Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Caciques:
Cantando pra Adelar Bertussi

 

25/04/2008 10:41:44
IRMÃOS BERTUSSI: PALANQUES DA TRADIÇÃO MUSICAL DO RS!
 
Adelar Bertussi, na Semana Farroupilha 2007 de Caxias do Sul!
............................................................................

O grande artista gaúcho sul-rio-grandense Adelar Bertussi merece todas as homenagens do Povo do Estado do Rio Grande do Sul e dos demais Estados da Região Sul do Brasil. Junto ao seu falecido irmão Honeyde Bertussi, Adelar muito contribuiu para a afirmação da música regionalista-tradicional gaúcha sul-brasileira e a divulgação do Bugio, um ritmo genuíno do Rio Grande, ao gravá-lo em disco pela primeira vez em 1955, com a composição musical intitulada Casamento da Doralícia. Foi desde o ano de 1950 que Adelar passou a fazer dupla com seu irmão Honeyde e a construir uma estrada de sucessos na música gaúcha sul-rio-grandense. Em 1955 ambos já se apresentavam no Rio de Janeiro, chamando a atenção do centro do país. Gravando pela Continental, lançaram um LP com as canções Nordeste Gaúcho, O Tropeiro, Coração Gaúcho e Viva São Jorge. Mais tarde, em 1960, gravaram, dentre outros, o LP Passeando pelos Pagos, pela RCA. Em 1990 surge Os Bertussi: Adelar Bertussi e seu grupo. Homenagear em vida esse grande ícone da música regionaista-tradicional gaúcha sul-rio-grandense é um dever do Estado Sulino, dos Sul-rio-grandenses, de nosso país e de todo o Povo do Brasil, especialmente os Tradicionalistas Gaúchos Brasileiros. É com toda a justiça, portanto, que a Associação Pró-Desenvolvimento de Criúva - a Terra Natal de Adelar e Honeyde -, com o apoio da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul-RS, inaugurou o Memorial Irmãos Bertussi, em São Jorge da Mulada, naquele Distrito de Criúva. Conforme Paulo Bertussi, filho de Honeyde e o arquiteto criador do memorial, a construção do monumento dar-se-á em etapas. Na primeira, o monumento propriamente dito foi construído em uma coxilha, em frente à sede da fazenda onde nasceram Honeyde e Adelar. As cinco plataformas terão inscrições na pedra, que contam as diversas fases da trajetória musical da Família Bertussi. Na principal - e última -, observa-se a estátua dos Irmãos Bertussi e um obelisco com 20 metros de altura, simbolizando o verdadeiro marco que representou a dupla na história da música gaúcha sul-brasileira. Na segunda etapa, na sede da fazenda - em processo de tombamento pelo Patrimônio Histórico -, será instalado o memorial com toda a documentação da trajetória musical da dupla, incluindo a exposição de fotos, vídeos, discos, DVDs, cartazes, partituras, recortes de jornal, correspondências, contratos, medalhas e troféus. O memorial completo terá estacionamento, sanitários e iluminação especial. Cada plataforma também servirá de mirante independente, além de local de relaxamento e apreciação da natureza. Adelar Bertussi e seu falecido irmão Honeyde receberam, na sua Terra Natal, mais um justo reconhecimento, que as comunidades de Criúva, de São Jorge da Mulada e de Caxias do Sul lhes prestaram. Aos 57 anos de vida artística do nosso grande gaiteiro gaúcho Adelar Bertussi, esse verdadeiro Palanque da Tradição Musical dos Gaúchos Sul-rio-grandenses, e seu sempre lembrado irmão Honeyde, receberam as devidas homenagens e os sentimentos de gratidão de todo o Povo Gaúcho Brasileiro, pela imensa e valiosa contribuição prestada à Cultura Musical Gaúcha do Rio Grande do Sul. A estrada de Adelar Bertussi, ao contrário do que diz o teor da composição O Tempo e a Vida, de autoria da dupla, foi percorrida com maestria e inteligência; e a sua alma fez sorrir a todos nós. Feliz é Adelar Bertussi, que vive a cantar; e todos nós, por termos o grande privilégio de vê-lo e ouvi-lo. O tempo, este nunca apagará a passagem terrena do grande artista serrano Adelar Bertussi, dileto acordionista e um Palanque da Tradição Musical do Rio Grande, nesta sua campereada pelas coxilhas do seu querido Rincão Gaúcho. E se o tempo e a vida, um dia passam e vão embora para todos nós, aquele nem tudo apaga nem tudo, também, destrói. Adelar Bertussi é um grande patrimônio da música gaúcha sul-rio-grandense e merece todas as homenagens que o Povo Gaúcho Brasileiro lhe presta, hoje, em vida. Mais tarde, e bem mais tarde, se o Patrão Velho lá das Alturas assim nos permitir, quando Adelar Bertussi for chamado para tocar nos bailes de ramada da grande Estância Celeste, não faltarão, aqui no mundo terreno, gaúchos de verdade - e com sangue de gaúcho - que enalteçam o compasso e o ritmo fandangueiro que ele, junto ao seu irmão Honeyde, levou à Música Tradicional dos Gaúchos Sul-brasileiros. Continues, Adelar Bertussi, a abrilhantar os eventos tradicionalistas e a encantar as platéias gaúchas com tua voz e tua gaita, pois o Rio Grande do Sul está por demais precisado da tua força e do teu espírito regional-nativista gaúcho sul-brasileiro. Obrigado por tudo o que fizeste e ainda farás pela tua Terra, que é linda e cheira a alecrim: pela música do teu querido Pago Sulino, que é o Grande Rio Grande do Sul! Parabéns Honeyde! Parabéns Adelar! Parabéns Família Bertussi! Parabéns São Jorge da Mulada, Criúva, Caxias do Sul, pela inauguração do regional e eterno Memorial Irmãos Bertussi!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
25/04/2010 08:38:52 Paulo Artur Rodrigues - Passo Fundo / RS - Brasil
Muito bom saber da existência de um sítio de estirpe à altura da nossa formação, cá no Rio Grande. Parabéns! Mas tem um porém, muito particular, meu - tento há algum tempo, conseguir a poesia declamada pelos Teatinos(?) "Contrabando", cuja letra encontrei em vossas páginas... fala-me da situação de pai e da minha (implícita) função, quando na ativa.
Sítio: *****
25/04/2010 01:18:02 Heloizio Barbosa de Arruda - Guarulhos / SP - Brasil
Tenho grande admiração pela cultura do Estado do Rio Grande do Sul, suas músicas, vestimentas e tradições. E quero salientar também o passado histórico do Rio Grande. Visitei o Rio Grande algumas vezes e, a cada dia, fico tentado largar essa correria de São Paulo e saber o que é viver em paz no Rio Grande. Meus respeitos a esse grande Estado e, principalmente, ao seu povo.
Sítio: *****
25/04/2009 12:42:53 JUAREZ ZAIAS - NEWARK, NOVA JERSEY - USA / PR - Estados Unidos
Já faz mais de 30 anos, nos meus tempos de guri, no rincão Paranaense, o lugar onde nasci, eu ganhei uma vitrola, foi meu pai quem deu pra mim; encilhei o meu petiço e me bandiei lá pra Irati. Um disco dos Irmãos Bertussi eu comprei, pra ouvir. Na capa trazia a estampa da dupla que conheci. Um já se foi, o outro está aqui. Nunca mais eu esqueci o Honeyde e o Adelar. Com seus discos de vinil encantaram meu Brasil, do Oiapoque ao Chuí. Dedico estes versos àqueles que encantaram a minha vida de guri: os Irmãos Bertussi. JUAREZ ZAIAS, NOVA JERSEY-USA.
Sítio: http://WWW.CTGNJ.COM
04/07/2008 09:28:56 eliane - jandira / SP - Brasil
Gaúcha adotada por natureza, com muita vontade de conhecer o Sul: Querência Amada herdeira da Pampa Pobre, feliz por natureza. Gostaria imensamente de fazer parte do Fã Clube de Os Bertussi!
Sítio: *****
30/06/2008 20:58:41 joão luis soares brittes - santo ângelo / SE - Brasil
Inesquecíveis!
Sítio: *****
25/04/2008 21:52:53 Diva Portella Bandeira - Vargem Bonita / SC - Brasil
Sempre fui fã dos Bertussi. É tradicão dos Portella e dos Bandeira. Abraços!
Sítio: *****
Listados 6 Comentários!
Untitled Document