Usuário:
 
  Senha:
 
 

Baitaca:
A evolução me entristece, de Baitaca

 

17/04/2009 13:55:14
RIO GRANDE BAGUAL
............................................................................

 

 
SOU CRIA XUCRA DO PAMPA,
POR ONDE O MINUANO PASSA,
VIVO SEMEANDO AMIZADE,
ANDO LONGE DE ARRUAÇA;
DETESTO VER COVARDIA
E NÃO TOLERO AMEAÇA,
LEVO NO PEITO A BANDEIRA
DA ORIGEM DA MINHA RAÇA. 
 
RIO GRANDE, VELHA QUERÊNCIA;
NÃO CONHEÇO OUTRA IGUAL.
E AQUI REGISTRO UM PEDIDO
AO GRANDE PAI CELESTIAL:
NÃO DEIXE EU MORRER DISTANTE
DESTE RIO GRANDE BAGUAL! 
 
SOU GAÚCHO E ME ORGULHO
DO BOM PINGO E DA ENCILHA,
D’AGUADA QUE MATA A SEDE,
DA BICHARADA E A TROPILHA;
DE UM POVO SEMPRE FIEL
À TRADIÇÃO FARROUPILHA,
E DO GRITO DO QUERO-QUERO
PATRULHANDO UMA COXILHA. 
 
RIO GRANDE, VELHA QUERÊNCIA;
NÃO CONHEÇO OUTRA IGUAL.
E AQUI REGISTRO UM PEDIDO
AO GRANDE PAI CELESTIAL:
NÃO DEIXE EU MORRER DISTANTE
DESTE RIO GRANDE BAGUAL!
............................................................................
  Autor: Vanoci Marques
Poesia enviada Por: José Vanoci Alvarez Marques - Camaquã / RS
  Observações: Aos Grupos Musicais e artistas gaúchos interessados em gravar esta composição poética, o autor solicita que lhe enviem um chasque para o correio eletrônico vanocimarques2009@hotmail.com

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
28/04/2009 23:17:04 Luiza Martins Penna - Santa Maria / RS - Brasil
Adorei a poesia; fala da vida campeira, das lidas de campo... e além do mais é uma ótima poesia... Obrigada! Luíza
Sítio: *****
Untitled Document