Tradicionalistas a não disponibilizarem, ainda, ao público em geral, um endereço eletrônico na Internet; esperamos que o CTG Júlio de Castilhos não compactue dos mesmos motivos, ocultando os seus desvios de finalidade cultural, e passe a revelar o nome das Bandas e dos Artistas Tradicionalistas que tocam nos seus Eventos Culturais. E a propósito, não consta das diretrizes do MTG/RS para o uso da Pilcha Gaúcha Sul-rio-grandense as camisas de cores fortes, azulão, vermelho, verdão, amarelão, pretas, ou de outras cores berrantes; nem consta da Pilcha Campeira Tradicional do Rio Grande, para Rodeios, a boina da grife, o boné, a cinta; nem os lenços estampados, de cores escuras, virados, escondidos, e sem o comprimento indicado naquelas normas tradicionalistas gaúchas; nem as batas verde-limão, laranjas e de outras cores incompatíveis com a antiga Tradição Regional dos Gaúchos Interioranos do Pampa do Rio Grande do Sul, como se controle algum pudesse haver por parte daqueles que trabalham na cancha de provas (a qual não é arena!) sem a utilização dessas impropriedades tradicionalistas; como se acessórios como esses fossem necessários para que o peão e sua equipe pudessem vir a ser identificados. Tais importações dos ambientes dos leilões comerciais, em nada Tradicionalistas, afrontam o Jeito Tradicional de Viver dos Antigos Pampeanos do Sul do Brasil, a sua maneira sóbria de vestir, o seu recato nas cores da sua indumentária, fartamente registrado nos estudos do Folclore Sul-rio-grandense e na bibliografia em geral; o Centro de Tradições Gaúchas Júlio de Castilhos, assim como o próprio MTG/RS, deve responder por suas inobservâncias regulamentares, suas incoerências regionalista-tradicionais sul-rio-grandenses, suas impropriedades culturais tradicionalistas praticadas, mesmo que tão somente pela cobrança dos verdadeiros proprietários dessa Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense, há muito explorada, corrompida, desnaturada na sua essência por interesses mercadistas e eleitoreiros; 5) e, por fim, queremos dizer ao prezado Tradicionalista senhor Franklin que caberá aos nossos visitantes sopesar as informações prestadas por este espaço cultural tradicionalista gaúcho, avaliá-las e aceitá-las ou não como fidedignas; se as perguntas formuladas na publicação do dia do início do Rodeio Crioulo Estadual do CTG Júlio de Castilhos, 8 de fevereiro de 2008, no nosso espaço Notícias, foram ou não devidamente respondidas, ou seja, se houve ou não a devida revelação pública dos “shows” realizados no 36º Rodeio Crioulo do referido CTG e quais os artistas tradicionalistas que deles participaram; se, no caso de ter ocorrido tal divulgação, se restou, ainda, alguma dúvida a respeito dos nomes das bandas e dos artistas gaúchos que se apresentaram naquele evento e no Fandango Tradicionalista Gaúcho do 36º Rodeio Crioulo Estadual do Centro de Tradições Gaúchas Júlio de Castilhos; enfim, se o CTG Júlio de Castilhos cumpriu os seus reais Fins Culturais de Entidade Tradicionalista Gaúcha vinculada ao MTG do RS, e observou, nas ações de culto, defesa, cultivo, zelo, preservação, retransmissão e correta divulgação de um Evento da Antiga Tradição dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul, as Diretrizes orientadoras do MTG Brasileiro organizado, a que está institucional, cultural e moralmente submetido; serão eles, os nossos prezados visitantes, que irão deduzir os verdadeiros motivos que levam o Centro de Tradições da cidade do Papa Verde do Positivismo Gaúcho, Júlio de Castihos, a não possuir, até a presente data, um sítio na Internet e a ocultar, prévia e ulteriormente, as informações referentes às Bandas e aos Artistas Gaúchos Tradicionalistas contratados para aquele seu Evento Tradicionalista Gaúcho. Com as Saudações Tradicionalistas, enviamos a todos os prezados articulistas um cinchado quebracostelas! Atenciosamente, José Itajaú Oleques Teixeira – BOMBACHA LARGA: na luta pela preservação das autênticas Tradições do Povo Gaúcho Sul-brasileiro! ONTGB - Observatório Nacional do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro: o Mangrulho da Tradição dos Gaúchos Campeiros do Rio Grande do Sul!

Prezados visitantes! A quem interessar possa, estamos disponibilizando abaixo alguns endereços eletrônicos relacionados com o teor da matéria acima publicada: 

Sítio GALERAnaNet - PROGRAMAÇÃO DO 36º RODEIO CRIOULO ESTADUAL DO CTG JÚLIO DE CASTILHOS, DA CIDADE DE JÚLIO DE CASTILHOS-RS:
http://www.galerananet.com.br/site/default.php?mod=noticias&id=859

Sítio GALERAnaNet – FOTOS DO PENÚLTIMO DIA – 9, SÁBADO - DO 36º RODEIO CRIOULO ESTADUAL DO CTG JÚLIO DE CASTILHOS, DA CIDADE DE JÚLIO DE CASTILHOS-RS:
http://www.galerananet.com.br/site/agitos.php?mod=agitos&id=636&pag=18

Sítio GALERAnaNet – FOTOS DO ÚLTIMO DIA – 10, DOMINGO - DO 36º RODEIO CRIOULO ESTADUAL DO CTG JÚLIO DE CASTILHOS, DA CIDADE DE JÚLIO DE CASTILHOS-RS:
http://www.galerananet.com.br/site/agitos.php?mod=agitos&id=638&pag=61

Sítio do MTG/RS – CARTA DE PRINCÍPIOS:
http://www.mtg.org.br/cartadeprincipios.html

Sítio do MTG/RS – DIRETRIZES PARA O USO DA PILCHA GAÚCHA EM ATIVIDADES ARTÍSTICAS E SOCIAIS, E ATIVIDADES CAMPEIRAS:
http://www.mtg.org.br/folclore/DIRETRIZES2009_PILCHAS-final.doc

Sítio do MTG/RS – REGULAMENTO CAMPEIRO E REGRAS PARA INDUMENTÁRIA E APEROS:
http://www.mtg.org.br/documentos/RegulamentoCampeiroJAN2009.pdf

BLOG DO MTG/RS – ENTREVISTA COM PAULO GUIMARÃES, A RESPEITO DA IMPORTÂNCIA DA INSERÇÃO DAS ENTIDADES TRADICIONALISTAS GAÚCHAS NA INTERNET:
http://wp.clicrbs.com.br/mtg/2008/01/10/entrevista-paulo-guimaraes/

 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
03/10/2011 22:10:19 patrique - julio de castilhos / RS - Brasil
Belo texto. Bem feito. Parabéns!
Sítio: *****
04/06/2008 10:23:23 leandra padilha vieira - julio de castilhos / RS - Brasil
Em minha opinião os rodeios de julio de castilhos são um dos mais organizados do sul do país!!!!!!! O orgulho de ter JANINE APPEL como ex primeira prenda nos enche de emoção e satisfação,pois foi um titulo inedito!!!!! para á 39 região meus parabéns e tudo de bom!!!! OBRIGADA
Sítio: *****
14/05/2008 14:42:29 Ivan - Curitiba / PR - Brasil
Faz muito tempo que o CTG Júlio de Castilhos não é mais o mesmo. Que esperar, quando a falta de acesso e a total impropriedade se alojam dentro do coração da Tradição? Lamentável!
Sítio: *****
28/02/2008 23:23:50 José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF - Brasil
Prezado(a) alguém. Embora a manifestação de pensamento seja livre, por disposição constitucional, o anonimato ainda é vedado no Brasil (Inc. IV do art. 5. da CF). Portanto, em respeito aos demais visitantes que se identificam ao participarem deste espaço cultural tradicionalista gaúcho, deveríamos deletar o teu comentário. Entretanto, excepcionalmente, desta vez iremos respondê-lo com o fim de elucidar alguns aspectos pertinentes ao caso comentado, os quais julgamos necessários para o completo entendimento dos prezados visitantes deste sítio. Assim, respondemos-te: 1) em momento algum afirmamos que o Rodeio do CTG Júlio de Castilhos não é um dos mais organizados e respeitados do centro do Estado do RS; 2) qualquer cidadão brasileiro, tradicionalista ou não, na condição de detentor da Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense, pela herança que recebeu dos Antepassados Gaúchos do Pampa Sul-brasileiro, tem todo o direito de fazer a crítica construtiva que julgar necessária a qualquer órgão ou entidade do Tradicionalismo, para o bem da preservação, do culto, da retransmissão, da correta divulgação e da moralização dos usos e costumes tradicionais autênticos dos Antigos Gaúchos Pampeanos do Sul do Brasil, desse rico e antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul. Portanto, o que não fica bem é uma Entidade Tradicionalista não disponibilizar os meios mínimos para que qualquer um dos Herdeiros da Tradição Gaúcha do Rio Grande possa realizar um contato com um dos Santuários da Antiga Tradição dos Campeiros Sul-rio-grandenses, como deve ser qualquer Centro de Tradições Gaúchas ou Entidade Cultural do MTG Brasileiro; 3) deixar de divulgar antecipadamente a programação de um Evento do Tradicionalismo, com as informações pertinentes a todas as atividades a serem realizadas em um Rodeio Crioulo da Tradição do Rio Grande do Sul, não nos parece ser a melhor conduta de quem está cultuando, defendendo, preservando, retransmitindo, adequadamente divulgando e bem representando a Tradição Gaúcha pertencente ao Estado Sulino, aos Sul-rio-grandenses, ao Brasil e a todo o Povo Brasileiro; contudo, até hoje não conseguimos saber quem tocou no baile do Rodeio e quais os artistas que se apresentaram nos "shows", pois essas informações foram sonegadas do público em geral naquela programação publicada na Internet, já no dia de início do evento; 4) e, ainda, por meio das fotos divulgadas na Internet, contestamos, também, alguns casos aonde o "tradicionalismo" do evento realizado pelo teu CTG esteve em desacordo com as diretrizes do MTG/RS, ao qual o mesmo encontra-se filiado; são camisas vermelhas, pretas, boinas não tradicionais, calças justas, coletes texanos; e a indumentária tradicional da mulher gaúcha tradicionalista praticamente ausente nos trajes das tradicionalistas presentes; ou seja, estas são críticas construtivas realizadas com o fim de que a nossa Antiga Tradição Gaúcha do Rio Grande venha a ser mais respeitada dentro de um Centro de Tradições Gauchescas Sul-rio-grandenses, entidade criada justamete para esse Fim Cultural, com orientações para isso e com Filosofia de Atuação Tradicionalista a observar e cumprir; 5) não queremos crer que aquele evento tenha servido apenas para atender aos interesses comerciais de uns e político-eleitoreiros de outros, pois isso seria um outro grande desvio da finalidade principal de uma Entidade Tradicionalista Gaúcha do Tradicionalismo, a qual deve ter a Carta de Princípios do MTG Brasileiro afixada na sua porta principal, para que essas explorações nunca venham a ocorrer no seu interior. Esperamos que isso não tenha acontecido e que não venha a acontecer no CTG da Primeira Prenda do Rio Grande do Sul, pois essas seriam graves incoerências regionalista-tradicionais sul-rio-grandenses e criminosas impropriedades tradicionalistas gaúchas brasileiras. Com as Saudações Tradicionalistas segue um quebracostelas a esse(a) prezado(a) Vivente!
Sítio: http://www.bombachalarga.com.br
28/02/2008 08:32:09 algúém - SANTA MARIA / RS - Brasil
Me desculpe, mas o rodeio do CTG JÚLIO DE CASTILHOS é um dos mais organizados e respeitados do centro co estado, a inveja é uma praga mesmo, vão fazer outro tipo de coisa, pois isso que vcs escreveram não ficou nada bem para vcs mesmos!
Sítio: *****
23/02/2008 00:03:14 celso daniel streda ribeiro - POA / RS - Brasil
Tchê, boa noite! Tava dando um voltiada, e lendo aqui, abrindo ali, encotrei a tua página. Tudo o que tu falou ai em cima tá 100% correto. Sou Patrão do CTG Roda de Chimarrão, aqui de POA. Tenho uma loja, onde tenho um jornal, e neste jornal tenho uma coluna chamada Enquanto a Chaleira Chia, que fala bem isso ai e muito mais, em edições anteriores, que poderão ser vistas em www.casadocachorro.com.br. Para acessá-lo, clicar em Novo Di-Cão. Nosso Movimento Tradicionalista Gaúcho, pessoa jurídica, tá falido. E com o tempo vai ficar só em DVD. Imagina, em pleno século 21. É só dar uma olhada no site do MTG e da 1a Região Tradicionalista: uma vergonha! No más, é isto! Um abraço!
Sítio: www.ctgrodadechimarrao.com.br
Listados 6 Comentários!
Untitled Document