Usuário:
 
  Senha:
 
 

Pedro Ortaça:
De Guerreiro a Payador, de Vaine Darde e Pedro Ortaça

 

19/04/2011 11:38:48
VERDADEIROS HERÓIS DA PÁTRIA, PARABÉNS PELO DIA DO ÍNDIO!
 
Os verdadeiros Heróis da Pátria Brasil estão a pelear, diariamente,
por sua sobrevivência!
............................................................................

Dia do Índio é dia de relembrar o passado, enaltecer o legado e toda a galhardia do gentio que nutria zelo e amor febril pelo imenso Brasil. Eram os donos da terra; restou-lhes o que encerra o Dezenove de Abril! Protestos ao desrespeito, à desconsideração, à toda exploração do seu peculiar jeito, pois tudo o que é feito em seu nome é em vão; as riquezas de seu chão, seus heróis, sua memória, a sua real História é fruto de apropriação! Aos índios do Sul, pampeiros, formadores do gaúcho, que aguentaram o repuxo no Pago Sul-brasileiro demarcando o fronteiro limite sul-rio-grandense frente ao vizinho platense, fica a nossa gratidão pela miscigenação e a índole valente! É de se agradecer aos Minuanos, Charruas, que trançaram lanças, puas, para o Rio Grande nascer, além de nos fornecer no folclore, na tradição, a sua contribuição, seja no vocabulário como no ato agrário de um churrasco de chão! Ao nosso Povo Guarani, que hoje é brasileiro, desde o entreveiro ocorrido por ali, passando, a partir daí, a pertencer à nação que assumiu a região em mil oitocentos e um, gratos pelo sabor dum espumado chimarrão! E ao Herói Guarani José Sepé Tiaraju, que não era índio cru porque é desde guri instruído pelo pa’y pra chefiar sua nação, devemos exaltação, não como Herói do Brasil, mas como um índio viril cumpridor da sua missão! Pois em terras de Espanha a Companhia de Jesus fazia ali também jus à já histórica sanha de intentar na campanha da evangelização a conquista de um chão, com seu padre-militar ao Guarani explorar na busca por expansão! O Capitão Comandante, que não era brasileiro, foi Herói Missioneiro ao fazer o seu levante; leva seu povo adiante, com honra, fibra, entono, deixado no abandono pela Ordem de Assunção, e grita, de lança na mão: a minha terra tem dono! A força luso-espanhola, com tratado de fronteiras, avança suas fileiras e a parte sul assola; na resistência embola os guerreiros do capitão, o qual, numa incursão, no peito leva um lançaço, na cabeça um balaço: jaz um herói, morto no chão! É a partir de Caiboaté, São Gabriel, Sanga da Bica, que Sepé beatifica entre seus índios de fé; muito mais do que um pajé virou na literatura um símbolo, uma figura meio sobrenatural, um guerreiro angelical gravado em escultura! Mas o Herói Missioneiro, o Índio Santo Guarani, sairá de sua ibi, sem ser um sul-brasileiro, para ser o Primeiro Caudilho Rio-grandense, mesmo de área platense e não sendo brasileiro; no ato politiqueiro surge outra apropriação do símbolo duma nação pelo branco interesseiro! E como sempre o fez, Norte a Sul, Leste a Oeste, além da morte, da peste, levou-lhes a insensatez e a sua estupidez ao explorar seus valores, seus heróicos peleadores, a sua crença natural, perpetuando-lhes o mal na condição de senhores! Interesses do presente a explorar o passado; para nichos de mercado, turismo maledicente, romantizaram um ente, santificaram o mito, alteraram o seu fito, o registro cronológico; e com fim ideológico roubaram até o seu grito! Hoje, o índio guerreiro luta é por seu direito exigindo o respeito deste seu país inteiro, pois não é um estrangeiro a requerer outro chão; pede é melhor condição na vida que ele encerra na mata, campo e serra; que o desenvolvimento não sonegue o alimento aos donos de nossa terra! O Dia do Índio é dia também de se reparar, corrigir, retificar a deturpada História, oposta, contraditória, no Dezenove de Abril, desconcertando o ardil, elegendo os altaneiros, os reais, os verdadeiros Heróis da Pátria Brasil! (HERÓIS DA PÁTRIA, de José Itajaú Oleques Teixeira)

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document