Usuário:
 
  Senha:
 
 

Jayme Caetano Braun:
Galpão Nativo

 

21/10/2008 09:56:19
O CHASQUE DA CBTG ÀS ENTIDADES TRADICIONALISTAS FILIADAS!
............................................................................
O referido Art. 12, do Estatuto Social da CBTG, prevê que "Os sócios da CBTG, em quaisquer das suas categorias, por infração a este Estatuto ou a quaisquer das suas normas complementares, estarão sujeitos às seguintes penalidades; I. Advertência reservada; II. Suspensão temporária". Diante da transformação de um grande número de Entidades Tradicionalistas Gaúchas em supostas empresas com suas inúmeras filiais por várias regiões, especialmente no MTG-SC, cujo número já atinge aproximadamente 2.500, mais que o dobro das Entidades Tradicionalistas do Rio Grande do Sul, muitas, também, supostamente usando de privilégios fiscais destinados aos eventos alusivos à cultura gaúcha sul-rio-grandense, e diante do poder econômico que essas supostas "empresas" representam, por meio de patrocínios de alguns setores suspeitos da prática de ilícitos de toda a ordem, advindos desses mercados que há muito invadiram, assaltaram e hoje dominam certas Entidades Culturais, perguntamos: 1) se a advertência foi ostensiva e não reservada, não seria o caso de a CBTG ter aplicado a sanção prevista no inciso II do referido art. 12, do seu Estatuto, ou seja, a suspensão temporária do MTG que tenha cometido qualquer infração ao seu Estatuto ou a quaisquer das suas normas complementares? 2) uma suspensão de um MTG corroído por tais interesses econômico-financeiros seria capaz de resolver o problema dessa exploração que vigora hoje em determinados setores do Tradicionalismo? Todos os integrantes e os ocupantes de cargos no Tradicionalismo deixariam de ser corrompidos nas suas "tradicionalistas" consciências, acaso fossem aplicadas, de forma efetiva, as penalidades regulamentares? 3) não seria melhor que os MTGs regionais desfiliassem as suas Entidades "Tradicionalistas" corrompidas, as quais poderiam criar ou fazer parte de um MTC-Movimento Tradicionalista "Country" ou de um MTS-Movimento Tradicionalista Sertanejo, ficando todas livres para ganhar o seu dinheiro fora do Sistema Movimento Tradicionalista Gaúcho organizado? 4) Se os Exploradores da Cultura Regional Gaúcha do Rio Grande do Sul agiram com total descaso para as decisões anteriores da CBTG, como aquelas constantes dos arts. 172 e 173, do seu Regulamento Geral, diante dos seus interesses econômico-financeiros haveriam de agora atender à súplica formulada pela CBTG, no seu divulgado Chasque?
............................................................................
Untitled Document