Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Candeeiro:
Marcação

 

22/05/2008 18:06:09
ENCANTOS DO SUL
............................................................................

Jurema chaves

 

Que imenso orgulho me invade,

Por ter nascido gaúcha.

Mulher simples que não luxa,

Assim represento o Sul;

O mais lindo céu azul,

Meu pampa verde-amarelo,

Embalo em versos singelos

O meu Rio Grande do Sul.

 

Num lindo tapete verde,

Que a primavera enfeita,

O sol se estende e se deita

Cobrindo, em beijos ardentes,

Borboletas inocentes,

Pousando de flor em flor;

É mesmo um hino de amor

A pampa resplandecente.

 

E todo este amor terrúneo,

Brotando nestes meus versos;

Quero alcançar o universo

Numa cantiga de paz.

O amor constrói e faz

Encantos Sul – meu rincão -,

Em forma de coração,

Sussurros que o vento traz.

 

O sol se esconde com graça,

Deixando um rubor no céu;

A noite estende seu véu,

As estrelas repontando,

A lua surge bailando

Na minha pampa que dorme,

Ouvindo ao longe os acordes

De um violão soluçando.

 

Por isso vivo cantando

Toda a força de uma raça,

Rumos que o destino traça

Brotando em mim tão pungente;

Orgulho de uma gente

Altaneira e varonil,

Um pedaço do Brasil

E do Rio Grande gigante.

 

Sou o próprio encanto Sul,

Sou a pampa agradecida

Nessa prece comovida,

Tornando esse amor sem fim,

Semeando a paz e, assim,

Em ternura que se expande,

Eu ouço a voz do Rio Grande

Cantando dentro de mim!

............................................................................
  Autor: Jurema Chaves
Poesia enviada Por: Rafaela Marques Teixeira - Brasília / DF
  Observações: Poesia do Livro "Encantos do Sul", da autora.

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
06/01/2015 19:25:12 keti miranda - Passo Fundo / RS - Brasil
Linda poesia !!! Parabéns
Sítio: *****
20/09/2012 19:01:34 tais fontoura - são leopoldo / RS - Brasil
Amei. Grande poeta!!!!
Sítio: *****
Untitled Document