Usuário:
 
  Senha:
 
 

Baitaca:
Ninguém é mais que ninguém, de Baitaca

 

04/03/2008 13:04:52
CANÇÃO DE EMBALAR SONHO
............................................................................

Jurema Chaves

 

Quero sair por aí, parar no meio do nada,

Buscando novas estradas, antigos rastros perdidos;

Ter a brisa perfumada a despertar meus sentidos

E um sussurro de prece, a acariciar meus ouvidos.

 

Sorver partículas de uma paz constante,

Mirar horizontes, beber as distâncias

Na taça do olhar;

E poder, enfim, voltar pra dentro de mim,

E me encontrar.

Alar os meus sonhos, pôr meus pés de ventos,

Estacionar o tempo, viver minhas loucuras

Na eterna procura de um mundo melhor;

Viajar na lua, desfilar em ruas pintadas de azul,

Com um sorriso aberto, ver o céu de perto,

Tocar as estrelas, por instantes tê-las

Presas entre meus dedos, desvendar segredos,

Esquecer meus medos, ser apenas eu.

 

Andar por aí sem comprar passagem

Levando na  bagagem um sonho–mensagem;

Usando a  linguagem que o amor traduz,

Ser um colibri entre os girassóis,

E  nos arrebóis me incendiar de luz.

 

Encontrar olhares e sorrisos francos,

Ter como acalanto a canção das  águas;

Esquecer as mágoas, não olhar para trás,

Pois a vida é efêmera, e o sonho tão fugaz.

Pois não vale a pena conservar rancores,

Tantos desamores que nos causam dores;

Redescobrir valores na simplicidade,

Esquecer vaidades e a prepotência

Na mais pura essência da humanidade.

Seguir sempre em frente, ser apenas gente,

Num gesto de amor, tão simplesmente.

 

Construir altares sobre uma cascata

No verdor das matas, entender o céu.

Recolher a chuva de sereno e prata

Que o luar desata num dourado véu.

Ver as borboletas cirandando os ares,

Buscando seus pares, matizando os campos;

Ver os pirilampos ascenderem seus luzeiros

Iluminando o Rio Grande inteiro,

Emoldurando de ternura os olhos meus;

Trançar o poncho da noite, com as rendas claras do dia.

E numa rede, embalar sonho e magia;

E Ter a Poesia pra falar com Deus!

............................................................................
  Autor: Jurema Chaves
Poesia enviada Por: Jurema Chaves - São Leopoldo / RS
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document