Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Rodeio:
Deus Gaúcho, de Régis Marques

 

09/09/2008 21:41:54
PRENDINHA MATUCHA
............................................................................

 

Rafaela Marques Teixeira

 

Ao rezar sempre agradeço

a Papai do Céu, nosso Deus,

que faz com que os filhos Seus

nasçam onde devem nascer;

e vou sempre agradecer

por ter neste Estado nascido

e no meu chão tão querido,

que me batizou douradense.

 

Sou uma sul-matogrossense

e tenho orgulho de minha Terra,

das riquezas que ela encerra,

de suas belezas naturais,

dos seus belos pantanais,

da sua gente progressista,

que dia-a-dia conquista

um futuro promissor.

 

Mas se expresso, assim, meu amor

pelo meu Torrão Natal,

não esqueço o fraternal

amor por outro rincão,

por sua linda Tradição,

que desde cedo aprendi,

apesar de ser daqui,

apesar de estar distante.

 

Que rincão é esse? É o Rio Grande,

que fica lá mais ao Sul,

o grande Rio Grande do Sul,

de onde mamãe e papai vieram.

E foram eles que me disseram

que honrarei sempre meu chão,

mas que eu tenho Tradição,

pois de espírito sou gaúcha:

uma Prendinha Matucha

com dois Pagos no coração!

............................................................................
  Autor: José Itajaú Oleques Teixeira
Poesia enviada Por: José Itajaú Oleques Teixeira - Guará / DF
  Observações:

A presente poesia foi feita aos 30.07.1993, na cidade de Campo Grande-MS, para a filha do autor, Rafaela Marques Teixeira, então com quatro anos de idade, integrante da Invernada de Danças Folclóricas Gaúchas Sul-rio-grandenses Pequena Querência e 1a Prendinha Dente de Leite do CTG Tropeiros da Querência, da capital do Mato Grosso do Sul. A poesia, portanto, diante da limitação territorial, pode ser declamada por Prendinhas Mirins nascidas na cidade de Dourados-MS.


 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document