Usuário:
 
  Senha:
 
 

Walther Morais:
Pra ser feliz no Sul

 

04/09/2008 22:38:40
PAYADA DA INDEPENDÊNCIA
............................................................................

Rio Grande de Pátria e nativismo,

seguindo os preceitos do civismo;

que a bandeira sobe ao mastro,

num gesto de amor ao chão,

na mais pura demonstração,

que segue o rumo no rastro

duma raça forte e varonil,

que tem sangue na veia;

se for preciso pelear peleia

e se abraça no fuzil

por estes campos e serra,

pra defender sua terra,

este querido Brasil.

 

E o patriotismo se aflora

e marcha firme na cadência,

pra comemorar a Independência

que se alarga campo a fora.

E o gaúcho se prepara com afinco,

com seu pingo, de laço nos tentos;

e vai recordando os momentos

deste Rio Grande de trinta e cinco,

onde a lança e a garrucha

percorreram as nossas coxilhas,

na epopéia dos Farroupilhas,

defendendo a terra gaúcha.

 

E o sangue da nossa gente

Marcou páginas na História:

lutas, tropeços e vitória

desta raça heróica e valente,

que sempre agüentou o repuxo,

pois índio de queixo duro

não fica em cima do muro

e mostra o valor do gaúcho!

............................................................................
  Autor: José Antunes da Silva Sobrinho
Poesia enviada Por: José Antunes da Silva Sobrinho - Caxias do Sul / RS
  Observações: O autor é apresentador do Programa Tradicionalista Gaúcho Hô! de Casa na Querência, levado ao ar aos domingos, das 10 às 12h, na Rádio União FM 97.1, de Caxias do Sul-RS.

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document