Usuário:
 
  Senha:
 
 

Baitaca:
No meio dos Quatro Ventos

 

25/05/2008 09:34:04
PELA DEFESA DA SINA DE TRADICIONALISTA GAÚCHO BRASILEIRO!
 
Tradicionalismo não é modismo, mercadismo, pessoalismo,
mas culto, defesa, preservação e correta divulgação das autênticas
Tradições dos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Nos dias de hoje, muitos acham que basta vestir uma pilcha para serem considerados Tradicionalistas Gaúchos. Alguns, infelizmente, até conseguem enganar muita gente; vestem uma pilcha, como pele de cordeiro, e com um discurso pretensamente tradicionalista invadem o galpão e os cargos diretivos das Entidades Culturais do Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro. Acolherados com outras matilhas de aproveitadores, os calaveras vão dilapidando a rica Cultura Regional dos Gaúchos Sul-rio-grandenses. Esses oportunistas contam, ainda, com o descaso de outros tradicionalistas sérios, os quais sabem muito bem que aquilo que o pseudopatrão quer fazer ou está fazendo não pertence à antiga Tradição dos Gaúchos Campeiros do Sul do Brasil. Nas suas humildades, muitos ficam calados e deixam que o Patrimônio Cultural herdado dos antepassados, pelo Povo Gaúcho Sul-brasileiro, seja pisoteado e comercializado pelos vendilhões do sagrado Galpão de Estância do Rio Grande do Sul. Pensam que é melhor ficarem quietos do que arrumar inimizade dentro do Centro de Tradições Gaúchas. E eu lhes digo: suas indiferenças poderão custar muito caro para o MTG Brasileiro organizado. Talvez, no futuro, seus filhos nem venham a conhecer, na essência, a antiga, regional e campeira Tradição do Rio Grande do Sul, e o autêntico Movimento Tradicionalista Gaúcho Brasileiro, por conta desses seus descasos diante das atitudes moderninhas que os assassinos culturais levam para os eventos do CTG, tais como: contratação de bandas comprometidas com o Movimento Tchê; de grupos que sobem no palco vestidos como roqueiros; da importação de bandas de forró para eventos tradicionalistas gaúchos. E a tendência é aumentarem essas incoerências culturais tradicionalistas, caso o verdadeiro Tradicionalista Gaúcho continue calado. É bom que os oportunistas se lembrem de que Tradicionalismo não combina com modismo. Quem tem a sina de Tradicionalista Gaúcho e o sangue dos Heróis Farroupilhas, que permita que este ferva em suas veias e proteste, que não se cale! E diante de tudo isso, os Coordenadores Regionais do MTG podem ser considerados os grandes culpados por todas essas impropriedades tradicionalistas, frente ao descaso com que desempenham suas funções de fiscalizar e abalizar os Eventos do Tradicionalismo Gaúcho Brasileiro. Por estarem mais próximos das entidades filiadas, são eles os guardiões que deveriam empunhar a lança dos princípios tradicionalistas e evitar as práticas de tais crimes culturais. Eles são os braços, os tentáculos dos MTGs; os elos de ligação entre os CTGs e a Entidade Tradicionalista Federativa. Dia desses, ao conversar com um Coordenador Regional ele me confidenciou estar feliz com uma matéria publicada, a qual criticava a Patronagem de um CTG, por ter ela transformado a sede da entidade em uma verdadeira boate, em virtude dos seus eventos estarem resumidos ao vuco-vuco. Disse-me, também, que nada poderia fazer, porque era amigo do Patrão daquele CTG e que, no fundo, ele era uma pessoa muito boa! É de se perguntar: mas boa para quem? Para o Tradicionalismo Gaúcho é que não é! E coordenadores dessa estampa bons é que também não são; precisam é deixar o cargo e, talvez, com a consciência mais tranquila, tomar um chimarrão com o Patrão, seu compadre! O que não pode é ficar feito matungo, atrapalhando o andar da tropilha. Nos CTGs a tradição deve, acima de tudo, ser preservada, retransmitida e defendida por todos os que têm nas veias a sina, o destino de Tradicionalista Gaúcho Brasileiro; por todos aqueles, que além de vestirem a tradicional e Oficial Pilcha Gaúcha do Estado do Rio Grande do Sul, também honram a autêntica, a antiga Tradição dos Gaúchos Campeiros do Pampa Sul-rio-grandense! (do colaborador e Mangrulho do ONTGB na região Sul do Brasil, Ademir Canabarro: um Missioneiro!) 

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document