Usuário:
 
  Senha:
 
 

José Cláudio Machado:
Motivos de Campo, de Gujo Teixeira,
João Fontoura e Marcello Caminha

 

02/04/2009 14:38:09
A TRADIÇÃO E O MODERNISMO!
 
A Tradição Gaúcha Brasileira não abarca os atuais modismos de mercado,
mas os motivos de campo dos antigos Gaúchos do Pampa do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Tradição e Modernismo são temas incompatíveis, inadmissíveis ambos no Tradicionalismo. As invenções do Modismo, impostas pelo Mercado unicamente interessado no comércio lucrativo, põem em grande perigo toda a Regional Riqueza, pois Tradição, por natureza, é o Patrimônio Antigo! Tradição é retransmissão do que é regionalista, ato conservadorista dos usos inatos do chão, dos costumes da região, do Patrimônio preservado, de pai pra filho repassado para as novas gerações; e não as deturpações próprias do Modernismo, que no Tradicionalismo são graves corrupções! Modernismo é a criação com outra filosofia, a inventar cenografia em nome da evolução, que ao mudar a Tradição - crime de lesa-cultura - desnatura a raiz pura pertencente aos pampeanos; e os resultados profanos dessa corrupta ação destroem sua Tradição, um dos Direitos Humanos! A Tradição é respeito à Sociologia Regional, ao que é tradicional, seu localizado feito, ao característico jeito e ao direito de um povo rejeitar o que é novo, para manter a essência, pra defender a coerência frente aos fins do Modernismo. Quem faz Tradicionalismo, faz Tradição da Querência! (PATRIMÔNIO ANTIGO, de José Itajaú Oleques Teixeira)

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
02/04/2009 15:23:58 José Itajaú Oleques Teixeira - Taguatinga / DF - Brasil
Com o fim de melhor elucidar, aos prezados visitantes deste espaço cultural tradicionalista gaúcho brasileiro, eventuais dúvidas a respeito do verdadeiro sentido da expressão Tradição Gaúcha do Rio Grande do Sul, esclarecemos que esta é o acervo regionalista-tradicional sul-rio-grandense composto dos antigos usos, costumes, ideias, doutrinas, símbolos, memórias, ritos, valores morais e históricos dos Antepassados Gaúchos Campeiros do Pampa Sul-brasileiro, cuja retransmissão contínua, espontânea e preservada fora feita, de pais para filhos, pelo tempo, desde a sua formação, repassados, por Tradição, para as novas e futuras gerações, sem qualquer tipo de alteração, como as atualmente advindas dos interesses comerciais dos mercados musical "comercial-nativista", "thesista-urbano", "crioulista-mercosurista" e "country-texa-sertanejo". Portanto, todo esse mercadismo pode representar os motivos econômico-financeiros, comerciais, político-eleitoreiros, mas não os Motivos de Campo dos Antigos Gaúchos Campeiros do Pampa do Rio Grande do Sul, forjadores da regional Tradição do Estado e do Povo do Estado Garrão-sul do Brasil naquele Núcleo da Formação Gaúcha Sul-rio-grandense. Assim, as citadas deturpações regionalista-tradicionais gaúchas sul-rio-grandenses podem ser consideradas tão somente Fraudes Tradicionais do Rio Grande do Sul, diante dos vícios motivados pelos interesses de lucro e de voto, e da falta de compromisso com a autenticidade desse antigo Patrimônio Sociológico-tradicional, pertencente ao Estado Sulino, aos Sul-rio-grandenses, ao Brasil e a todo o Povo Brasileiro!
Sítio: http://www.bombachalarga.org
Listado 1 Comentário!
Untitled Document