Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Muuripás:
Anu, Chimarrita, Balaio, Dança dos Facões e Chula

 

02/04/2008 10:21:09
PARTEIRA DE CAMPANHA
............................................................................
Pra ela não há mau tempo:
Chuva, frio, vento ou calor;
E seja a hora que for
Vai cumprir sua missão.
Tem muito orgulho ao falar
Que a piazada do lugar
Veio ao mundo por suas mãos.
 
-"Comadre!... A noite está um breu,
Mas vim aqui le buscá...
Vamos ter que galopiá,
Que a muié já tá com as dor!"
Isso, pra ela, é rotina.
E lá vai, sem ter receio,
Se afirmando nos arreios,
Por atalho ou corredor.
 
Benzedeira de mão cheia!
Tem o remédio pra tudo.
Mesmo sem nenhum estudo,
Sem saber o "b a bá",
Não há doença que resista
Suas benzeduras e chás!
Rendidura, dor nas vistas,
Sapinho, cobreiro brabo;
Quebrante, empate, mau olhado...
Ela tem a solução.
 
E o salário? É a gratidão... 
É tudo, tudo o que ganha
Uma parteira de campanha
Lá nos confins do rincão!
............................................................................
  Autor: Zulma T. de Bem
Poesia enviada Por: Zulma T. de Bem - Novo Hamburgo / RS
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document