Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Bertussi:
Balanço do Bugio

 

11/03/2009 09:11:08
QUERÊNCIA GRANDE
............................................................................
(DECLAMADO)
 
O CAMPECHANO CRIOULO
NÃO TEM COROA NEM TRONO,
MAS VENCEU, POR ESTE PAGO,
AS INTEMPÉRIES E O SONO;
NO SEU AFÃ DE ATACAR
FEZ O INIMIGO RECUAR.
E NO FIM PODE GRITAR:
- ESTA QUERÊNCIA TEM DONO!
 
E SE HÁ QUEM O DIGA
QUE O CAMPEIRO DESTE PAMPA,
PELA SUA ESTAMPA
SÓ GROSSURA PODE TER,
SAIBAM QUE ALÉM
DE NA CULTURA TER SUPORTE,
O SEU BRAÇO FORTE
FAZ O RIO GRANDE CRESCER!
                                                                            
FORAM GUERREIROS
IMORTAIS DA NOSSA HISTÓRIA,
FEITA DE GLÓRIA,
A PARTIR DA ANTIGUIDADE,
QUE O CONQUISTARAM,
NO LOMBO DOS SEUS CAVALOS;
E DE REGALO
NOS DEIXARAM LIBERDADE!
 
É PELAS VÁRZEAS
E REPECHOS DO RIO GRANDE,
QUERÊNCIA GRANDE
QUE HABITA UM POVO FELIZ;
JUNTO À FRONTEIRA,
LITORAL, MISSÕES E SERRA;
É TANTA TERRA
QUE ATÉ PARECE UM PAÍS!
 
FORAM GUERREIROS
IMORTAIS DA NOSSA HISTÓRIA,
FEITA DE GLÓRIA,
A PARTIR DA ANTIGUIDADE,
QUE O CONQUISTARAM,
NO LOMBO DOS SEUS CAVALOS;
E DE REGALO
NOS DEIXARAM LIBERDADE!
............................................................................
  Autor: Vanoci Marques
Poesia enviada Por: José Vanoci Alvarez Marques - Camaquã / RS
  Observações: Composição musicada por Wilson Paim.

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document