Usuário:
 
  Senha:
 
 

Paixão Côrtes:
Gaúcho Velho

 

08/12/2009 21:28:26
O AMOR NUMA PAJADA
............................................................................

 

 

NUM SÁBADO DE TARDEZITA BROTOU UM VERSO APAIXONADO DO PEITO DO PAJADOR, PRA UMA CHINOCA BONITA, DE VESTIDO COLORADO E NO CABELO UMA FLOR. COM UM SORRISO BREJEIRO DAQUELA MORENA LINDA, VEIO A RESPOSTA NO OLHAR; O PAJADOR MISSIONEIRO SE DEBOCHOU, MAIS AINDA, NO SEU JEITO DE PAJAR.
BOTANDO FÉ NA GARGANTA
DEDILHAVA COM MAGIA,
DESDE A PRIMA ATÉ O BORDÃO;
UM VERSO SE DESENCANTA,
E O AMOR, NESSA PORFIA,
TEVE ALMA E CORAÇÃO.

“DESENRODILHANDO NO ESPAÇO,
NUMA ARMADA BEM CAMPEIRA,
O VERSO SE FEZ UM LAÇO,
CERRANDO UM TERNO ABRAÇO
NAQUELA FLOR MISSIONEIRA!"
............................................................................
  Autor: Deroci Freitas de Moraes
Poesia enviada Por: Deroci Freitas de Moraes - Santa Maria / RS
  Observações:
Visites meu blog http://lafora.arteblog.com/

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document