Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Farrapos:
Passo do Bugio

 

21/12/2007 13:42:30
JESUS, O DIVINO TROPEIRO!
............................................................................

 

Caríssimos Patrícios.

O Divino Tropeiro Jesus,
Filho do Patrão Celeste,
talvez no mundo não viesse
se não existissem zebus;
se não faltasse a luz
para um gado sozinho,
sem argola no focinho
nem norte pra suas vidas.
Mas a essas tropas perdidas
Jesus mostrou o caminho.

E veio forte, como um cerno,
para ser nosso Pastor,
falar de Nosso Senhor,
de um Patrão, o Deus Eterno;
do sentimento fraterno,
pregado ao mundo inteiro.
Ele foi irmão e cordeiro
neste rebanho terrestre;
Jesus foi e é o nosso Mestre,
o nosso Divino Tropeiro.

Jesus é a Luz da Eternidade
a nos mostrar a estrada,
o bom campo e a boa aguada
da Querência da Verdade.
Pois, no campo ou na cidade,
se houver ovelha pagã,
com alma não muito sã,
extraviada ou perdida,
o que salvará sua vida
é a Doutrina Cristã.

Jesus, o Divino Tropeiro,
traz a palavra de Deus,
semeando-a aos filhos Seus,
como ao gaúcho campeiro;
pregando ao mundo inteiro
o amor, a solidariedade,
a justiça, a dignidade,
o respeito a todo o irmão.
É a Lei do Velho Patrão
que pede fraternidade.

Por isso, neste galpão,
reunidos de corpo e mente,
fazendo-se Deus presente,
rezemos em oração,
pedindo ao nosso Patrão
que nos permita um trago
de Sua bondade, Seu afago;
que junto ao Tropeiro Jesus
derrame aqui Sua Luz
e abençoe o nosso Pago.

A Ti, Patrão Universal,
renovamos a nossa prece:
que esta energia que desce
da Tua Estância Celestial
afaste de nós todo o mal,
o pecado do coração,
e nos ensine o perdão.
E, ainda, Patrão Amigo,
que o gaúcho tenha consigo
sempre a sua Tradição!

 

............................................................................
  Autor: José Itajaú Oleques Teixeira
Poesia enviada Por: José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF
  Observações:

SERMÃO DA MISSA CRIOULA, de 13.09.2007, em atendimento ao pedido do Padre Jadir Dagnese, de Carlos Barbosa, RS.


 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
24/12/2007 18:28:40 Paulo Bambil - Brasília / DF - Brasil
Tchê!, obrigado por tão graciosa e tempestiva poesia
Sítio: *****
Untitled Document