Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Caverá:
O Doce Amargo do Amor, de Leonardo

 

12/07/2007 00:25:56
NO TEU CÉU INTERIOR
............................................................................

Maria Beatriz Magalhães dos Santos

 
Hoje entrei no galpão
Da minha alma tapera.
E entre os aperos, guardados,
Dos sonhos que aquerenciei,
Estava uma antiga tarca
Num cantinho da memória,
Com restos da nossa história
A marcar um tempo velho
Que um dia foi teu e meu.
 
Entre as cinzas que ficaram
Do extinto fogo de chão,
Há o vazio das ausências
Que vem me fazer costado.
E um pai de fogo apagado
Que um dia já foi a chama,
A clarear a minha estrada
Pra eu carretear meus anseios
No rumo do teu querer.
 
No cavalete, esquecido,
Repousa um velho pelego.
Lembranças vivas de achegos
Guardando restos de lua.
Quando minha vida e a tua,
Emponchadas de ternura,
Cavalgavam nas planuras
E desencilhavam no céu.
 
Vou casereando saudades
Na solidão dessa espera.
A lua é sempre parceira
Na doma dos sonhos meus.
Entulhada de recuerdos,
Solita, dentro da noite,
A cevar mil horizontes,
Querendo saciar a sede
Na cuia de um sonho ateu.
 
Talvez eu te encontre
Na urgência das tardes,
Que correm faceiras,
Campeando aconchego
Nos braços da noite...
Ou quem sabe no espelho
Das águas da sanga
Tu surjas depois...
Onde enrodilhamos sonhos
De uma vida a dois.
 
Minha alma haragana,
De manhas noturnas,
Capeia o teu rastro,
Encurta o caminho
No rumo do amor;
Acende as estrelas
Na ânsia de vê-las
Povoando de sonhos
O teu céu interior!
............................................................................
  Autor: Maria Beatriz Magalhães dos Santos
Poesia enviada Por: Maria Beatriz Magalhães dos Santos - Brasília / DF
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
21/08/2009 17:02:19 Aniha - Brasilia / DF - Brasil
Quando eu folo que fiquei sabendo do seu passado você nâo acredita, fique esperta sua patricinha, que pra vingar oque você fez com aminha maê,vou contar pra todo mundo la da estancia quem e você, entendido????
Sítio: *****
Untitled Document