Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Mirins:
Respeito ao Gaúcho, de Francisco Castilhos e Albino Manique

 

01/06/2007 22:25:48
PEDRO EM IMAGEM DE PEDRA - ESBOÇO GENEALÓGICO DE UM GAÚCHO
............................................................................
PEDRO VARGAS, NA ESPANHA, ERA DON PEDRO EM CASTELA.
O PEDRO VEIO DA PEDRA...
...PEDRA QUE É DURA MAS QUEBRA ...
...POR CAPRICHOS DE UMA  HEMBRA E CORAGEM DE GINEBRA,
O TAL DON PEDRO MATOU EM DUELO E FUGIU.
 
MAS, CHEGANDO AO NOVO MUNDO NA LUTA PELAS RIQUEZAS,
PILHAGEM E GENOCÍDEO OCULTO EM GLÓRIA DIVINA - GLÓRIA QUE O PEDRO NÃO VIU -
FERIDO POR FLECHA AZTECA, PEDRO DA ESPANHA CAIU.
 
E COMO BUSCAVA PEDRO, NADA MAIS QUE A LIBERDADE NO HORIZONTE QUE DESCAMPA
NESTA FLOR DE MUNDO NOVO, PEDRO DESCOBRIU A PAMPA.
 
NUM GRUPO DE CHANGUEADORES - CAMPEANDO POR SEBO E COURO -
CAÇANDO BOI CHIMARRÃO O PEDRO, BARBA E MELENA, CHIRIPÁ, BOTA DE POTRO,
ENCONTROU  O SONHO ENTÃO.
A MAIS PURA LIBERDADE SEM LEI SEM DONO OU VERDADE, MAIOR QUE A ADAGA NA MÃO.
 
MAS LIBERDADE TEM PREÇO, ONÇAS DE SANGUE QUE É OURO DA RIQUEZA DOS VALENTES.
E ESSA TERRA TINHA GENTE QUE MORRIA POR SER LIVRE.
E VEIO A GESTA GUERREIRA, PEDRO LANÇA E BOLEADEIRA, BOLÍVAR  E SAN MARTIN
PEDRO ARTIGAS, PEDRO BENTO, PEDRO OSÓRIO, PEDRO NETTO,
PEDRO APARÍCIO SARAIVA ,PEDRO BORGES DE MEDEIROS, PEDRO SILVEIRA MARTINS.
 
E A PEDRA RASGANDO CHUMBO E ATROPELANDO LANÇAÇOS,
FAZENDO DE ESCUDO A ESTÁTUA DE CARNE DO PRÓPRIO PEITO.
PEDRO SONHO LIBERDADE, PEDRO UTOPIA IGUALDADE, FRATERNIDADE E RESPEITO.
 
VEIO A PAZ E OS ALAMBRADOS, E  A LIBERDADE DO PEDRO SÓ TEVE UM JEITO DE SER. 
PEDRO FEZ CASA NOS BASTOS, DEBAIXO DE UM PONCHO PÁTRIA,
PEDRO SOMBREIRO E CINCERRO, PEDRO POEIRA SOL E CHUVA,
PEDRO PONTEIRO, CULATRA, PEDRO RENDA , APARTE ESTRADA.
PEDRO FOI TROPA ENCORDOADA, PEDRO TROPEIRO SE FEZ
 
A TROPA TAMBÉM MARCHOU, A TÃO ESPERADA DÁDIVA DE SUPREMA LIBERDADE,
PERDEU-SE JUNTO DO GRITO DO VENHA BOI BEM MARCADO DAS GARGANTAS DOS PONTEIROS.
E PEDRO SE FOI PERDIDO, MESCLADO, UNIDO, FUNDIDO AO COMPASSO DOLORIDO DO CINCERRO DA MADRINHA.
 
NÃO SEI QUE PEDRO SOU HOJE OU SE PEDRO É ALGUM DE VÓS
TALVEZ SEJA PEDRO A VOZ QUANDO CANTAMOS O NOSSO
TALVEZ CANTAR SEJA A FORMA DO PEDRO AINDA SER LIVRE
OU QUEM SABE PEDRO VIVE UM POUCO EM CADA UM DE NÓS?
 
 
E FICA ENTÃO A MEMÓRIA
PEDRO LANÇA E BOLEADEIRA, PEDRO FACON Y PISTOLA
PEDRO GAUDÉRIO E GUERREIRO, PEDRO CINCERRO E TROPEIRO
PEDRO SOMBRA, PEDRO CRUZ,
NO VULTO DE TANTOS PEDROS, REVIVEMOS NOSSA HISTÓRIA...
PEDRO PEDRA, UMBRAL, VITÓRIA, PEDRO BANDEIRA DE GLÓRIA 
PEDRO ESTANDARTE DE LUZ!
 
* Que Deus siga abençoando São Pedro do Rio Grande do Sul!
............................................................................
  Autor: Guilherme Collares
Poesia enviada Por: Gerson Rezende de Almeida - Brasília / DF
  Observações: Os nossos agradecimentos ao gaúcho tradicionalista e amigo Gerson Rezende de Almeida pela excelente contribuição a este espaço da Poesia Regionalista Gaúcha!

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document