Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Rodeio:
Deus Gaúcho, de Régis Marques

 

31/03/2009 11:26:15
POTRO SELVAGEM
............................................................................

CERTO DIA ANDEI PERDIDO

NAS VÁRZEAS DA MINHA TERRA;

A PÉ CRUZEI AS COXILHAS,

FUI ME EMBRENHANDO NA SERRA.

ASSIM PASSEI VÁRIOS DIAS,

ME ARRASTANDO NA CORAGEM;

QUANDO ESTAVA ME ENTREGANDO,

SURGIU UM POTRO SELVAGEM.

 

O BICHO FICOU ME OLHANDO

COM ARES DE APAVORADO,

COM MANHA E SABEDORIA

FUI CHEGANDO PRO SEU LADO;

MUITO ESPERTO QUIS FUGIR,

DISFACEI E FUI SENTANDO;

QUANDO VIREI-ME PRA OLHAR,

ESTAVA AO LADO PASTANDO.

 

LINDO POTRO, COM CERTEZA,

ALÉM DA REALIDADE;

POR SEU PADRÃO DE BELEZA

FORJADO NA LIBERDADE.

 

EU FUI LHE PASSANDO A MÃO,

ELE FICOU ME CHEIRANDO;

ERA UMA GRANDE AMIZADE:

POTRO E HOMEM COMEÇANDO

BOM TRATO E EDUCAÇÃO:

DOIS SENTIMENTOS PROFUNDOS,

AS ARMAS MAIS EFICAZES

PRA CONQUISTAR TODO MUNDO.

 

DEPOIS DE TODA CONFIANÇA,

EM PELO MONTEI NO POTRO.

TIPO LINDO E MARCHADOR,

JAMAIS TROCAREI POR OUTRO.

PRA VOLTAR FOI TÃO LIGEIRO,

SEU TROTEAR EU NEM SENTIA;

POTRO SELVAGEM ME DEU

A MELHOR DAS MONTARIAS.

 

LINDO POTRO, COM CERTEZA...

............................................................................
  Autor: Vanoci Marques
Poesia enviada Por: José Vanoci Alvarez Marques - Camaquã / RS
  Observações: Aos Grupos Musicais e artistas gaúchos interessados em gravar esta composição poética, o autor solicita que lhe enviem um chasque para o correio eletrônico vanocimarques2009@hotmail.com

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document