Usuário:
 
  Senha:
 
 

Miguel Marques:
Alma de Campeiro

 

25/08/2008 11:04:30
O CLUBE DOS BOSTAS
............................................................................
Caramba! Que gente indecente,
que torcem por nosso tropeço,
são cidadãos do avesso,
escória sem identidade,
silenciosos rastejantes,
lacaios, traíras, covardes.
 
Amigos do interesse,
traiçoeiros por natureza,
não vêem que a beleza
está na solidariedade;
acham graça de toda desgraça,
no delírio maldito
das suas maldades.
 
Sacanas de nascimento,
infelizes que a vida fez,
mostram sua sordidez
em suas línguas afiadadas,
que estão sempre preparadas
para acabar com o freguês.
 
Suas almas não têm descanço,
não acreditam na evolução;
por viverem na escuridão
se escondem atrás dos muros,
e de cochichos e murmúrios
difamam os seus irmãos.
 
Não entendem de lealdade
estes maulas caborteiros,
se vendem por dinheiro
aceitando qualquer troco;
na ânsia de serem mais,
acabam valendo tão pouco.
 
É brabo de se entender
as mentes desses loucos,
que por acaso não são poucos,
infiltrados em nossas trincheiras;
nos alisam a tirar a poeira
esses fedorentos porcos.
 
A inveja e o despeito
se encrava nessas feras,
que vivem soltas em nosso meio.
Mordem a mão depois que comem;
Se estão bem aí já se somem.
Eles nada repartem, isto eu creio.
 
Já não reparo mais nesses qüeras
pernetas de fins lucrativos,
o seu único atrativo 
é quando se vão, já de costas;
esses verdadeiros bostas,
afundados em arrogância,
são aprendizes de feras,
diplomados na ignorância.
 
Sempre achei que ainda há tempo
de mudar o nosso rumo,
e na retidão do prumo
espelho minha consciência
para vivermos na paz,
que só a bondade traz,
isto é o fato em eminência.
 
Não fiz estes versos à toa,
venho pedir reflexão;
eu também já fui um bosta,
mas aprendi a lição.
E quem me vier a ler,
nestas mal escritas linhas,
digo que a vida nos dobra
ou nos quebra a espinha.
 
Vou encerrando estas rimas,
neste singelo recado. 
Ficarei só observando,
para ver os resultados.
E afirmo a quem serviu o chapéu,
Não fique assim disfarçado.
Goste mais de quem te gosta
E saia do clube dos bostas!
............................................................................
  Autor: Gilmar Espíndola
Poesia enviada Por: Gilmar Espíndola - Viamão / RS
  Observações: Este poema é uma forma de desabafo, pois reflete a maldade humana intrínseca em todos nós. Graças a Deus temos o poder de escolher entre o bem e o mal. E garanto que a bondade é a forma mais certa de chegar a Deus e voltar de novo para a casa dele. O autor

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
01/09/2008 20:30:31 Geraldo - BSB / DF - Brasil
Parabéns! Gostei da inovação de se fazer protesto.
Sítio: *****
Untitled Document