Usuário:
 
  Senha:
 
 

Baitaca:
No meio dos Quatro Ventos

 

22/05/2010 08:39:37
QUERÊNCIA ALTANEIRA
............................................................................

 

 

MEU PAMPA, PÁTRIA SULINA, TERRA DO POTRO ARAGANO, DAS AGUADAS E DOS MATOS, DO CAMPEIRO SOBERANO, TEM NA LAGOA DOS PATOS UM LINDO CARTÃO POSTAL; É O MEU RIO GRANDE BAGUAL, AONDE RONCA O MINUANO. (REFRÃO) POR TER NASCIDO GAÚCHO, AGRADEÇO A VIDA INTEIRA; FIRME, AGUENTO O REPUCHO POR TI, QUERÊNCIA ALTANEIRA; SOU SIMPLES, NÃO TENHO LUXO, MAS HONRO A TUA BANDEIRA! VÁRIAS FRONTEIRAS QUE CRUZO, COM RESPEITO E MUITO AFAGO; MEU VERSO NÃO TEM BARREIRAS, PELA BAGAGEM QUE EU TRAGO; E DA LUTA, NAS TRINCHEIRAS, NÃO LIGO PRAS CICATRIZES, POIS FINQUEI MINHAS RAÍZES NO SOLO FÉRTIL DO PAGO. (REFRÃO)
POR TER NASCIDO GAÚCHO,
AGRADEÇO A VIDA INTEIRA;
FIRME, AGUENTO O REPUCHO
POR TI, QUERÊNCIA ALTANEIRA;
SOU SIMPLES, NÃO TENHO LUXO,
MAS HONRO A TUA BANDEIRA!
............................................................................
  Autor: Vanoci Marques
Poesia enviada Por: José Vanoci Alvarez Marques - Camaquã / RS
  Observações:

Aos Grupos Musicais e artistas gaúchos interessados em gravar a composição poética, o autor solicita que lhe enviem um chasque para o correio eletrônico vanocimarques@yahoo.com.br


 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document