Usuário:
 
  Senha:
 
 

Érlon Péricles, de Érlon Péricles e Duca Duarte:
Exaltando nossas riquezas - Música-tema da Semana Farroupilha 2012

 

17/09/2012 06:38:46
EXPONDO NOSSAS PENÚRIAS TRADICIONAIS!
 
Em nome dos turísticos espetáculos não se pode ferir de morte
a verdadeira e histórica indumentária sul-rio-grandense de 1835 e a atual
Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul!
............................................................................

Nossas riquezas tradicionais sul-rio-grandenses devem – ou deveriam - ser respeitadas na Semana Farroupilha, considerada a Maior Festa Popular do Rio Grande do Sul. Junto a outros aspectos tradicionais, antigos, dos gaúchos pampeanos sul-brasileiros, inclui-se o uso correto e regionalmente tradicional do Traje de Honra e de Uso Preferencial no Estado: a Pilcha Gaúcha Oficial do Rio Grande do Sul (Lei Nº 8.813/89). Esse é – ou deveria ser - um dever institucional e governamental, especialmente quando tais riquezas são exaltadas em homenagem e memória aos Heróis Farrapos (Lei RS Nº 8.715/88), na Data Magna do Estado do Rio Grande do Sul, 20 de Setembro (Art. 6º, parágrafo único, da Constituição Estadual do RS), e também no Dia do Gaúcho Brasileiro (Lei RS Nº 9.405/91). No entanto, o que há muito se vê nesses eventos regionais sul-rio-grandenses é o total desrespeito às previsões legais e culturais do Estado Sulino. Tais desvios regionalista-tradicionais explicam-se diante das ações da Nova Ordem Mundial e seus globalizados mercados sem fronteiras. (caso seja do teu interesse, leias o item MUDANDO POPULAÇÕES E ECONOMIAS – ARRANCANDO AS RAÍZES SOCIAIS no endereço eletrônico a seguir e saibas contra quem estamos peleando, e tires as tuas próprias conclusões: http://ensinamentos-das-pleiades.blogspot.com.br/2012/04/bomba-insider-revela-os-planos-da-nova.html?utm_source=BP_recent) Isso ocorre não só no Rio Grande, mas em todo o Brasil e em todo o mundo. Um exemplo dessa exploração deu-se recentemente na Capital Federal de nosso país, de vasta e diversificada riqueza cultural. Nas comemorações dos 50 anos de Brasília o que se viu no dia 21 de abril de 2010, na Esplanada dos Ministérios, foi uma Parada Disney com carros alegóricos maiores do que aqueles utilizados em Orlando, no Estado da Flórida/EUA. E no Rio Grande do Sul, nas importadas paradas da Semana Farroupilha, viu-se no Desfile Temático daquele mesmo ano a paleteada, uma prova importada em 1993 pelos comerciantes de cavalos do mercado Freio de Ouro. Em Santa Maria, também em 2010, firmando a estratégica e nefasta integração cultural, um caubói texano puxou o tradicionalista Desfile Farroupilha junto a centenas de cavaleiros sul-rio-grandenses, mas não gaúchos do Rio Grande, uniformizados com cores fortes, calças, cintas e chapéus desabados, em vez das genuínas bombachas, das tradicionais guaiacas sul-rio-grandenses e do terrúneo e autêntico chapéu gauchesco sul-rio-grandense. E perante esse bilionário mercado texano dos rodeos, o que se viu no dia 15 do presente mês e ano, no sustentável e tradicionalista Acampamento Farroupilha de Porto Alegre, novamente foi a Benção da Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira dos Vaqueiros de Barretos. O que se viu e ainda se verá na Capital de Todos os Gaúchos Brasileiros e no interior do Estado do Rio Grande do Sul, durante a Semana Farroupilha de 2012, serão as gineteadas comerciais com pilchas que nem de longe são da antiga, campeira e regional Tradição dos Gaúchos do Rio Grande; as mulheres cavaleiras, sul-rio-grandenses, masculinizadas pelos interesses comerciais da Nova Ordem Mundial, com alternativas indumentárias, chapéus e estilos texanos, mas não as Prendas Gaúchas trajadas com a Pilcha Feminina de Honra da verdadeira e antiga Tradição Gaúcha Brasileira, e sendo falsamente anunciadas, pelos locutores nas avenidas e pelos contratados intelectuais nas transmissões televisivas, como sendo as estancieiras do Rio Grande; serão os cavaleiros sul-rio-grandenses e suas posturas curvadas, prostradas diante das imposições comerciais dos globalizados mercados, com seus substituídos aperos, suas calças justas, seus chapéus chaparral, suas boinas importadas, suas cintas, guaicas porchetão freio de ouro, botas curtas, cores pretas, mercosuristas, e coloridos fortes, texanistas, com lenços de pescoço pretos, estampados, por fora da gola da camisa, virados, foclóricos, triangulares, exagerados, com os coletes e os estilos daqueles que financiam políticos e enfiam nas cabeças deles os seus chapéus countries, beneficiando-se de terceirizados desfiles em nome da Cultura Regional do Estado e do Povo do Rio Grande do Sul. Contudo, diante das citadas ilegalidades, das indevidas apropriações regionalista-tradicionais, da Corrupção Cultural desse Bem Público pertencente ao Estado do Rio Grande, ao Brasil e a todo o Povo Brasileiro, constituído também pela Pilcha Gaúcha Oficial e de Honra do Rio Grande do Sul, legalmente prevista nas Diretrizes do MTG Brasileiro, as riquezas tradicionais e a vigente legislação do Estado Garrão-sul do Brasil deveriam ser devida e efetivamente respeitadas, especialmente nessa que é considerada a Maior Festa Popular do Estado do Rio Grande do Sul: a Semana Farroupilha!

............................................................................
 
 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
NENHUM COMENTÁRIO ATÉ O PRESENTE MOMENTO!
Untitled Document