Usuário:
 
  Senha:
 
 

Tchê Campeiro:
Direitos do Bugio

 

17/03/2009 13:33:05
QUANDO A ALMA ENCILHA UM CHASQUE
............................................................................

Maria Beatriz Magalhães dos Santos

Foto: bombachalarga.org

 

Há uma promessa de vida em cada amanhecer

É hora de percorrer caminhos dentro de nós

É a hora de ouvir a voz

Que vem do nosso interior

Parece que se misturam

Criador e criaturas

Num doce ritual de amor.

 

É hora de prece e meditação

Minha alma se ajoelha debruçada na fé

E a nossa invernada se enche de paz

Num chasque eu te peço, Patrão Celestial,

Que a tua luz em mim permaneça

Que eu todo dia agradeça

O muito que tu me dás...

 

Abriga sempre a minha alma

Assim como a sanga acolhe

A flor simples do aguapé

Ilumina a minha jornada

Me conduz na caminhada

Não deixa que os desencontros

Abalem a minha fé.

 

Tu conheces a minha prosa

Sem que eu precise falar

Quantas vezes, amargurada,

Eu pensava que era o fim

Tu me mostravas o caminho

Pra eu descobrir que sobravam

Estradas dentro de mim.

 

E quando uma noite escura

Surgia no meu caminho

Enfeitavas o céu de lua

E me falavas baixinho

“O coração é uma porta

Que tem a tranca por dentro

 Mas a chave está contigo

Só tu poderás abrir”...

 

Conheces bem a nossa natureza

E como entendes as nossas fraquezas

E a todos, sempre, estendes a mão

Traz a luz a nossa mente

Quando a alma em soluços

 Pra poder falar contigo

 Precisa apagar o lampião.

 

Obrigado Patrão Velho

Protege o meu velho pago

Conserva em nossa gente

Os costumes da querência

Quando houver mais de um gaúcho,

Reunido, em nome da tradição,

Vem fazer parte da prosa

Na roda de chimarrão.

 

E de quebra, ainda te peço,

Velho Patrão das Alturas,

Que ainda me sobre ternura

Pra revelar ao meu peão

Fonte de amor cristalina

Onde minha alma se aninha

Me ensina o que é um bem querer

Quando me diz: “prenda minha”.

 

No meu andar solitário

No rumo da poesia

A inspiração que me mandas

É que me faz companhia

Mas quando estiver ocupado

Me basta um céu estrelado

E este amor pelo meu pago

Não há melhor parceria!

............................................................................
  Autor: Maria Beatriz Magalhães Santos
Poesia enviada Por: Maria Beatriz Magalhães Santos - Brasília / DF
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
18/03/2009 11:08:13 Deroci Freitas de Moraes - Santa Maria / RS - Brasil
Parabéns!
Sítio: *****
Untitled Document