Usuário:
 
  Senha:
 
 

Iedo Silva:
Lida Campeira

 

10/07/2008 17:31:57
RODEIO CRIOULO GAÚCHO É TRADIÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL!
 
Tradição Gaúcha Brasileira: usos e costumes regionalista-tradicionais
dos Antepassados Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Que tipo de provas os Rodeios Gaúchos Crioulos do Rio Grande do Sul devem conter? As relativas às práticas campeiras compatíveis com as antigas Tradições dos Antepassados do Pampa Sul-brasileiro ou toda e qualquer prova em que se desenvolva a habilidade do campeiro e o desempenho do animal? Para que possamos responder a essas questões é preciso que antes analisemos a Lei Nr 11.719, de 07.01.2002, que instituiu oficialmente o Rodeio Crioulo Gaúcho como um dos componentes da Cultura Popular Sul-Rio-grandense. Originada do Projeto de Lei Nr 153/2001, de propositura do Deputado Estadual Osmar Severo, a referida norma legal trazia no Parágrafo Único de seu Art. 1º o seguinte teor: “Parágrafo Único – Entende-se como rodeio crioulo o evento no qual se desenvolve a prática e a demonstração de atividades do gaúcho, compatíveis com as suas tradições e folclore, sejam de cunho campeiro, artístico ou desportivo”. Quatro anos e meio mais tarde o citado dispositivo legal foi alterado pela Lei Nr. 12.567, de 13.07.2006, a chamada Lei de Proteção dos Animais de Rodeios Crioulos, oriunda de outro PL apresentado pelo mesmo parlamentar sul-rio-grandense, e tramitado com o Nr. 78/2006. O novo texto do Parágrafo Único do Art. 1º da Lei Nr. 11.719, de 07.01.2002, veio a ampliar a caracterização do Rodeio Crioulo Gaúcho do RS e a deixar em aberto a possibilidade de inclusão de outras atividades campeiras, naquele evento cultural gaúcho sul-rio-grandense, com uma ressalva apenas: a de que aquelas devem ser típicas da Tradição Gaúcha Sul-brasileira. Assim o novo texto se refere ao Rodeio Gaúcho Crioulo do Rio Grande do Sul: “Parágrafo Único – Entende-se como rodeio crioulo o evento que envolve animais nas atividades de montaria, provas de laço, gineteadas, pealo, chasque, cura de terneiro, provas de rédeas e outras provas típicas da tradição gaúcha nas quais são avaliadas as habilidades do homem e o desempenho do animal”. Como se percebe, o novo dispositivo abre a possibilidade para que inúmeras outras provas possam ser incluídas nos Rodeios Gaúchos Crioulos da Antiga Tradição do Rio Grande do Sul. Entretanto, como a própria norma estipula, não basta que a habilidade do homem e o desempenho do animal sejam observados, há que ser a modalidade típica da Tradição Gaúcha Sul-rio-grandense. E esta, por uma questão de lógica formal, trata dos usos e dos costumes antigos, tradicionais, dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa Sul-brasileiro. Nesse aspecto, outras questões é de serem formuladas: poderiam fazer parte de um Rodeio Gaúcho Crioulo do Rio Grande as paleteadas, esbarradas e outras importações comerciais texanas oriundas do mercado de cavalos Freio de Ouro?  As modalidades comerciais das gineteadas importadas basto aberto, garupa sureña e outras, praticadas atualmente nos chamados Rodeios Gaúchos Universitários e outros estrategicamente nominados de Internacionais, Nacionais, do Mercosul, etc, poderiam ser exploradas nos Rodeios Crioulos da Tradição Regional Gaúcha do Estado do Rio Grande do Sul? As touradas, as gineteadas vacum e em carneiros, as mesas da amargura, as danças do cepo, as corridas de cachorros, os narradores de rodeio assertanejados, as Orações à Nossa Senhora Aparecida e outras importações dos Rodeos de Barretos seriam, igualmente, práticas típicas da antiga Tradição dos Gaúchos Sul-brasileiros, a tal ponto de serem desenvolvidas em um Rodeio Crioulo da Tradição do Rio Grande do Sul? A resposta é não! Nenhuma das modalidades citadas deve estar presente nos eventos do MTG Brasileiro e das suas Entidades Tradicionalistas filiadas, pois não são elas nem provas típicas nem práticas campeiras tradicionais dos Gaúchos do Pampa Sul-rio-grandense. Talvez o lobby crioulista dos mercados Freio de Ouro, Mercosur e Texa-coutry-sertanejo possam ter, eventualmente, atuado junto à referida alteração legislativa sul-rio-grandense, aproveitando-se da presença do tema politicamente correto da coibição dos maus tratos aos animais de Rodeios. Entretanto, nem o poder econômico-financeiro nem os mercadistas nem os políticos poderão tornar típicas da antiga Tradição dos Gaúchos Brasileiros as modalidades comerciais inventadas ou importadas de outras plagas. Dessa forma, as provas que deverão fazer parte dos Rodeios Gaúchos Crioulos da Antiga Tradição do Estado do Rio Grande do Sul não são aquelas que simplesmente envolvam animais nas amplas e irrestritas atividades de montaria ou nas modalidades de gineteadas que não a em pelo e tradicional do Rio Grandeou em outras incontáveis práticas campeiras importadas a partir de 1993, nas quais são avaliadas, com fins mais comerciais do que culturais, as habilidades do homem e a qualidade do desempenho do animal. As modalidades campeiras que devem integrar um Rodeio Crioulo da Tradição do Rio Grande devem ser aquelas típicas do Estado Sul-brasileiro, porquanto forjadas na Tradição dos Antigos Gaúchos Interioranos do Pampa Sul-rio-grandense, isto é, aquelas que representam os genuínos, os antigos usos e costumes tradicionais gaúchos sul-brasileiros repassados de pais para filhos, ao longo do tempo, de forma espontânea, contínua e preservada, desde a sua formação até os dias atuais; e não essas imposições comerciais que visam, indevidamente, em eventos do MTG Brasileiro organizado, vender cavalos - tanto os crioulos de toda a Sul-américa como os dos EUA e de outras plagas -, indumentárias urbanas, apetrechos alienígenas, provas comerciais de outras origens, músicas e estilos sem fronteiras, todos eles estranhos às autênticas, às antigas e regionais Tradições do Estado e do Povo Gaúcho do Rio Grande do Sul!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
13/04/2009 19:44:27 adeli junior - imbé / RS - Brasil
É aí que eu me refiro!!!
Sítio: *****
Listado 1 Comentário!
Untitled Document