Usuário:
 
  Senha:
 
 

Walther Morais:
Coração Italiano

 

21/02/2008 11:47:22
UMA VEZ IMIGRANTES: PARA SEMPRE BRASILEIROS!
 
Soberanas da 29ª Festa da Uva de Caxias do Sul!
............................................................................

Uma vez imigrantes: para sempre brasileiros. Uma vez gaúchos brasileiros: para sempre o devido respeito à autenticidade da antiga Tradição dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. A Festa da Uva 2008, de Caxias do Sul-RS, teve início na data de 21 de fevereiro e prolongou-se por mais dezessete dias, até o dia 9 de março. A cidade Pérola das Colônias, desde o ano de 1931, promove os festejos em homenagem ao seu produto-símbolo: a uva. E em 1932 já organizava o Corso Alegórico, desfile que revela usos e costumes dos imigrantes chegados a partir de 1875 e oriundos, na sua grande maioria, da região do Vêneto, Itália. Na extensa programação da Festa Nacional da Uva 2008 estiveram apresentando-se no palco principal, dentre outros, os seguintes artistas: Show Nacional Bruno e Marrone (22 – 6ª Feira, 22:30h); Tchê Garotos, Os Bertussi (23 – Sábado, 20:30h e 22:00h); Tchê Chaleira, Os Serranos, Os Campeiros (24 - Domingo, a partir das 14h); Mano Lima (25 - 2ª Feira, 20:00h), Walther Moraes (25 - 2ª Feira, 21:30h); Festchê (26 - 3ª Feira, 22:00h); Show Nacional Chimarruts (27 - 4ª Feira, 22:30h); Show Nacional Papas da Língua (28 - 5ª Feira, 22:30h); Show Nacional Tradição (29 - 6ª Feira, 22:30h); Show Nacional Revelação (1º - Sábado, 22:30h); Os Tiranos, Tchê Guri, Os Galponeiros (2 - Domingo, 19, 20:30 e 22:00h); Show Nacional de Humor Jair Kobe ( 3 - 2ª Feira, 21h); Bandas Cinzentos, Kajal, Apocalipse (4 - 3ª Feira, 19h, 20:30h e 22h); Show Nacional Wando (5 - 4ª Feira, 22;30h); Show Nacional Ana Carolina (6 - 5ª Feira, 22:30h); Show Nacional Daniel (7 – 6ª Feira, 22:30h); Show Nacional Alcione (8 – Sábado, 22h); Alma Serrana, Tchê Barbaridade, Rio Negro e Solimões, Claus e Vanessa, Show Délcio Tavares (9 – Domingo, a partir das 13:30h e 20h). Nota-se que os interesses do mercado musical encontraram-se bem presentes nesse evento regional, mas nem tão regionalista assim, do Rio Grande do Sul. Contudo, em sendo uma festa promovida por uma empresa privada controlada majoritariamente pela prefeitura de Caxias do Sul, sem dúvida que a Festa da Uva pode levar para seus palcos todas as tendências musicais e atender a todos os gostos populares, com os naturais e sempre presentes dividendos político-partidários, especialmente nos anos eleitorais. O que é de se lamentar é que a Cultura Regionalista-tradicional Gaúcha Sul-rio-grandense, como há muito ocorre, esteve, outra vez, sendo repassada para turistas, nacionais e estrangeiros, de forma deturpada. Alguns Artistas e Grupos Musicais Gaúchos, na verdade só Sul-rio-grandenses ou Brasileiros, com indumentárias e músicas não condizentes com a verdadeira e antiga Tradição Regional do Rio Grande do Sul, novamente estiveram fraudando algumas consciências e lesando o antigo Patrimônio Sociológico-tradicional do Estado do Rio Grande do Sul e, também, a Identidade Cultural Regionalista do Povo Gaúcho Sul-brasileiro. Alguns, utilizando-se de nomes típicos como Tchê e Tradição, estiveram, mais uma vez, induzindo a erro os que pensaram se tratar seus estilos mercadistas da autêntica Tradição do Estado do Rio Grande do Sul; que a Tradição dos Antigos Gaúchos Interioranos do Pampa do Rio Grande comporta os trajes modistas que vestem, os conteúdos chulos de suas composições, a mistura de ritmos e os estranhos compassos que executam; que o mostrado por eles representa a Cultura Regionalista-tradicional dos Gaúchos do Sul do Brasil. Se os italianos, uma vez imigrantes, tornaram-se para sempre brasileiros, que esses músicos, artistas e grupos musicais gaúchos, os quais, na verdade, são apenas sul-rio-grandenses ou brasileiros exploradores da Cultura Gaúcha Sul-rio-grandense, nesse e em outros eventos venham a ser verdadeiramente gaúchos nas indumentárias que vestem e nas músicas que tocam. Que eles deixem de agir como estelionatários culturais, para tornarem-se cultivadores da Herança Cultural Regionalista-tradicional recebida pelo Povo Gaúcho Brasileiro. Que passem a ser fiéis representantes desse Bem Público composto pelos antigos usos e costumes tradicionais dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul. Que eles adequadamente divulguem esse antigo Patrimônio Sociológico-tradicional Sul-rio-grandense protegido por lei e a exigir de todos - inclusive dos organizadores desses eventos culturais regionalistas sul-rio-grandenses, especialmente dos que exploram a Cultura Gaúcha do Estado Garrão-sul do Brasil unicamente com fins econômico-financeiros e comerciais, e, também, dos órgãos político-administrativos que sediam, promovem e financiam com recursos do povo brasileiro tais eventos -, o devido respeito à antiga e verdadeira Tradição do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul!  

VEJAS O CONVITE PARA A FESTA DA UVA 2012: http://www.festanacionaldauva.com.br/2012/

 

 

 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
21/02/2012 11:06:04 José Itajaú Oleques Teixeira - Brasília / DF - Brasil
Infelizmente, outra vez, turistas e visitantes verão na Festa da Uva a "caricatura de gaúcho" do tal Guri de Uruguaiana. Outra vez ver-se-á um Bem Público Brasileiro sendo desprestigiado, ao que tudo indica, em prol do mercado musical e seus artistas "gaúchos" despilchados, estrangeiros, e seus modismos urbanos, atuais, importados, com o esculacho de seu formador: o antigo, sério, franco, honesto, gaúcho campeiro do Pampa Sul-brasileiro. Entretanto, a Cultura Regionalista-tradicional - Gaúcha - do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul não deveria ser, assim, explorada, desmoralizada, corrompida por interesses pessoais, econômico-financeiros, comerciais, pois esse é um Patrimônio Cultural do Estado do RS, dos Sul-rio-grandenses, do Brasil e de todo o Povo Brasileiro. Portanto, a Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Estado Sulino e os seus demais e antigos usos e costumes regionalista-tradicionais devem - ou deveriam - ser sempre enaltecidos, honrados, dignificados, e não explorados, de forma burlesca, como há muito o fazem certos "Gaúchos do Rio Grande" e os organizadores desses Eventos "Regionais" Públicos, como é a Festa da Uva de Caxias do Sul!
Sítio: http://www.bombachalarga.org
Listado 1 Comentário!
Untitled Document