Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Tiranos:
Tudo que tenho, de Ângelo e Ricardo Marques,
João Sampaio e Silvestre Araújo

 

11/03/2008 15:59:16
MULHER CAMPEIRA
............................................................................

 

 

Eu sou a mulher gaúcha,

que ama a vida nos campos.

Entre flores, pirilampos.

cuido de casa e jardim;

e dois lindos piazitos,

que o Patrão, lá do infinito,

deu de presente pra mim.

 

O meu peão é um gaúcho,

guapo das lidas campeiras,

domador e bom ginete,

entende tudo de campo,

de cada palmo de chão;

traz o sol dourando a pele

e um riso largo,

como um céu sem nuvens,

um misto de rudez e coração.

 

Eu sou feliz neste recanto,

pisando o tapete verde,

bordado de primavera;

girassóis florescem ouro.

Sou rica, tenho tesouros

no trono da natureza,

nuns olhos mansos, profundos,

do meu peão guitarreiro,

mesclas de anjo e guerreiro,

herói de um pequeno mundo.

 

Este rancho é mais que um sonho,

tem raízes verdadeiras

nestas origens campeiras.

Pago-sul, bravo e altivo,

que junto a ele cultivo,

com força, coragem e fé,

de um dia ver mais crianças

cultuando a tradição,

pra o meu Pago-coração

ser maior do que já é.

 

Meu taura gaúcho-pampa,

que traz na estampa a identidade

de um verdadeiro campeiro

na singeleza do ser,

entende o canto das águas

e os silêncios de prece

que a natureza traduz,

quando a alma se transcende,

cobrindo a pampa de luz.

Os olhos, pequenas fontes,

embaçados de emoção,

quando canta essa canção

de seus tempos de guri;

na voz um tom de brandura

vem acordar a ternura,

que mora dento de si.

 

Passa o dia pelos campos,

entre uma lida e outra,

esticando um alambrado

ou sobre o lombo de um potro,

que não aceita a encilha.

Mas volta sempre contente,

sabendo que no ranchito

tanto carinho o espera.

 

E o mate já está cevado,

pra sorver a despacito...

E a prosear, com voz serena,

bota um piá de cada lado

e conta fatos e feitos;

num retrato do passado,

escrito à ponta de lança,

pra que amanhã também tenham

orgulho da nossa História!

Há tanto amor em seus olhos,

que emociona e encanta;

com soluços na garganta,

agradece ao Criador!

 

Depois, abraça a guitarra

e canta como ninguém;

e aquelas mãos calejadas

parecem toques de fada,

numa lira enternecida,

querendo alcançar o céu

com asas azulecidas.

E no altar do meu coração

é a sinfonia dos anjos

cantando a força da vida.

 

Da vida que construímos,

sobre o verdor da colina.

Só quem conhece este pampa,

este viver bem-fazejo,

poderá compreender

os mais lindos madrigais

no dueto dos cardeais,

para acordar as manhãs;

perfumes de madresilvas,

na tarde que desfalece,

é como se parasse o tempo,

pra um momento de prece!

 

Jurema Chaves

............................................................................
  Autor: Jurema Chaves
Poesia enviada Por: Jurema Chaves - São Leopoldo / RS
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
25/11/2014 08:14:39 Paula Fernandes - Minas Gerais / MG - Brasil
Lindahhhh!!
Sítio: http://www.msn.com.br
21/03/2011 16:40:01 Jordanna menotti - taquara / RS - Brasil
Ameei! Mto boom, gente!
Sítio: *****
06/08/2010 14:44:22 polyana christense- prenda riograndensse - três passos / RS - Brasil
Eu amei muito, muito! Acho que devemos preservar a nossa tradição. Sou a prenda riograndense, graças as suas poesias. Muito obrigada, de coração, Rio Grande do Sul *-*
Sítio: http://www.msn.com.br
11/09/2009 12:35:12 Angelica Binelo Werkhausen - Novo Xingu / RS - Brasil
Adoro seus Poemas... Já declamei muitos em festivais...
Sítio: http://www.bombachalarga.org/ver_poesia.php?id=190
04/03/2009 11:59:47 Alessandro V. Corrêa - Alegrete / RS - Brasil
Às vezes, me entristece o olhar, vendo a tradição sendo deixada de lado em troca da modernidade. Mas é por pessoas como você que vejo que não estou sozinho nesta luta de manter viva a chama da tradição. E posso diser, com orgulho: "Viva o Rio Grande do Sul, viva a nossa TRADIÇÃO"! Obrigado!!!
Sítio: *****
01/01/2009 19:48:44 Liliane Rodrigues Pimentel - Vacaria / RS - Brasil
Lindo seu poema...Valoriza muito a mulher pampiana...
Sítio: *****
22/07/2008 17:21:44 diessika - butiá / RS - Brasil
Eu adoro as poesias da Jurema Chaves. Ela é d+!
Sítio: *****
02/05/2008 18:12:05 Hildemar - Contenda / PR - Brasil
Bela poesia, que traduz o valor de uma mulher sulina, seja ela Rio-grandense, Catarinense ou Paranaense, como minha esposa, que se fosse poetisa com certeza me faria um poema com a beleza desse "Mulher Campeira".
Sítio: *****
Untitled Document