Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Filhos do Rio Grande:
Laçador

 

03/06/2009 11:02:59
TAPERA
............................................................................

 

Esta carcassa trêmula e envelhecida,

que abriga tosca e imperfeita alma

 - encarquilhada, lerda e emurchecida -,

que não encontra nem concede calma,

 

é qual tapera de sonho alentado

de juvenis aspirações; de amores...

é traste triste; é mango abandonado;

é poncho velho, roto e já sem cores;

 

pobre de uso, que outra serventia

já mais não dá, apenas de lembranças,

em cada dobra, a se abrigar no pano;

 

é xiru velho, que a única ousadia

é recordar o Pampa e as  andanças;

a esperar o seu último Minuano...

............................................................................
  Autor: Aecio Kauffmann
Poesia enviada Por: Aecio Kauffmann - Porto Alegre / RS
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
02/12/2009 07:24:08 Ernesto Caruso - CAMPO GRANDE / MS - Brasil
Palmas ao carioca que tem na alma o apego à tradição da História gaúcha, que sorve da cuia e do chimarrão letras que se combinam e ditam o que pulsa no coração, mano a mano, vivendo forte e admirando o penúltimo minuano.
Sítio: *****
28/06/2009 15:31:40 ORLANDO FERNANDES - RIO DE JANEIRO / Brasil
Muito obrigado por manter-me informado e ligado na cultura da terra natal, da qual me desliguei aos idos de 1958, para conhecer outras culturas.
Sítio: *****
03/06/2009 14:17:18 Maria Beatriz Magalhães - Brasilia / DF - Brasil
Poesia bonita!!! Parabéns por nos falar tanto em tão poucas palavras.
Sítio: *****
Untitled Document